VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA - VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA - VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA -VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA - VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

À FARTAZANA!!!

Nada mais há a dizer para tentar abrir a cornadura dos pacóvios já que os olhos continuam irremediávelmente cerrados.

Mas é possível tanta ignorância, tanta burrice, tanto "yes man"?
Pelos vistos a resposta é sim!

A gente desta só falta baixar as calças e deixar-se enrabar! 


 

Pinto da Costa, presidente da SAD portista, recebeu uma remuneração bruta de 840 mil euros no exercício da época passada.

Os valores avançados no relatório e contas de 2013/2014 enviado na terça-feira à CMVM apresenta o valor auferido pelos vários elementos da administração do FC Porto, dividindo em remuneração fixa (que no caso de Pinto da Costa foi de 520 mil euros) e gratificações (presidente dos dragões recebeu 320 mil euros).

Também a restante administração tem a remuneração bruta "dividida" por essas mesmas fatias: Reinaldo Teles e Adelino Caldeira receberam, cada um, 479 mil euros (287 mil de remuneração fixa + 192 mil de gratificações). Já Angelino Ferreira, que deixou a SAD portista em fevereiro deste ano, auferiu 417.500 euros e Fernando Gomes, que o substituiu, ganhou 82 mil euros.

"As remunerações atribuídas durante o exercício aos elementos do Conselho de Administração da FC Porto – Futebol, SAD ascenderam a 2.297.500 euros e estão totalmente pagas. A remuneração bruta auferida no exercício em causa, pelo conjunto dos membros do órgão de administração, respeita exclusivamente aos administradores executivos", pode ler-se no comunicado enviado à CMVM.

in Record

P.S. -PARA OS CHULOS NÃO HÁ ORDENADOS EM ATRASO E QUANDO A PAROLADA DER POR ELA, NEM A RETRETE ESCAPOU!

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

CONHECEM O MIGUEL?...SIM, ESSE? - (Do Meu Arquivo 2)

Na sequência do anterior, o presente texto retrata também uma figura "adorada" pelos benfiquistas.
Aviso que é longo o texto mas vale a pena.
Desde ladrão de obra intelectual, sabujo mentiroso, oportunista, bêbado, passando por chulo sem vergonha, há outras coisas que muita gente não sabe ou não se apercebe. Palavra de honra!
Eis o Miguel:

O “regional” e as cataratas de Miguel

Miguel, ferrenho adepto do “regional”, sofre de orfandade clubística!
Mas não é de estranhar! Por um lado, Da Costa, imperador absoluto, tudo manda e desmanda, tudo põe e dispõe, tudo come, cala, abafa e consome, no que ao seu “regional” diz respeito, o que ele leva muito a peito!
Miguel não tem clube! “Regional” é Da Costa e Da Costa é “regional”! ... Só ele lhe basta, tudo o resto é bosta ... e disso já pode por lá haver à farta!
Além disso, quem quer saber, afinal, do reino do “regional”, a pontos de merecer que com ele se dispense uma gota de tinta?! E mesmo Miguel, escrevinhador ferrenho adepto, se escrevinhar sobre o seu “regional”, quem se incomodará em o atentar?!
Mas Miguel, ferrenho adepto do “regional”, tem cá uma pinta! … Ou bota falamento, ou perde poleiro ... sem direito a lamento! Mas tão foleiro!

Miguel, assim obrigado, falamento tem de botar ... dos outros! ... E sempre, pois, mal humorado! Do clube dos outros e dos que, ao contrário de si, têm clube p’ra falar! ... Como veremos, porém - aliás, da “escola” futeboleira que vem - é o seu modo de “arrianço”, com seu “rasganço”! ... Miguel, ferrenho adepto do “regional”, não enxerga nem se enxerga, bate às cegas no seu futebolar!
Começa logo com a sua dita escola “anteira”, num esforço bacoco de realce frustrado e não encomendado! Miguel, ferrenho adepto do “regional”, sabe bem que Mourinho não pertence, nem nunca podia pertencer, à escola das antas, que antes das antas foi Alvalixo e depois Barcelona, por muito mais tempo e maior fiabilidade … e algum lixo!
Se escola Mourinho tem, e tem com certeza, é a escola do pontapé na bola e não na tola! ... Melhor, nas canelas, por atacado ... e bem aviado … e em várias! ... De resto, se não fossem as tais deficiências visionárias, Miguel, ferrenho adepto do “regional”, saberia que a única escola “anteira”, no reino da futeboleira, que realce merece, é a escola da cotoveleira parte queixadas, em barda e à borla, instrumento abençoado - e, por isso, não excomungado - por uma comissão disciplinar de Aguiar que bem se conhece, sob os auspícios de Da Costa, imperador absoluto do dito “regional”. Aquilo é ninho de um tal Paulinho, sempre atarefado e bom pau mandado na quebreira do queixal!

Miguel, ferrenho adepto do “regional”, sonhou que um dia Da Costa, imperador absoluto – e muito “astuto” -  congelou seus confrades de assistir aos treinamentos ... que eles só maldades, uns odientos,  na sua saga era só zurzir! ... Só com quota paga, encabrestados ... e sem mandar vir! ... Nunca zangados! ...
E só Da Costa é sabichão ... e disso informa o bombeiro do apito, todo o que lhe aparece a arbitrar o dito! Por isso, Da Costa - e o seu tareco - junta-se à suplentada, que perto está do tal apitadeiro, para, com tesa mirada, lhe recordar a “lição”, não vá o malandreco abster-se de receitar a salvação! ...
Afinal, não é só viajar de borla ... ou coisa assim, que Da Costa manda pagar a conta e cobrar a dobrar! E “Calheiros” podem encalhar! ...
Disso, os outros não percebem cheta ... e Miguel tem razão! Disso, aos outros restam lamúrias, choradinhos! ... E pianinhos ... ou há estalo ... que só Miguel pode gozar e escrevinhar e ... “lá do alto” .... é o “único galo” que pode ter e tem cacarejar!
Da Cunha, se verde não fora, verde se tornara de tanto aos árbitros berrar, mesmo que com fala cuidada! Mas sem os apiedar ... e tanto barafusta! ... Só que não assusta! ...
E Miguel, lá do alto do galho, no seu falamento, lhe bota “nortada” ... e bem cozinhada! ...

Dizem de Miguel, ferrenho adepto do “regional”, ter cursado leis mas nelas não quis assentar!
E teve razão outra vez! Pode assim escrevinhar, sem pesos de consciência, sobre contratos “rasgados” e “caloteiros” encartados! E pregar sobre decência! ...
E pode esquecer, de consciência leve e sem ensandecer, que na Luz se recorreu à Justiça e ao Direito para fazer triunfar a Lei, com apoio da mais alta autoridade jurídica na matéria, Professor impoluto e mui sapiente de que pouco aprendeu, se é que, pouco diligente, alguma coisa aprendeu de algum Professor! ...
E Miguel, ferrenho adepto do “regional”, não tem só “leveza” de consciência, mas também memória curta ... que é coisa de pouca sapiência!
No reino do “regional, não se rasgam contratos! No dito do “regional” há outra escola, a do rasganço que é arrianço de costados, costeletas, fúcias e o mais que sobrar do coiro do desgraçado que ousar pedir ao Da Costa, absoluto imperador, aquilo a que tem direito! Que é bem feito ... acrescenta Miguel todo eriçado! ...
E não é qualquer escola! Como se sabe, é uma escola de “superior mestrado” ou mesmo “doutorado”!
É bem feito, dirá novamente Miguel, ferrenho adepto do “regional”, que o americano – e outros que tais - só tinha que meter o rabinho entre as pernas, ir direitinho, assinar rescisão sem refilar, que de basquetebolar não sabia ... e Da Costa, sabichão, já não queria! ... E melhor é mãos a abanar que ventas partidas e coiro arriado e todo amachucado, com lamentos e ais! ...
Mas disto não lembra Miguel, ferrenho adepto do “regional”! ...

Lá para o reino do “regional”, o tribunal ordena a paragem das obras do centro de estágio! ... Mas a lei é Menezes que assim faz de pajem! ... E barafusta contra o atrevido que, apesar de ser dono, quer ser ouvido ... e o dinheirinho que lhe é devido! Mas Menezes ao tribunal não liga puto, que Da Costa é imperador absoluto! ...
E Miguel, ferrenho adepto, é em leis cursado – ao que dizem! – mas não assentado! ...

Miguel, ferrenho adepto do “regional”, não tem “degradantes” assembleias!
Não tem assembleias, daquelas assembleias que agitam a 2ª circular, que assembleias são para o povo, para aqueles que “não sabem o que dizem”, nem sabem falar! ... E no reino do “regional” nunca há nada de novo! ...
Muito menos sindicâncias, que Da Costa é imperador absoluto todo poderoso ... e sem manigâncias! ...
Tem obras interditas pelo tribunal ... que os terrenos, apesar de tudo, não são de Menezes e, por isso, pagá-los às vezes é obra de dono esforçado, mesmo pondo em risco o costado! Mas, para Miguel, isso não faz mal, costado arriado pode ser até bem lembrado! ...
E será sempre bom não esquecer! O costumado rasganço mais o seu arrianço anda sempre na baila ... e até pode acontecer que, lá para as bandas do tribunal, também ouse fazer sua faina! ... Juiz que reze, que também tem costado que se preze! ...

O “regional” não tem povo!
Tem vândalos, Da Costa, imperador absoluto, “dixit”! Vândalos que, esborratando as paredes, lá vão berrando contra a mafia das antas ... ou da sua sad, e vão perguntando quem lhes ficou com o rico dinheirinho da liga dos campeões e da venda dos jogadores ... que tudo valeu milhões! ... Ah! Que ele, o xit, foge direitinho para a conta do bufola que até tem cartola de mentideiro. Por isso, o dinheiro! …
Vândalos podem gritar, “eles comem tudo, para nós nem um cheirinho”! ... Mas não faz mal! ... Vândalos são porcos, não têm direito a votos! ...
Vândalos têm direito a pagar quotas ... e a safar as costas, de rabinho abaixado!
Se assembleias houvesse no reino do “regional”, e Miguel lá estivesse com vândalos a berrar, seria marotice! Eles podiam apregoar que, no reino do “regional”, também há calotice! ... E, depois, saber de Da Costa, imperador absoluto – para os vândalos, não impoluto – se já pagou o que a Robson ficou a dever!
E calotice, no reino do “regional”, é coisa que não interessa a Miguel, ferrenho adepto! Para Miguel, será idiotice ... que contas, a ter lugar, aí em rasganço se podem pagar, com arrianço de costados, costeletas, fúcias e partes corporais à descrição, não vá a dita “anteira”, escola de ranhetas, perder a função!

Mas “tem” sempre razão! Miguel sabe bem que nem a narração de tais notações acrescentava mais galões! Mais um jornal de vendas ou um tele ouvinte ao ecrã das televisões?! ... Isso?! ... Só lá para as calendas! ...
Afinal, quem quer saber do “regional” de que Miguel é ferrenho adepto?!
A prova aí está! Fugindo do arrianço e do seu rasganço, eis os vândalos a esborratar as paredes das antas!
E quem viu tv ou jornal que desse importância às borradas no “regional”?!
Quem viu a tv que lhe dá poleiro, em romaria pungente junto aos escombros das antas, tal um sinaleiro das coisas miserentas?!
Para que constasse, só atrás dos outros ... dos invejados com clube e, só por isso, sempre por Miguel lembrados ... e odiados! ... Tv mirabolante em entrevista delirante ... às paredes da Luz ... sem alcateia que a aturasse! ... Mas não admira, que, no tempo que ia, para aquele lado e então, ninguém a via ou ouvia! ...
Afinal, quem quer saber do “regional” de que Miguel é ferrenho adepto e em que nada está mal?!!!

Na segunda circular, lado sul e por todo o Portugal, há povo que faz assembleias, mesmo “degradantes” mas sempre cintilantes! Há povo que tem voto na matéria, que sabe bem o que diz! Que paga, grita, aplaude, barafusta ... mas sempre feliz! E o que Miguel escreve é léria! ...
Na 2ª circular, há vida e há agitação! Há o direito a ser livre, há a força da razão! Qualquer imperador será esconjurado, exorcizado e amaldiçoado! ... Mesmo sem ser preciso rasganço, com seu arrianço! ...

No reino do “regional”, há capangas do rasganço e do arrianço de costados e fúcias, “pauliteiros” ou “pauli(ti)nhos”, cotoveleiros parte queixadas a preceito, de marca registada – e branqueada! – que dão uns “mimos”! ... E vândalos que borram paredes e berram contra a mafia! De vez em quando, fazendo uns batuques e correndo a butes atrás das canas dos foguetes, quais mandaretes! E correr é preciso saber, em tempo de rasganço e seu arrianço! ...  
Mas depressa a via norte “regional” está nas calmas, porque só há vândalos sem almas e já sabem ... costados arriados e rasgados, à boa maneira, pelos “sôtores” da prestativa escola “anteira”! ... Que são uns “senhores” no que toca a arriar a giga ... e o canastro ... e depois fugir sem deixar rasto! ... 

Miguel, ferrenho adepto do “regional”, dá de si frente ao espelho!
Estremunhado, tremelica como um condenado ao dar de caras com Da Costa, imperador absoluto ... de riste apontado ao reflectido e encolhido ferrenho adepto, tão acabrunhado!
E Da Costa, com voz cavernosa, lhe ordena impante, imperador absoluto e reinante ... mas não impoluto!
« Tás a ver o qu’ eu tou, do outro lado de lá, no reino da “moirama” e de quem ainda tem toda a fama de ser um dos melhores deste mundo no século que finda?! E nós outros bem piores, que nem o último ano foi muito fecundo?!
Vai ... bota faladura e escrevinha a tua mais peçonhenta prosadura! Mas vê lá, troca tintas aos nomes dos cujos ... pois já sabes o que há ... a “anteira” “escola superior” do rasganço e seu arrianço ... que não é brincadeira! ...
Eles, os da 2ª circular, são os actores do nosso ripanço! ...
Nós, as personagens da asneira! ... » 

E, destarte, Miguel, ferrenho adepto do “regional”, mirou e bocejou ... foi-se ao biscate ... e nem para trás de si olhou! ...

                    «O regional e Miguel a guerrear no seu arbitrar»

Vejam só o que a Miguel havia de lembrar! De peito aberto, como disse, deu-lhe para guerrear, no mundo do “seu” arbitrar, julgando ser grande feito! Desta maneira - e apesar da sua altivez – faz uma choradeira que é uma chocarrice e um desconcerto profundo! E a sua “nortada” saiu tresloucada mais uma vez! É natural e até está bem para aquele jornal, de vermelho gerado e em tempos amado, mas que é agora amaldiçoado também pela sua coscuvilhice e tamanha idiotice!
Miguel, ferrenho adepto, volta pois ao seu chairar ... e sempre com ar circunspecto, que é para não variar! Desta vez, com seu motete sobre o que é arbitrar, pensando dar brilharete! Mas é só um ecoar de Da Costa, na sua satireta ...
Por isso - diz Miguel, na sua burleta, tão “nort(e)ada” quanto desavergonhada - ninguém de lisura pode acusar ter ganho o seu “regional”, em qualquer altura desta chochice de futebolar, no ano que segue, um nico que fosse por artes do arbitrar. E só ao de leve ou por malandrice é que um mafarrico pode duvidar! ...

Ora bem, se é para guerrear – assim almeja Miguel, no seu último chilrear ... e sem ir mais além rebuscar ou fazer maroteira – falemos lá daquele fracote embate, disputado lá no norte, nas antas  do “regional”, contra o seu vizinho de Paços de Ferreira! Às páginas tantas, e perdendo todo o respeitinho, eis que o malvado buscava o empate! E não é que um adversário ao chão é lançado ... que não foi brincadeira?! E dentro d’ área, tudo bem escarrapachado ... mesmo no ecran da televisão?! ... E tudo branqueado pelo homem do apito, o que arbitrou o dito! ...
E que acontece?! O “regional”, com a ajudinha que se conhece, lá se foi com os pontinhos. Mas Miguel, como sempre, esquece ... pensando que os outros são anjinhos! ...

Na sua choraminguice, diz Miguel: «aqui del-rei que se quer tramar o meu “regional”! Ó sôr árbitro, que deixou de ajudar, tanto quanto sei! Isso é batotice! Tão cedo chegou minha desdita, mesmo sendo eu ferrenho adepto do ”mau da fita”! ...»

Lá na atlântica ilha, naquele “jardim” de flores e alecrim, o artista do apito vê-se assim perdido de amores – é o que Miguel dedilha ... e bem sisudo! – e não quer a desdita de ver o seu esverdeado encalhar sua quilha! Seria tornar romântica a saga do “bis”, pensa o dito! Que é como quem diz, a esvair-se por um canudo! ... E com tanta “estrela” a olhar de esguelha! ... E Miguel ficava a rir-se! Assim … fica aziado!
«Aquela rês - é Miguel que acrescenta! - no erro se afunda! Pior, não num mas em três!» ...
E como Miguel lamenta! ... O ilhéu em barafunda faz tamanho escarcéu por uma falta que não era e um penalty brutalhão! E o infractor de uma arbitral quimera borda fora, assim sem mais mandado embora, a matutar sobre a desejada vitória que lá no “Caldeirão” da frustrada glória ficava a arder e via sumir! ... Com Miguel a ver e nenhuma vontade de rir! ...
«Foi triste de ver», refila Miguel que, ao espelho reflectido, muito gosta de aparecer ... não vá por aí ser “comido”! ...
E mais recita: « os erros da apitadeira, para minha desdita, só são maroteiros quando contra aqueles “verdelhos” de Da Cunha e aqueles “vermelhos” da moirama, senhores ainda de toda a fama, useiros e vezeiros na ária do barafuste». «Isto, bufa Miguel, é um embuste ... não é nenhuma brincadeira!» ... 
Destarte e olvidamentos à parte, faz tanto alarido que até fica roxo e, chistoso, diz ter conseguido apanhar o samaritano, mas não o coxo! ... Que aquele é um magano de um fanhoso de maus sentimentos! ...

Miguel, adepto ferrenho e a perder o engenho, está numa de só bater fora do vermelho que mais o corrói. Mas, atenção, que sabe bem onde ele mora e o que mais lhe dói! ... E também espera meter o bedelho! Só que inda não é hora de se entreter com tal peça! Primeiro, vira-se para o Bessa! E, salientando critério dual de um tal Pereira – para ele, um animal! - apregoa todo amofinado: «até quando este refrigério?» Revoltado, afirma haver maroscada ... que só à lambada! ... E a frio tomada ... e ainda por todos branqueada! ... Os da “boa vista” malhar podiam, maroteiros que nem uns “caramelos”! E só para os pauli(ti)nhos e outros da lista – que, de resto, sãos mestres nos “mimos”! – é que havia “amarelos”. Os dele, de Miguel apadrinhados, se faltas a seu favor havia, só depois do apito, quando muito bem “marcados”, porque o dito outra coisa não queria do que a glória de uma vitória daqueles “boavistões” que, marotões, logo marcavam as que lhes ofertavam sem que o tal nisso visse algum mal! E foi assim que o “boavistão” chegou ao golo ... e gerou enorme confusão no reino do “regional”, quando este tinha já quase preparada a comezaina do “bolo” da presente campionada! E Miguel a ver esfumar-se tal faina! ...

Mas Miguel não esquece a moirama que lhe impede e faz frente à fama! E, qual zombeiro, atira-se ao Malheiro e ao seu comunicado, dizendo que aquilo não é de gente! Que não é p’ra Pratas, diz tão “sapiente” ... sempre mal humorado e com desdém! E vai de informar que o fito querido é impressionar o apito do jogo que vem! O resto são “latas” de quem não tem fundamento … nem pudor e menos tento!
Como, nos seus respons(i)os, Miguel esquece Da Costa, seu mestre, e outros Pôncios “regionais”! ... E assim deles escarnece! Só que, diz a gente séria, o lamento de Miguel não é mais que a léria do seu desamor! E que ele ensandece cada vez mais!
Depois, Miguel põe-se a burlesquear! ... «Penalty sobre o holandês?! ... Só mesmo de vocês, “vermelhos” fanáticos! ... ¾  Não olhem p’ra mim, que de novo ao espelho vim ... asnear! ¾ Ou será que agora já acordaram, quando antes eram uns “patos”?! ... Safa, por este andar, depressa podem voltar ao domínio do que já disfrutaram! ... E nós outra vez de mãos a abanar! ... E vós, cheios de ânimo, depressa o ceptro podem recuperar!»
Mas, vejam bem, por vezes até parece magnânimo! «É certo que o Espinha p’ra rua vinha! ... E o Calado, que antes também p’ra rua devia ter sido mandado?! ... E não só isto, que aquele arbitrar foi muito esquisito! ... Até o penalty no último minuto deixou de marcar! ... E, bem astuto, o Ronaldo em campo deixa ficar! E quem ficou a arder foi o meu “regional”!»
Isto, bufa mais Miguel, não é para esquecer! «O culpado de tudo é Valente, que malfadado é … e muito nos fez sofrer! E para a moirama ... abastado! ... Os nossos “sôtores” do rasganço bem lhe botaram arrianço, como uns “senhores”!  Mas, se lhe fizeram doer, o homem parece que nem sente! ...»

Estão a ver tão pungentes os lamentos e ais de Miguel, amigos da moirama?! E com que fama depois daquela faina dos nossos mosqueteiros valentes?! Ai que tormentos! ... Levaram uma “malha, que já não há quem lhes valha, nem sequer aqueles morqueiros da anteira escola do arrianço com seu rasganço! Vá lá, na sua desgraça e na sua choradeira, ainda sonham com a Taça! ... Para quem “arrotava” poder tudo, não é mal lembrado que mesmo esta a vejam por um canudo! Nem seria muita asneira!

Coitado de Miguel! ... Parece depenado! ... Que penação aquela sofrideira! ... Parte o coração!!! ...
Assim vai seu “regional”! Para sua maior tormenta, cada vez passa mais mal! ...
E nem a sua “nortada” bolorenta já lhe vale de nada! ...

                         Miguel vai sonhando ... e bradando

É engraçado ver Miguel a sonhar, pensando que seu “regional” inda consegue dominar, surripiando no seu pantanal como nos tempos de antanho! Não queirais, pois, desengraçar! Mesmo desengonçado, deixai-o ir sonhando! Será talvez melhor vê-lo chilreando do que mais uma vez aos ais, no seu barafustar!
Seu mote é agora – porque ao seu chilrear de novo soou a hora - a “exibição de sonho” que vai quatro dar! De sorte que “aí, no terreno da verdade”, é que fica desnuda a mesquinhez e a mediocridade”! Enfadonho e gingão, na sua orfandade – Da Costa é o único mandão ... e daí não muda! – diz ser desfaçatez ao regional o mérito tirar e ao “arbitrar maldito” assacar o seu passadiço de glória!
Só que, quando não há vitória, é porque esse apito não soube apitar!!! ...

E mais adianta! «Naquela relvada de esplendor enfeitada, lavada é sua dor da derrota sofrida - e bem dorida! - na campionada! Só que agora não houve batota! ...»
E Miguel canta! «... Favores do arbitrar?! Cumplicidade do sistema?! Isso é mal feito! Os amores d’outrora, que davam tanto jeito?! Só por maldade! ... Isto é um dilema, já nada é suspeito!!! ... Agora, é tudo “verdade” !!! ... Nem mesmo o sorteio, aquele antigo meio de Da Costa pressionar, como tanto gosta!!! ...»

Andam por aí uns “senhores” que, safardanas, querem ao “regional” o Paixão outra vez apontar! Nas “antas” não, que aí nem fazia mal! Costados arriados são bem lembrados! ... Não se esqueçam dos “sôtores” da anteira escola, que sabem bem dar na tola! ...
Aquilo são uns sacanas, estão a ver qual a cena?! Era só lembrar! ... Um trabalhinho como o da era passada, lá na alentejana arena! ... Que é para a nova campionada de novo se esfumar!
Títeres de cordel, para o que lhes havia de dar! Julgam que Da Costa é anjinho?! ... Era esperar para ver! Valeria de tudo! ... Desta vez seria o Pena, não seria o Jardel, a “comer” a sarrafada! ... Que de novo seria branqueada! ... E a vitória por um canudo! ...
E os verdelhos mais os vermelhos no seu hino de glória! ...

Na sua soneira, Miguel ao espelho de novo vai! E logo à primeira, o “vermelho” lhe sai, que «só do apito se sabe queixar quando ao adversário não consegue ganhar»!
No seu calvário, com Da Costa, sempre a sonhar! ... E nem vê que só diz asneira! ...
Como a sua brada dos tostões da fiscalhada! Numa blasonada cá de uma chochice! ... Tudo numa chisquice, não mais do que uma chaleirada! E julga puxar dos galões!!! ... E vai esquecendo os seus milhões! ...

Ai que Miguel tanto brada na sua “nortada”! Sempre a berrar e a espernear naquele jornal que tanto a si se parece! Mas ele sabe que o pasquim o seu “regional” não esquece! ... Que o favorece ... com sua festarola! ...
Pois, de quem mais seria a tola que daquele Costa se lembraria?! Quem mais o escolheria, se só sabe ralhar e nos adversários malhar, que eles são uns salafrários?!
E aquele Cândido a quem mais havia de lembrar?! Tanta “Costa” naquele jornal, que até já cheira a bosta! ...
Mas não faz mal, que tal jornaleco aprendeu! ... Ou julgam que ele se pirou ou ensandeceu?! Vá lá, que nem o Deco lembrou! ...
Certo, não é que ele preste que, de vermelho gerado, nem já por ele é muito lembrado! Porém, a vergar o costado é mestre!
Será que por lá andou ameaça de também ser arriado?! Aquela escola anteira, do rasganço com seu arrianço, de facto não é brincadeira!
E não tem qualquer graça!!! ...
Brito que o diga, que também lhe arriaram a giga! ... E ninguém lhe ouviu seu grito!!! ... Nem o governante ministro, nem a polícia! ... Que esta até lá tinha um milícia, que, safado, era o impante chefe sinistro daquele rasganço e do seu arrianço costumado! ...

O tal guarda Abel, cujas sarrafadas bem arriadas certamente não sabem a mel! ...  

domingo, 19 de Outubro de 2014

DO MEU ARQUIVO (1)

Iniciamos hoje a transcrição de textos (embora escritos à algum tempo não perdem actualidade) cujas fontes provêm de pesquisas e leituras efectuadas em blogs, forums, jornais, magazines etc., fazendo parte de um arquivo criado à algum tempo e propositadamente para o efeito.

Escusado será dizer-se que os respectivos conteúdos estão relacionados com benfiquistas de sargeta, pseudo-benfiquistas, gerações bastardas, canetas-prostitutos, porkos corruptos e outras espécies integrantes da casta espúria de vilões, chulos e conspiradores que têm como alvo atingir o nosso Glorioso.

O primeiro texto desta série retrata com precisão o "benfiquismo" e o carácter nojento de um dos mais conhecidos esbirros e adulador do ladrão JVA: Luís Beleza, conhecido cibernéticamente por Eeagle01, um hipócrita oportunista que, não obstante ter tido o desplante de confessar ter subscrito providências cautelares contra o Benfica e a favor do seu "guru" encarcelado, continua vergonhosamente a intitular-se de "benfiquista" :

A paixão e devoção de Beleza

Beleza pretende ser um benfiquista dos “sete costados”! O seu benfiquismo, no entanto, não consegue clamar mais alto do que o seu entranhado “azevedismo”!
Beleza, mais do que não ter-se conformado com a eleição de Vilarinho, nunca soube e não pôde interiorizar que Azevedo tivesse sido derrotado e afastado da gestão dos destinos do Benfica!
E não o admite! Beleza mantém-se fiel a uma realidade virtual, àquela realidade que todo o seu ser reclama de volta!
Por isso, Beleza luta e continua a lutar, numa cruzada sacrossanta, sem desfalecimento tanto quanto sem aderência com uma realidade que se recusa obstinadamente a tolerar!
A cruzada de Beleza chega a ser comovedora pela veneração que dela emana! É, de facto, patético o seu afã no sentido de alinhavar argumentos que, mais do que aos outros, possam convencer o seu ego da razoabilidade da sua lide!
Beleza é, em suma, mais “azevedista” do que Azevedo! 

Beleza recorre a um chorrilho de fantasias e de palpites, de conclusões a gosto e a contra gosto! Sem a mínima expressão nas premissas que urde, estas tantas vezes já despidas do seu invólucro real! Sempre na sua realidade virtual, na satisfação do seu anseio!

Beleza introduz invariavelmente a razão da sua saga na apreciação de promessas de campanha. E de tão persistente é esta sua obsessão que até nos faz temer! Temer sobre se a sua alergia à aceitação do real não terá algum apoio numa certa ingenuidade endémica!
Beleza também só depara com as promessas do odiado!
Depois, em cadência repetitiva que enfada pela sua pertinácia, Beleza recorda os atributos éticos com que engendra o enredo das suas personagens. Beleza é mestre nessa rotulagem de atributos e na caracterização dos “bons” e dos “maus”!

Beleza, “azevedista” devotado, é naturalmente um prosélito da sociedade de capital maioritariamente não controlado pelos sócios. Sabe, então, que esse capital não tem dono e o que lhe importa é o êxito. Mas todo se amofina porque as “aquisições de Vilarinho” não são, segundo seu alvitre, do Benfica mas de quem, certamente salafrário por não ter sido eleito pelos sócios, se aventurou a investir ao lado dos inimigos figadais (na sua rotulagem), de Azevedo. É, para ele, de somenos importância o esclarecimento sobre os laços contratuais que possam existir entre Benfica e aqueles investidores, a que título é que se dá a sua intervenção ... e muitas coisas mais que podem estar subjacentes! Se vêm do odiado, essas coisas estão contaminadas “ipso facto” e são repulsivas!
Beleza é, de resto, “coerente”! Afirma que “ainda hoje ninguém sabe quem detém os passes” dos jogadores. Mas sabe como e em que condições aqueles são geridos e quais os atributos com que se deve “selar” os cujos!
E sabe ainda que uma direcção eleita por uma maioria significativa de sócios deve ser destituída por desejo de Beleza, que ela não relata aos seus eleitores, passo a passo, todos os pormenorezinhos de todo e qualquer acto de gestão e de administração que ouse realizar e para que foi eleita! Na opinião de Beleza, os dirigentes não têm o direito e o dever de gerir e administrar! ... São obrigados a prestar todas as continhas no momento, talvez mesmo a relatar ao segundo todos os pormenores da negociação! ... E não apenas sobre os assuntos e nos momentos a que os estatutos obrigam! ...
Aliás, para falarmos de estatutos, Beleza (e não só!), “enche a boca” ... mas apenas para lhes incutir a interpretação que o seu ego almeja e fazendo letra morta do que não lhe importa!
A direcção deve ainda ser destituída, argumenta Beleza, porque tem ideias diferentes das suas e cultiva um projecto e uma doutrina que nada têm a ver com o “azevedismo”! ... Ou então, porque, no entender de “muitos” mas não de muitos outros, não cumpriu promessas de campanha eleitoral! ...
Cá para nós, será realidade virtual pensarmos que – de resto, conforme aos tais estatutos – o julgamento desses incumpridores terá lugar natural e adequado no próximo acto eleitoral?! 

Beleza acredita no que quer e em quem quer acreditar. Diz, por exemplo, que Jardel “não rescindiu” ... porque “esta Direcção não lhe fez qualquer proposta de trabalho” ... E retira daí a conclusão que preparou com as premissas do seu agrado. Devemos, assim, constatar que o anunciado e publicitado contrato de trabalho – de promessa, em relação à sua contratação ao Galatassaray – é uma realidade virtual ... e agora não apenas para Beleza?!
Contudo, não deixa de ser coerente porque, para Beleza, o alegado dito de Jardel, “o meu contrato é com Vilarinho”, é um dogma, não apenas quanto à indiscutibilidade da sua (de Jardel e de Beleza) verdade, mas ainda na sua luminosa revelação! E assim nos consegue paralisar na nossa crença sobre «contratos a favor de terceiro», cuja ratificação cabe, se miragem Beleza não entender ser, nos poderes de uma direcção legitimada e em plenitude de funções!
As sábias conclusões de Beleza a este respeito têm, naturalmente, o (fraco) mérito das suas almejadas e inócuas premissas.

Fazer obras no Estádio, ou fazer Estádio NOVO, parece ser uma questão pelo menos digna de apreciação e discussão. Nomeadamente, se as obras não forem mais do que remendos em tecido velho, a rasgar por tudo quanto é sítio, se o Estádio não estiver desajustado à era do futebol cada vez mais de sofá, se ele não for um sorvedouro de capitais na sua administração e conservação.
Se sim, Estádio novo, adaptado ao futuro, por que não?!
No entanto, Beleza não discute argumentos económicos. O “azevedismo” queria obras, obras se devem realizar! Mesmo que não tenha havido discussão e esclarecimento! E muito menos que outrem ouse manifestar opinião, e justificada porventura, em sentido diverso! Manda o “azevedismo” ... e o romantismo mitigado de fanatismo, não a projecção do Benfica no futuro! Ele, Benfica, que, se grande se tornou, e no Maior, foi porque soube sempre estar à frente do seu tempo! E que só se apoucou quando os seus dirigentes se quedaram deslumbrados e paralisados na contemplação romântica do brilho do seu passado, presos de um estatismo próprio dos moribundos, a dormir à sombra dos louros suadamente conquistados, num coro de exéquias bem temperado de carpidura! ... Ou quando, em estertor de desespero, se entregou a loucuras de aventureirismos ao serviço do aventureiro.
Porém, Beleza, “azevedista” enamorado, defende o futuro, na SAD, e no Estádio o passado, num desconcerto de coerência que dele até era esperado!
E a hipotética diferença de custos não está demonstrada ... e há várias maneiras de financiar obra! Não se tem anunciado que o novo Estádio do Sporting – para aproximadamente 50 mil lugares - custará cerca de 16 milhões de contos, praticamente o orçamento final de Azevedo e que tanta celeuma levantou com o Governo?!
E já se apreciou devidamente a nova estrutura, nomeadamente nos espaços comerciais, nos anfiteatros de congressos, nos pavilhões e outras aptidões mais conformes à realidade hodierna?! Podem elas ser “remendadas” no velhinho Estádio da Luz?!

O “azevedismo” de Beleza está profundamente fidelizado! Chega a sensibilizar o grito patético que lança em prol da sua “dama”! Mais “azevedista” que Azevedo, quer a todo o custo destituir os “intrusos”! Não se conforma com um real que não seja o imaginário que interiorizou! Tão grande demonstração de lealdade e de convicção afasta mesmo qualquer hipótese de se pensar sequer em ressentimento pelo triunfo do adversário! ...
É pena esta crença, na raia do fundamentalismo mais ortodoxo! Se Beleza quisesse ingressar na realidade do presente e pensar no futuro, com alguma devoção, capacidade, inteligência e disponibilidade, enfim, talvez tivesse algo a dar ao Benfica!
E este, algo dele poderia esperar e, especialmente, beneficiar!
Assim! ...

sábado, 18 de Outubro de 2014

quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

ATRÁS...SEMPRE ATRÁS...MAS QUE RAIVA!!!


BENFICA COM MAIS FÃS QUE PORKOS/NALGAS

Bem sei que esta notícia tem alguns dias e não estranho o facto de ter sido apressadamente abafada pela grande maioria da quadrilha dos canetas-prostitutos mercenários. 

Na verdade, se acontecesse o contrário, isso sim, me surpreenderia sobremaneira. É que andar atrás tem os seus riscos e o mais grave (para eles) é o não poderem suportar o complexo de inferioridade de que enfermam por recusarem interiorizar a verdade dos factos.

Os canetas-prostitutos bem que tentam cumprir ordens superiores, mas não deixam eles também de continuarem atrás...sempre atrás!

E um dia, não muito longe, irremediávelmente, serão atirados nas fedorentas esterqueiras humanas abertas ao lixo tóxico e, de tão inútil, nem servirá para incinerar.

Na lista publicada pelo L'Équipe, o Barcelona lidera, à frente de Real
 Madrid e Chelsea. O Benfica é o 14º entre os 32 clubes que estão na
 fase de grupos da Champions, o FC Porto é o 16º e o Sporting 19º classificado
Com mais de 2,3 milhões, o Benfica tem mais seguidores no Facebook do que o FC Porto (2.147,710 milhões). Na lista publicada pelo jornal francês L'Équipe, relativa aos fãs na rede social dos 32 clubes que vão participar na fase de grupos da Liga dos Campeões, o Sporting aparece em 19º lugar (1.476,309 fãs) e o Barcelona é o líder incontestado, com quase mais dois milhões do que o Real Madrid. A diferença para o terceiro classificado, o Chelsea, é abismal.
Quadro completo dos fãs dos 32 clubes na Liga dos Campeões

1.º Barcelona (Grupo F) - 74.273,932

2.º Real Madrid (Grupo B) - 72.552,638

3.º Chelsea (Grupo G) - 35.334,692

4.º Arsenal (Grupo D) - 28.716,716

5.º Liverpool (Grupo B) - 22.678,513

6.º Bayern de Munique (Grupo E) - 20.478,264

7.º Manchester City (Grupo E) - 15.394,460

8.º Juventus (Grupo A) - 13.764,143

9.º PSG (Grupo F) - 12.997,209

10.º Galatasaray (Grupo D) - 12.440,358

11.º Borússia de Dortmund (Grupo D) - 10.416,210

12.º Atlético de Madrid (Grupo A) - 7.935,566

13.º Roma (Grupo E) - 3.779,701

14.º BENFICA (Grupo C) - 2.342,857

15.º Schalke 04 (Grupo G) - 2.282,222

16.º FC PORTO (Grupo H) - 2.147,710

17.º Mónaco (Grupo C) - 1.629,279

18.º Ajax (Grupo F) - 1.615,699

19.º SPORTING (Grupo G) - 1.476,309

20.º Shakhtar Donetsk (Grupo H) - 1.240,190

21.º Basileia (Grupo B) - 1.210,138

22.º Bayer Leverkusen (Grupo C) - 963,289

23.º Zenit (Grupo C) - 846,725

24.º Atlético de Bilbau (Grupo H) - 535,652

25.º Anderlecht (Grupo D) - 356,879

26.º CSKA de Moscovo (Grupo E) - 307,979

27.º Olympiacos (Grupo E) - 259,128

28.º Maribor (Grupo G) - 99,604

29.º Malmo (Grupo A) - 78,420

30.º APOEL Nicósia (Grupo F) - 60,338

31.º Ludogorets (Grupo B) - 7,808

32º Bate Borisov (Grupo H) - 1,297

domingo, 12 de Outubro de 2014

ENTRE BIMBOS & LAGARTOS, QUE DIFERENÇAS?


CV de Bruno Carvalho
Citação de: Ricardo Agostinho
Eu conheço o Bruno Carvalho, pessoalmente, trabalhei directamente com ele. Da mesma forma, que conheço o Godinho Lopes, pois trabalhei directamente com ele na obra do estádio. E não falo por acaso. Já vocês, encontram no Bruno Carvalho o salvador, mas pergunto eu, baseado em quê?

Na Polibuild, empresa que faliu e que de forma corrupta escondeu todo o equipamento e material de obra para não pagar aos seus empregados e credores.

Na Globurban, empresa que tem 5 ou 6 moradas, e não se sabe bem qual o fundamento da "imobiliária"

Nas negociatas em Sochi, zona pantanosa na Russia onde empresas portuguesas enterraram o seu dinheiro na esperança de ver algum retorno...

Quem era o Bruno Carvalho há 3, 4, 5 anos atras? O gajo que registou o site "centenario sporting" e pediu dinheiro ao Clube para o ceder?

Quem é Bruno Carvalho, que grande obra fez no desporto, no dirigismo,,, onde caraças, onde!!!?Huh?

FDX; cambada de carneiros.. andam cegos. Eu também não ando contente, é impossivel algum sportinguista andar satisfeito. Mas sair da trampa e enfiar-me num buraco pior que o Vale e Azevedo.. meus amigos, tenham juizo, cresçam...paguem quotas, vão ao estádio e apoiem as modalidades. Eu faço, desde que nasci. Eu a minha familia toda...

Saudações Leoninas


A FATWA Andrade
O blog “Tactical Porto”, criado recentemente, foi já extinto porque, ao que parece, ofendia a doutrina vigente com a suas análises puramente objectivas de aspectos tácticos e técnicos da equipa do Porto - uma blasfémia!

Aqui está algumas reações de adeptos portistas sobre o caso.

“Fê-lo porque começou a receber ameaças de membros da claque e optou por deixar a situação esfriar em vez de se chatear com isto”.

2 - “Tudo começou com a história dos lugares anuais na bancada sul, e na conquista pelos SD de 90% da bancada, com ofertas de porrada a quem se queixar por ver o jogo de pé ou a quem resistir abandonar o lugar.

Tem continuado com ameaças nas redes sociais e blogs a quem critica, sobretudo nos blogs que têm maior implementação nas redes sociais.

O Fernando Saul já no facebook oficial do FCP insultou vários sócios e eu próprio recebi várias mensagens pessoais com ameaças. Nada de novo.
A culpa não é dos jagunços é duma SAD que deixa isto acontecer.”

- “alguns "jihadistas" de azul-branco fardados, pelos vistos com a ajuda de um funcionário do clube, atiram-se a um bloguista também fardado das mesmas cores, e perante a indignação aqui manifestada, o Luís Vieira preocupa-se em moralizar e a aconselhar o pessoal a não ser mais jihadistas que o ayatollah (há tipos bem mais jihadistas que os ayatollahs do Irão, mas isso é outra conversa). Se não está a tentar defender esses energúmenos, parece.”

4 - “Uma enorme vergonha para mim como adepto do Porto esta situação ter surgido da parte dum funcionário do Porto.
Ridículo, cada vez estamos piores. Cada vez mais desiludido.”

5 - “E já agora, o Tactical limitou-se a fazer uma análise semelhante às feitas em blogs como o Lateral Esquerdo, por exemplo, mas sem sequer usar alguma ironia que esses blogs gostam de usar. Ou seja, os posts eram simplesmente factuais e exemplificativos. Sem tecer considerações negativas sobre ninguém a não ser sobre posicionamentos ou tomadas de decisão erradas.

Repito que me sinto muito envergonhado. Cada vez me pergunto mais no que se está a tornar o nosso clube. Desde as ameaças a treinadores e jogadores agora até a lápis azuis?

6 – “O autor do post do Mistica do Dragão foi alvo de graves ameaças e por isso eliminou o post pois começou a recear pela sua vidaImagino o que terão feito ao autor do blogue. Isto é uma vergonha para todos os portistas.”

– “Folgo em saber que há portistas que começam a descobrir que há empregados do clube - que é consciente do que eles fazem e em muitos casos até os alimentam - e membros desse grupo de energumenos que se fazem passar por claque do FC Porto que fazem das ameaças, fisicas e psicológicas, a todos os que se manifestam publicamente contra a SAD, a claque ou, pura e simplesmente, dizem algo que alguém no Dragão não gostou de ler, prática comum.

Tenho uma novidade para todos. É algo que acontece há mais de uma década. Este é só mais um episódio nessa triste vagabundização do que já foi um grande Clube e hoje é um antro de algo inombrável!”

8 – “Não curto este tipo de pressões de baixo nível. O Porto (cidade) é um sitio muito bom, mas infelizmente, está muito mal frequentado.”

(Repito, isto foi escrito por portistas em blogues portistas. Só nos dão ainda mais razão!
Comparem com o blogue, “O Polvo dos Papalvos”, que começou em Abril de 2011 por um jornalista sportinguista recém aposentado mas apostado em denunciar tudo aquilo que viveu nos 30 anos de profissão no jornalismo em Portugal, foi obrigado a fechar o blogue em Junho do mesmo ano depois do autor do blogue ter sido vítima de ameaças graves.

Terá sido mesmo esse facto e a indignação e revolta que nos causou  que despoletou a decisão de começarmos este blogue “PulpuS Corruptus” que não poderia ser fechado e queiria denunciar toda a pouca vergonha que têm sido os úlitmos 30 anos do desporto em Portugal).

(Retirado do blog: http://pulpuscorruptus.blogspot.com)