VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA - VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA - VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA -VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA - VEJA VÍDEOS NO FINAL DA PÁGINA

sábado, 30 de Agosto de 2014

PARA LER, PENSAR E TIRAR CONCLUSÕES

PEDRO PROENÇA NO DERBY?

No 1º derby da temporada 2014/15 foi nomeado Pedro Proença, que pelos critérios do Conselho de Arbitragem foi o melhor arbitro da Liga Profissional Portuguesa na época de 2013/14. Este é o arbitro português mais conceituado nas instâncias internacionais de arbitragem, esteve de resto presente no mundial do Brasil 2014, em virtude das competências que tem evidenciado ao longo da sua carreira nos jogos das competições internacionais que dirigiu.

Pedro Proença novamente na Luz? 
Os adeptos poderem esperar um grande jogo, decidido pelos verdadeiros artistas, ou haverá em campo um artista maior a decidir este derby?

Com base no histórico estatístico - Esta nomeação não agrada nem ao Benfica nem ao Sporting! Agradará ao adversário ou a algum outro interessado é a pergunta que se coloca em cada um dos lados da barricada.
É uma grande responsabilidade que o Conselho de Arbitragem põem nos ombros do Pedro Proença, que já não arbitrava na Luz desde o celebre golo em fora do Maicon, que decidiu o titulo na época de 2011/12.

Internamente a reputação do Pedro Proença entre os adeptos benfiquistas e sportinguistas não é claramente a melhor, pudera com ambos nós últimos 7 campeonatos este arbitro teve mais decisões arbitrais desfavoráveis que favoráveis, enquanto que o F.C. Porto em 15 jogos obteve com o Pedro Proença um saldo favorável de 11 decisões (6 penaltis e 5 expulsões). Como o futebol é um jogo de grandes emoções, vivido intensamente pelos adeptos, as razões para a desconfiança destes adeptos seguramente estarão alicerçadas nas recordações de cada um das eventuais decisões erradas que o Pedro Proença já teve nos jogos dirigidos da sua equipa. Aqui neste blog procuramos fugir desta parte subjetiva de avaliação do desempenho dos árbitros para nos concentrarmos nos dados objetivos que se podem extrair de um elevado numero de jogos, de modo a que, estatisticamente se possa detetar alguma tendência arbitral, se ela de facto existir. Com Pedro Proença, as estatísticas são esclarecedores, indicam uma clara tendência de ambos os clubes de piorarem o rendimento com este arbitro.

Desde a época de 2008/09 até a 2ª jornada da época de 2014/15, temos agregados 182 jogos de cada equipa. O Benfica com todos os outros árbitros que não o Pedro Proença conquistou em média 80% dos pontos em disputa nesses 170 jogos e o Sporting nos 167 jogos não arbitrados pelo Pedro Proença conquistou 62% dos pontos em disputa. Encontramos assim o rendimento médio expetável destes dois clubes independentemente do arbitro nomeado. A força destes clubes não deve andar muito longe destas percentagens independentemente do arbitro que dirige esses jogos.

Ponto prévio este arbitro, como defendemos neste Blog que os árbitros não devem ser nomeados para arbitrar as equipas em que o rendimento dessa equipa é alterado em mais de 20% em relação ao seu rendimento médio simplesmente por ser esse arbitro especifico, o Pedro Proença não deveria ser nomeado para este jogo, pois nas últimas 7 épocas conseguiu nos jogos arbitrados por si diminuir o rendimento médio do Benfica 36% em relação ao que é o rendimento pontual médio do Benfica com todos os outros árbitros nos últimos 7 campeonatos.

Alguns dados com os quais de uma forma objetiva sustentamos este ponto de vista:

  • Com o tipo de arbitragem protagonizado pelo Pedro Proença o Benfica deixa de ser uma equipa que conquista 80% dos pontos em disputa, para se transformar numa equipa que conquista 44% dos pontos em disputa.
  • Com o tipo de arbitragem do Pedro Proença o Sporting deixa de ser uma equipa que conquista 62% dos pontos em disputa, para se transformar numa equipa que conquista 47% dos pontos em disputa. Assim, este jogo que tinha tudo para ser disputado por 2 equipas grandes, uma que conquista em média 80% dos pontos e outra que conquista em média 62% dos pontos em disputa, passou a ser entre duas equipas de fraco desempenho médio em que uma conquista em média 44% e outra 47% dos pontos em disputa. 
  • Num campeonato de 30 jogos mantendo-se as % de aproveitamento atuais destas duas equipas com este arbitro, o Sporting terminaria esse campeonato com 42 pontos e o Benfica com 40 pontos! Facilmente chegamos a conclusão que com este arbitro nenhuma das equipas revelou sequer competência para se posicionar na metade superior da tabela classificativa, atendendo ao histórico estatístico dos jogos dirigidos pelo Pedro Proença nas últimas 7 épocas.
  • Estas baixas percentagens de pontos conquistados quer pelo Benfica, quer pelo Sporting com este arbitro, estão indiscutivelmente ligados as decisões arbitrais, que em ambos os clubes apresenta um saldo desfavorável. Este é um ponto de difícil explicação. Como é que duas das maiores equipas do nosso campeonato, no agregados dos 12 e 15 jogos dirigidos pelo Pedro Proença possam ambas ter um saldo desfavorável no que toca a penaltis e expulsões assinalados por este arbitro. Como devem compreender estamos a falar de 27 jogos em que intervieram pelo menos 1 destes grandes clubes, em que estes 2 clubes em conjunto revelaram fraquezas não expetáveis ao ponto de se virem forçados a cometer mais 1 penalti e mais 2 faltas para expulsão do que conseguiram obrigar os seus adversários a cometer. Conseguir esses números adversos ao Benfica e Sporting nos últimos 27 jogos do campeonato nacional dirigidos não é uma situação fácil de replicar para nenhum arbitro nacional. E mais inacreditavelmente ainda é o contraste destes números com o outro candidato ao titulo, o F.C. Porto.
  • in influenciaarbitral.blogspot.com 

quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

BRUNALGAS, NÚMEROS, MENTIRAS & ALDRABICES

Alberto Miguéis não é só o mais conceituado historiador e pesquisador do futebol lusitano. Na verdade não sei se será primeiro pesquisador ou vice-versa. Não creio ser relevante para o caso.
O ilustre BENFIQUISTA é o mais completo, mais exacto e credível ARQUIVO VIVO, das coisas do futebol, principalmente o BENFIQUISTA, de fazer inveja a todas as "bibliotecas nacionais" e a todas as "torres do tombo" juntas que possam existir.
E prova-o!
É cada bailarico, perdão, é cada lição de cátedra de fazer esturricar a "sapiência" ambígua e fantoche de cada direcção, de cada redacção, de cada escrevinhador pau-mandado dos jornalecos tugas que, não obstante provas documentais (e não só) apresentadas, preferem continuar a laborar em erro, exibir a ignorância, para não darem o braço a torcer, enganando literal e canhestramente aqueles que lhes põem o pão na mesa, os que ainda têm o vício de comprar e não se importam de ser enganados: os leitores!

O descalabro impera! A desonestidade reina!

Com mais incidência no futebol, bastará lançar-se um olhar, mesmo que de soslaio, ao panorama desportivo/jornalístico (deixemos a generalidade de lado) para nos apercebermos da bestialidade, da irracionalidade, da criminosa acção, em todas as vertentes, da "comunicação social" que diz servir os portugueses.

Qualificar de criminosa esta "comunicação social", não está fora do contexto, bem pelo contrário!

Está decretado: 
É crime mentir! É crime conspirar! É crime falsificar! Muito mais grave é o crime quando se está consciente do acometimento, tornando-o até sistémico.
E há tanto criminoso na "comunicação social" tuga que se fossem julgados e condenados, o sistema carcerário teria de ser forçosamente reformulado e ampliado porque as cadeias existentes não comportariam tantos "clientes".

Falando de "clientes", a mesma qualificação é extensível aos "xeques" ou "vizires" governamentais, às direcções dos orgãos que regem o futebol e o desporto em geral, aos agentes que engordam e fazem engordar tantos "pintos", tantos "costas", tantos "loureiros". 
Uns são os todo-poderosos dos oásis, dos haréns, outros não passam de míseros mercenários instrumentalizados e escravos de livre vontade, diga-se, do "sistema" que os alimenta.
Números, para esta cáfila, contam apenas os que embolsam, os que por diversos estratagemas roubam à descarada. E tudo isto sem punição.
Os números da verdade, as estatísticas da honra, são meras operações de diversão para honesto ver.

Para concluir esta prosa, é falando da honestidade dos números e estatísticas, que Alberto Miguéns, uma vez mais, desmistifica e denuncia os malabaristos, as mentiras de quem se serve do "sistema", pensando que é capáz de encobrir o sol, não direi com a peneira, mas sim com uma raquete de ténis:

QUARTA-FEIRA, 27 DE AGOSTO DE 2014

O Clube Com Mais Títulos do Mundo? Não! Do Universo!

É O UNIVERSO? NÃO! É A VIA LÁCTEA? NÃO! É O SISTEMA SOLAR? NÃO! É A TERRA? NÃO! É MAIOR QUE TUDO ISSO! É O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!


Ahhhhhhhhhhhhhhh. Somos tão pequeninos perante este colosso do futebol universal que na principal competição europeia, o melhor que conseguiu foi chegar uma vez, em 1982/83 (repito... uma vez!) aos quartos-de-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus/ Liga dos Campeões.



Mentiras
Chegou-me há poucos dias uma digitalização de uma página do jornal "Sporting" com o estorial (não é engano, é mesmo assim. Aquilo não é História, mas sim estórias) desse clube na Taça de Honra. No início pensei que o Sporting CP tinha aproveitado o seu jornal para esclarecer o número de troféus na Taça de Honra, pois sendo o Sporting CP o clube que a jogou sabia que jogos tinha feito e os que não tinha feito. Este assunto já foi diversas vezes abordado no Em Defesa do Benfica, a última em 29 de Julho de 2014

Aldrabices
Que esperteza. Vamos por partes. Por três partes:

1. Em 1921/22 vão buscar a final do Campeonato de Lisboa (V 2-0 ao CF "Os Belenenses") indexando-a à Taça de Honra. Num ano em que a jogaram e perderam na meia-final frente ao Benfica. Mentirosos!;

2. Entre 1922/23 e 1947/48 transformam as jornadas dos campeonatos regionais numa pertença fase de grupos - qual Liga dos Campeões ou Liga Europa - da Taça de Honra:«disputado em formato de Liga». Estúpidos. (ver NOTA FINAL.1). Eram as jornadas do campeonato de Lisboa! Abusadores!;

3. Em 1948/49 e 1949/50 deixaram em aberto pois nem jogos particulares - por não os terem feito - conseguiram aldrabar para "paparem" mais duas Taças de Honra. Uma espécie de dois troféus dados a título póstumo. Vigaristas!

PLANO DE JOGOS E RESULTADOS NA TAÇA DE HONRA EM 1921/22





Multiplicações
Assim conseguem multiplicar 18 troféus regionais - disputaram um (campeonato de Lisboa) que vale por dois (também é Taça de Honra): em 1921/22 foram eliminados mas venceram; nas 18 edições do campeonato de Lisboa dá para dois lados: ser campeão regional e conquistar a Taça de Honra; em 1948/49 e 1949/50 nem foi necessário fazer jogos em épocas em que não foi organizada a Taça de Honra. Bastou um sportinguista querer. Toma lá!

Portal www.sporting.pt (19:00 horas; 26 de Agosto de 2014)

Conivências
O Sporting CP é conivente com a aldrabice da Associação de Futebol de Lisboa. Já nem sei onde começa e acaba a mentira. Começou no SCP e teve o beneplácito da AFL?! Ou começou nesta e teve a conivência do SCP?! Em todo o caso lagartices. Fiquem bem! Fica-lhes bem!


Assim é fácil ter "muitos títulos". A dobrar. Já não chegava contarem como títulos os vice-campeonatos, as medalhas de ouro, prata e bronze de atletas ao serviço de selecções e delegações de Portugal. Até de quem nem era atleta do Sporting CP, mas apenas sócio (Armando Marques). Um dia destes será a triplicar. Para além da carica, berlinde e pirolito. Nem no planeta Marte - com seres esverdeados, onde são todos Sportinguistas, os "cabeças de couve" - conseguem bater os terráquios com a mesma cor.


Em semana de Dérbi não se limpam armas...

Alberto Miguéns

NOTA.1: Eis um exemplo da "Taça de Honra" em 1934/35. A série única a duas voltas do campeonato regional que o conluio SCP/AFL transformam em "Grupos": 



NOTA.2: Lá por os Tugamédia (com Rui Santos em destaque armado em cegueta)terem branqueado a triste realidade, o facto é que houve falta (braço no ombro para impedir o adversário de saltar) de Carrilho sobre um arouquês para ganhar a bola na jogada do golo. Ai houve! Houve!


NOTA.3: Rogério Alves é tipo para ter uns cento e tal anos, tal a lábia e demência, para além da miopia. O betinho dos Olivais. Como era gozado pela malta em 1979. NO Liceu D. Dinis, em Chelas no 7.º (actual 11.º ano) Turma D. Não gostava dos Xutos & Pontapés, do Zé Leonel e Zé Pedro, seus vizinhos! Gostava do Gaby. Gabiru!



segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

A CULPA NÃO MORRE SOLTEIRA...TALVÊZ DIVORCIADA!



Esta época não se me afigura fácil, quiçá, mais difícil que a anterior.
Pelo andar da carruagem, continuaremos contra tudo e contra todos.
É a realidade!
Não há volta a dar! 
Não há mesmo? 
E eu com ilusões!
No entanto há um caminho, um só, difícil de palmilhar, é certo. 

Será?
Pela frente, não obstante a grandeza e poderio colossal do Benfica, existem muitos obstáculos, muitos escolhos, muitas ciladas, muitas conspirações, muitas jogadas subterrâneas, muitos ravinas perigosas, curvas e contra-curvas a transpôr. 
Muita culpa também! Culpa nossa!
Repito:o caminho existe! E seria fácil percorrê-lo. Para isso bastaria o BENFIQUISMO querer!
Hoje como ontem a luta, (é disto que se trata) o bjectivo, não se compadece de “democracias”, de condescendências, de boas intenções e até de honestidade. A luta tem sido desigual!
Fixemo-nos no descalabro de desigualdade e das injustiças praticadas contra nós, nos últimos trinta anos.
Ele é a Federação.
Ele é a Liga.
Ele é a Arbitragem.
São os Tribunais, os juízes, as polícias, a Comunicação Social e o anti-benfiquismo mercenário.
São as instâncias internacionais onde moram os orgãos do poder e outros: FIFA e UEFA.
Até os bancos que perdoam dívidas a clubes falidos que delapidam património próprio, que nada têm dado ao País e, a empresas criadas por parasitas, vigaristas, manipuladores de estratagemas corruptos , que com práticas criminosas permitidas, contribuem para o afundamento literal do Portugal à beira-mar plantado.
E não falo de perdões fiscais.
Falo sim da exclusiva culpa nossa!
Do BENFIQUISMO!
Sou louco?
Talvêz!
Fiz afirmações reais: «…grandeza e poderio colossal do Benfica» e " …bastaria o benfiquismo querer”.
Equacionem as duas vertentes e pensem (comparativamente) nesta situação virtual(?): sendo os benfiquistas a maioria da população dentro e fora de Portugal, o Benfica transformado em partido político, jamais seria vencido em eleições!

De louco posso ter um pouco, mas essa certeza ninguém ma tira.
Queiram ou não, todo o mal que nos acontece, A CULPA É NOSSA!
Do BENFIQUISMO!
Perceberam? Não?
Que fazer?

sábado, 23 de Agosto de 2014

DE CRISE EM CRISE...

De crise em crise, lá vamos nós.

É a equipa a compôr-se e a jogar futebol.

São contratações sem ajudas de fundos, sem compaticipações, o que quererá dizer, em eventuais futuras tranferências não haverá repartição do bolo.
Comemo-lo todinho! 
E nem uma única migalha restará para adoçar as bocarras de sargeta dos cangado-bastardo-talibans e afins.

Pois é, o desmantelamento do BES, segundo a quadrilha de salteadores de quinta classe que integra toda a escumalha corrupta, pró-corrupta, mercenária, sabujada blogueira, protituto-jornaleiros, cães farejadores da desgraça alheia, enfim, para todo este lixo, esta miséria humana, seria a derrocada total de um Benfica sem crédito, sem apoio a este, e com milhentos camiões de euros a terem de ser descarregados de imediato nos cofres do tal banco que quebrou os pés e ficou de muletas, sem se poder mover.

Mais, ficou tão pobre que passaria a viver de migalhas e hipotéticas recuperações dos ex-clientes, em paralelo com a maioria dos Arturinhos Cangados desta vida, que vivem do Rendimento Mínimo de Inserção e da malga de favores compulsivos com que são ressarcidos pela dobragem miserável da cerviz. 




Pois é, de crise em crise lá vamos nós.

Da mesma maneira que aconteceu com Samaris, vem aí outro atleta! 
Outro craque!
Um avançado!
Sem ajudas de fundos, sem compaticipações em futura venda e...PAGO PRONTO!

Que grande chatice!

De crise em crise, (a deles) os bocas de latrina vão ter que masturbar os cornos e inventar outra penúria de recursos.
Vão ter de se enfiar nos buracos da própria frustração e esperar, tais prostitutas, buscando clientes nas vielas escuras da sua amargura.

Isto é que vai uma crise!

domingo, 17 de Agosto de 2014

SPORKO TV TAMBÉM DE BILHA QUEBRADA


DECLÍNEO DA SPORT TV

*MILHÕES DE EUROS


EXPLORAÇÃO


2012

2013

RECEITAS

143,50*

123,97*

DESPESAS

145,81*

129,77*

RESULTADOS

                 -2,31*

               -5,81*


sábado, 16 de Agosto de 2014

O QUEBRA BILHAS

Para poder ostentar o título, um indivíduo deverá possuir uma invulgar condição atlética e, sobretudo, ser bem abonado para que não restem dúvidas da sua virilidade. 
LVF, na entrevista de 5ª feira, provou estar em plena forma e não se eximiu de distribuir piçada a quem mais solicitou e em estado de necessidade extrema.

Eles foram: chulos, chulistas e chulecos, bastardos, movimentos, chupistas, "notáveis", parasitas, ricardettes, belezas, vendettas, putas rafeiras, lambe-cús, drogados, pinchadores, desempregados compulsivos, reformados biscateiros etc., não esquecendo a prostituída CS, desta vez com especial atenção para o "Expresso", que para suprir dificuldades diversas (a crise chega a todos) incluindo o decréscimo da tiragem, reflexo da queda de credibilidade e implantação num meio de duvidosa "elite", como qualquer pasquim que se preze, envereda pela mentira, pela falácia, pela desfaçatez, pelo anti-profissialismo, pelo mercenarismo. Ao que parece e segundo ventos soprados por certas má-línguas, as tais que as boas aprovam, Pinto Balsemão, embora não pareça, com um pé dentro e outro fora da empresa, mais fora que dentro, há muito deixou prover o sustento a uns quantos parasitas que ululam ao redor da Impresa. Dizem as tais más-línguas. Eu não tenho nada a ver com o assunto. Juro! 
Com que então o Benfica práticamente tinha desaparecido ou em vias de desaparecer com o afundamento do BES!!!

Haja bilhas, Presidente!




Muitas outras bilhas foram partidas na 5ª feira e anda muita gente a recolher os cacos. Até um parasita que se pode vangloriar de ter protagonizado um feito único no planeta e digno de figurar no "Guiness": numa eleição a dois conseguiu ficar em 3º lugar. Esse mesmo, Bruno Parvalho, a quem os brancos e nulos lhe partiram a bilha pela primeira vêz, para não lembrar enrabadelas anteriores com a RTN, Porko Canal e outras frustações e caminhadas pelas ruas da amargura. Haja bilha que resista.

Quem deve também estar ainda a contorcer-se com dores, extensivas à bastardaria que o acompanha, é o Arturinho Cangado.Uma das penetrações mais violentas que sofreu na 5ª feira, foi aquela de o Presidente ter confirmado que o Ivan, o Cancelo e o Bernardo, ao contrário do que o bastardo afirmou na sargeta pestilenta, foram emprestados para adquirirem rodagem e experiência, não vendidos.
Neste caso (e não me debruço sobre as "certezas" do cangado personagem  acerca das transferências de Enzo e Gaitan) LFV, aplicou-lhe dupla penetração quando, com refinada ironia afirmou: «Por 45 milhões seria caso para pensar!».

Foi uma 5º feira de arromba para os traseiros menos prevenidos.

LFV quebrou muitas bilhas, inclusivé as dos adeptos em pleno estado de ignorância canhestra que levados pela filha-da-putice-geral não conseguem desfazer-se das palas laterais que ostentam.

E pelos vistos, ainda restou muita piça, muita virilidade, para satisfazer os mais histéricos, os mais excitados!

terça-feira, 12 de Agosto de 2014

DESCOBERTO O FENÓMENO

EIS PORQUE A LUA NO DOMINGO FOI DESIGNADA DE SUPER-LUA


segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

QUADRIPLETE OU...????


RAPADA GERAL (COMPLETA)



E VÃO QUATRO!


CAMPEONATO - TAÇA DALIGA - TAÇA DE PORTUGAL - SUPER TAÇA

INÉDITO!

SEMPRE NA VANGUARDA!

sábado, 9 de Agosto de 2014

NÃO IMPORTA!

Os chulos são todos iguais, tal como as putas rafeiras fora de prazo.
Pior ainda quando escorraçados, denunciados, desmascarados, no desemprego.
E não se coibem de a demonstrar o quanto chulecos são.

Que importância tem o chulo chamar-se  Manuel, António, Joaquim, Anacleto, etc.?
Não obstante os nomes, posições, habilidades, (quantas mais melhor) a génese é-lhes comum.
Frenquentaram todos a mesma escola, sentaram-se nas mesmas carteiras, cabularam da mesma forma e até se confessaram ao mesmo padre.
Eles são todos iguais, repito, diferem apenas na identidade da "matrona" que vão chular.
E há quem os queira separar dos corruptos.
Mas como, se apenas e só, pelo facto de serem chulos, são já super e empedernidos corruptos?
Vivem de expedientes, compadrios, golpes baixos. À margem da lei!
São escroques profissionais inflitrados em todas as áreas (desde a política ao desporto) onde possam exercer o seu "mestrado" com o mínimo de esforço, nem que para isso tenham de sugar, atropelar, vilipendiar, sem qualquer cerimónia.

Esta cambada gravita nos corredores mais escuros da conspiração criminosa e na mais visível impunidade.
Que contraste!

Não importa se são os Salgados que roubam o povo e transferem o produto do roubo para fora do país, onde nada de seu figura em seus nomes ou da família;

Não importa se são os Brunos cujas nalgas são cumplíces dos roubos praticados a ponto de afirmar que a derrocada dos Salgados em nada belisca a bancarrota verdusca. Afirmação gratuíta para adormecer papalvo, uma vez que o balão de sôro injectado pelo agora designado banco MAU, umbilicalmente cortado, portanto separado do banco BOM, supõe-se, não se repetirá nem se disporá, pelo menos por enquanto, continuar a alimentar os mesmos chulos enfarpelados de aristocratas com as solas dos sapatos esburacadas.
Logo se verá a prosápia e a atitude do Brunalgas quando o sôro se extinguir. E não falta muito;

Não importa se são os esmurrados Alves (Ruis) a evocar estados de direitos para presidir uma liga em nome de burlões e poder reabilitar a conta bancária que não conseguiu engordar no comando dos destinos de um clube pequeno e numa Região onde o chulo-mor Alberto João, não permite concorrência;

Não importa se são os Searas parasitas, sugadores dos dinheiros camarários, dos tachos televisivos e almas vendidas aos propósitos criminosos desenhados para a  direcção LPFP ;

Não importa se são os juízes Rangéis tachistas, parasitas, mercenários, caloteiros condenados em tribunal a ressarcir clínicas estéticas e oficinas mecânicas pelos serviços prestados, sempre em busca do prolongamento parasitista, nem que para isso aceite receber uns cobres para caluniar e tentar usurpar lugares de quem não pode, não tem competência nem capacidade para derrubar;

Não importa se são os Carraças oportunistas e sem competências demonstradas em sindicatos, clubes e empresas onde não aquecem lugar;

Não importa se são os Gangsters da Costa que a justiça (ainda) vacila em julgar e condenar, camuflando crimes de 30 anos, através dos esbirros de toga e martelo, que promulgam anulações, omissões, falsos testemunhos, etc.;

Não importa se são pseudo-jornalistas, cronistas, comentadeiros, paineleiros semi-analfabetos, moços de recados etc., a fauna é vasta;

Não importa se são FDPI´s, Blogeiros Cangados/Talibans, azevedistas, travestis, porkos infiltrados.

Não importa!

OS CHULOS SÃO TODOS IGUAIS, TAL COMO AS PUTAS RAFEIRAS FORA DE PRAZO!                 

sexta-feira, 8 de Agosto de 2014

TEM A PALAVRA, ALBERTO MIGUÉNS

Desta  vêz nem avisei o Alberto Miguéns que iria "gamar" e publicar mais uma prosa (e que prosa) de sua autoria.
Sabem porquê? 
Simples, porque da última vêz que o fiz, ele pura e simplesmente disse: «Caro amigo, pode "gamar" e publicar  à vontade.».
Com um à vontade destes, quem pode resistir à publicação de mais um desmascaramento, tendo como alvo um bandido que a justiça tarda em colocar atrás das grades?

Tem a palavra Alberto Miguéns:
Entre a Promessa e a Mentira
PINTO DA COSTA PROMETE E DEIXA MENTIR "OFICIALMENTE"

Eis o FoCtoPus dos anos 80 e 90
Há algum tempo que estava para pegar em duas páginas da revista oficial do portismo, publicada em meados de Maio de 2014. O tempo foi passando, mas como voltei a reler alguns assuntos chegou o tempo certo para fazer o que tem de ser feito.



A Promessa
Na revista de Maio de 2014 na habitual página 11 (Página do Presidente) Pinto Costa faz a promessa que o FCP contratou Lopetegui porque o clube quer continuar a perder de vez em quando e não a ganhar de vez em quando. Ele contratou Lopetegui por três motivos, mas só enumera um. A competência. Esqueceu-se dos outros dois: cortar a ligação do Benfica ao mercado de futebolistas espanhóis ou de clubes espanhóis; e o facto do basco Lopetegui fazer parte do grupo basco com o treinador do Sevilha FC e o presidente do conselho de árbitros da UEFA, entre outros.


O Sistema parece estar moribundo, mas...
Ou pelo menos já não é o que era. O polvo montado para impedir o SLB de exercer a sua grandeza nos anos 80 e 90 já não funciona como nesses tempos sinistros de medo e cobardia. Até da ingenuidade (e medo) de alguns dirigentes do Benfica.
Actualmente os agentes que detêm o poder efectivo do "Futeluso" incluindo os árbitros revelam a tendência centenária do futebol. Erram mais a favor de quem pensam ser ou serem os clubes com mais poder de influência. O que é necessário e não deixar criar a ideia que o FCP tem muito poder de influenciar promoções e despromoções. Há que estar atento, ter os procedimentos adequados e fazer as correcções que forem necessárias entre 10 de Agosto (depois da Supertaça) e 31 de Agosto (antes da 3.ª jornada). Depois se verá o que vai ser o futuro. 

Tenho saudades do futuro
Se o Benfica conseguir exercer a sua grandeza - simpatizantes, universalismo, prestígio e liberdade - o futebol voltará a ilustrar nas tabelas do acumulado de títulos menos a capacidade política de corrupção, intimidação e tráfico de influências, e mais a realidade social e associativa dos clubes: em dez anos seis títulos para o SLB, três para o FCP e um para o SCP (se for). Tenho saudades do futuro!

COMPARATIVO BENFICA-FC PORTO DESDE 1982/83 NAS COMPETIÇÕES QUE CORRESPONDEM A TÍTULOS

Época
Campeonato
Nacional
Taça de Portugal
Competições Europeias
SLB
FCP
SLB
FCP
SLB
FCP
Taça
Clas.
Taça
Clas.
1982/83
25
2.º
21
FIN
TUE
FIN
TUE
1/16
1983/84
26
2.º
1/8
9
TCE
1/4
TVT
FIN
1984/85
3.º
8
22
FIN
TCE
1/8
TVT
1/32
1985/86
2.º
9
23
1/8
TVT
1/4
TCE
1/8
1986/87
27
2.º
24
1/2
TVT
1/8
TCE
1
1987/88
2.º
10
1/2
10
TCE
FIN
TCE
1/8
1988/89
28
2.º
FIN
1/8
TUE
1/16
TCE
1/8
1989/90
2.º
11
1/16
1/8
TCE
FIN
TUE
1/8
1990/91
29
2.º
1/4
11
TUE
1/32
TCE
1/4
1991/92
2.º
12
1/2
FIN
LC
3.º Gr
TVT
1/8
1992/93
2.º
13
25
1/8
TUE
1/4
LC
3.º Gr
1993/94
30
2.º
1/8
12
TVT
1/2
LC
1/2
1994/95
3.º
14
1/4
1/2
LC
1/4
TVT
1/4
1995/96
2.º
15
26
1/2
TUE
1/8
LC
3.º Gr
1996/97
3.º
16
FIN
1/2
TVT
1/4
LC
1/4
1997/98
2.º
17
1/2
13
TUE
1/32
LC
4.º Gr
1998/99
3.º
18
1/16
1/16
LC
2.º Gr
LC
3.º Gr
1999/00
3.º
2.º
1/8
14
TUE
1/16
LC
1/4
2000/01
6.º
2.º
1/8
15
TUE
1/64
TUE
1/4
2001/02
4.º
3.º
1/16
1/4
-
-
LC
4.º Gr
2002/03
2.º
19
1/32
16
-
-
TUE
1
2003/04
2.º
20
27
FIN
TUE
1/8
LC
2
2004/05
31
2.º
FIN
1/32
TUE
1/16
LC
1/8
2005/06
3.º
21
1/4
17
LC
1/4
LC
4.º Gr
2006/07
3.º
22
1/8
1/32
LC/TUE
3.º/ 1/4
LC
1/8
2007/08
4.º
23
1/2
FIN
LC/TUE
3.º/ 1/8
LC
1/8
2008/09
3.º
24
1/8
18
TUE
5.º Gr
LC
1/4
2009/10
32
3.º
1/16
19
LE
1/4
LC
1/8
2010/11
2.º
25
1/2
20
LC/LE
3.º/ 1/2
LE
2
2011/12
2.º
26
1/8
1/16
LC
1/4
LC/LE
3.º/ 1/16
2012/13
2.º
27
FIN
1/8
LC/LE
3.º/FIN
LC
1/8
2013/14
33
3.º
28
1/16
LC/LE
3.º/FIN
LC
3.º/ 1/4
NOTA: Taça de Portugal: no SLB a azul as quatro eliminatórias em que o Benfica foi eliminado pelo FCP; no FCP a vermelho as três eliminatórias em que o FC Porto foi eliminado pelo Benfica. Nas finais - em três - o Benfica venceu todas essas três finais, incluindo em 1982/83 a disputada em casa do FC Porto. Nem assim!

A mentira
Na página 39 da mesma revista (tal como no Museu) continuam a fazer passar a ideia que houve expulsões no Benfica-CUF em 22 de Março de 1959 para encobrir a vergonha que se passou em Torres Vedras onde, aí sim, houve duas expulsões para facilitar o 2-0 e o 3-0 ao FC Porto que lhe entregou de bandeja o título de campeão nacional em 1958/59. Mentem descaradamente. E sabem que estão a mentir. Aldrabões da pior espécie. Ou como disse um antigo futebolista do FCP: Pinto Costa é o Padrinho. Isso já nós sabemos há muito. Oh Benni Maccarthy! Foi por teres esse Padrinho que apenas venceste no FC Porto!


Não é possível colocar as crónicas dos jornais
Num tempo em que as crónicas dos jogos não eram tão esquematizadas e simplificadas como actualmente é necessário ler toda a crónica para perceber as incidências do jogo. Mas fica um resumo com base nos dois Almanaques - do SLB e do FCP - que tendo milhares de incorrecções (o do Benfica tem!) nestes dois jogos estão correctos. No jogo do Benfica não há expulsões e no do FC Porto houve duas. Lendo as crónicas do dia seguinte (23 de Março) percebe-se que na Saudosa Catedral apenas uma grande penalidade é duvidoso (podia ser livre indirecto), o tempo de compensação foi de 3 ou 4 minutos, mas podia ter sido mais pois os jogadores do GD CUF queimaram muito tempo atirando a bola (nesse tempo só havia uma) para as bancadas e o jogo iniciou-se mais tarde (seis a sete minutos), por isso também terminou mais tarde por exclusiva responsabilidade do Benfica e não do árbitro. O árbitro foi penalizado por uma questão administrativa: ao não mencionar que o jogo se iniciara mais tarde - alegou que começara às 15.00 horas - impediu os serviços da FPF de multarem o Benfica. Por isso foi alvo de processo disciplinar por deliberadamente ter impedido a FPF de receber a verba correspondente ao atraso provocado pela tardia entrada em campo do Benfica. "Se" o árbitro quisesse tinha conseguido mais um golo, pois quando o FC Porto marcou o 3-0 e terminou o jogo em Torres Vedras ainda faltavam jogar cerca de seis minutos em Lisboa! E se considerarmos o 7.º golo aos 83 minutos o Benfica teve cerca de 12 minutos para marcar um golo de ser campeão. Grandes aldrabões os portistas!

NOTA: o 7.º golo foi aos 83 minutos, logo após o 0-2 em Torres Novas. Para o JN até foi aos 36 minutos da 2.ª parte, ou seja, aos 81 minutos. Mas a generalidade da Imprensa temporiza-o entre os 82 e 83 minutos
A mentira está à vista nas crónicas de todos os jornais do dia seguinte ao jogo.
A promessa só será certeza se o Benfica deixar!

Alberto Miguéns