QUANDO O ESPÍRITO BENFIQUISTA PREVALECE, NÃO HÁ DERROTA, CORRUPTO, MERCENÁRIO OU ARRUACEIRO QUE O CONSIGA APAGAR OU FAZER DESISTIR.
BENFIQUISMO É ESTADO DE ALMA SEM DEFINIÇÃO, PRIVILÉGIO DOS PUROS!

quinta-feira, 26 de março de 2015

NA ÁFRICA DO SUL...


Ao entrar na casa de banho da Academia acabada de inaugurar, Brunalgas ficou emocionado:


P.S. - Não era para menos...!!!

quarta-feira, 25 de março de 2015

A UEFA FICOU MAIS RICA!!!



HAVIA LÁ POUCOS...                                                        
                                                                                                           




domingo, 22 de março de 2015

JAMAIS DEIXARÃO DE SER!



É vê-los, a bastardaria, rabiar e a expelir o veneno guardado desde a 5ª jornada. Situação que continua inalterável, diga-se!

Até agora, foi sempre uma no cravo outra na ferradura, aguardando o melhor momento para cuspir a viscosa ansiedade que lhes tem apertado e sufocado os garganetes, desde então.

Até o execrável Shadows, (o tal que dá caça aos rapazinhos no Colombo) exceptuando um ou outro ataque de esterismo por lhe faltar  a "massagem na próstata",  esse mesmo e até ontem, tinha andado com o "grêlo" mais apaziguado, sem deixar, claro, de acumular o respectivo ódio a JJ, a LFV e ao Benfica.

Assim, a geração bastarda e respectivos apêndices, desde ontem, voltam a mostrar o serviço para que foram desenhados.

Depois de um período em plano secundário, o "caçador de rapazinhos do Colombo" volta a ganhar protagonismo, tendo o chefe da matilha, Arturinho Cangado, ter feito horas extraordinárias em todos os turnos da sargeta, notando-se a conhecida relutância do virar de casaca nas tais marteladas no cravo e na ferradura. 
Pudera! Por muito que tente, o Arturinho não consegue livrar-se da canga que lhe assentaram no cachaço quando tentou por mais que uma vez fechar a pocilga.


Nem todas as estratégias têm resultado e isso tem a ver com o desempenho de todo o universo benfiquista, principalmente o da equipa, que tem abalado fortemente a estrutura do anti-benfiquismo, assente no mercenarismo, na ignorância e na filha-da-putice de um punhado de bastardos sem cerviz.

Bastou a equipa oscilar um pouco e os mastodontes saltam do canil mostrando os dentes e espumando de raiva.

Os "anónimos" voltaram em força e a subserviência do Arturinho Cangado, permite até que porkos azuis e de cor de escarro se manifestem em agressões nojentas que lhes são peculiares contra o clube que diz defender, enquanto os comentários de benfiquistas vão sendo eliminados, cerceando-lhes o direito ao protesto e indignação.

Nada disto é novo! As acções cobardes e mercenárias do Arturinho Cangado, são conhecidas.

Sempre que uma fase menos positiva da equipa acontece, até os antigos Viriatos Lateiros e Condes Bebedolas, entre outros, de tão cobardes continuam a ser, envergam então a farpela de "anónimos", para que amigos e familiares não os voltem a contestar e até a ameaçar de roturas que lhes seriam prejudiciais em vários aspectos de vivência. Até nas redes sociais, pelo menos por agora e desde a alguns meses, eliminaram a actividade.

Um cobarde é como um paneleiro; nunca deixa de o ser!

sábado, 21 de março de 2015

NADA MUDOU E... DIFICILMENTE MUDARÁ!



FOI SÓ UMA PRECALÇO...


...E TUDO CONTINUA COMO ANTES!



BENFIQUISTAS ATENTOS...



PREGARAM UM BOM PAR DE CORNOS À SIC E...

...GRANDE ENRABADELA NO PANASCA DOS CARACOLINHOS!



...ORA TOMEM LÁ P´RÁ VIAGEM!!!

sexta-feira, 20 de março de 2015

NO MELHOR PANO...



Quem diria? A quadrilha "aristocrata" apanhada em flagrante!

Por mais que uma vez, aqui neste espaço, me insurgi (e continuarei a fazê-lo) contra as ditas, "claques organizadas". 
Não importa a que clubes pertençam, que cores enverguem, para mim não passam de grupos arruaceiros, delinquentes e irresponsáveis, onde filhos de boa gente, que os há no meio e conheço alguns, comem pela mesma medida.

Diz-me com quem andas...


O que agora acontece aos guarda-costas do Brunalgas já aconteceu com as claques do Benfica, tendo eu aplaudido a acção de LFV, ao interditá-los das instalações do clube.

O facto de voltar ao assunto, prende-se, não com a defesa dos DV ou outros grupos, mas sim com o alarido, acusações e rotulagem de bandidos e assassinos, com que "os meninos-bem" lagarteiros brindaram as tais claques benfiquistas. E não só, mas ambém porque continuam a insistir na premeditação do caso "very-light".

O velho ditado popular: «O peixe morre pela boca», mais uma vez confirma o que outro ditado afirma: «Quem tem telhados de vidro...»!

Fiquem com o relato dos factos decorrentes:

A BOLA TV
Desordem com armas de fogo e buscas na sede da Juventude Leonina 
10:01 - 20-03-2015
A sede da Juventude Leonina foi esta madrugada alvo de buscas por parte da Polícia de Segurança Pública, uma ação policial testemunhada, em exclusivo, por A BOLA TV.

A PSP deteve uma pessoa e identificou outras 19 na sequência dos distúrbios ocorridos junto ao Estádio José Alvalade e que envolveram armas de fogo. Uma pessoa ficou ferida e foi mesmo transportada ao hospital de Santa Maria.

Os distúrbios justificaram o forte aparato policial, documentado por imagens exclusivas A BOLA TV, com mais de 40 agentes mobilizados, incluindo cães de busca, numa operação que durou mais de duas horas e que terminou às 3 horas da madrugada.

Uma fonte policial garantiu a A BOLA TV que a autoridade respondeu a uma desordem com armas de fogo nas imediações do Estádio e que foi dado conhecimento à Polícia Judiciária.

ALBERTO MIGUÉNS ARRASA A BOLHA!



Luisão e os 40 Mil Tretas de A Bola


INVENTAM-SE MENTIRAS PARA VENDER JORNAIS E ENGANAR LEITORES, NOTÍCIAS E NOTICIÁRIOS.

Na semana passada foi Luisão o visado. A Bola para vender mais uma dúzia de jornais inventou que Luisão ia completar 40 mil minutos a jogar pelo Benfica.

Para mim Luisão há muito que completou 40 mil minutos
Mas como isso é outra conversa que deixo para o texto a fazer qui no Em Defesa do Benfica quando a selecção jogar vamos à contabilidade «Made in A Bola».

Na página 2 o jornal de 13 de Março apresenta o seguinte quadro:


Eu não liguei à notícia pois costuma ser mentira aquilo que A Bola indica em termos estatísticos!
Depois a pedido de um Benfiquista, pelo respeito que tenho por ele e pelo seu trabalho que gosta que seja rigoroso, disponibilizei-me a gastar tempo. É que estas estorietas de andar a corrigir quem, à partida, não me oferece credibilidade não é ocupar tempo é mesmo gastar uma ou duas horas nas nossas preciosas vidas e perder uma ou duas horas em que se podia fazer algo mais proveitoso!

A Bola acerta aos mil minutos, mas falha logo aos cinco mil
Em jogos para competições oficiais Luisão atingiu os mil minutos aos 17 minutos do jogo na Taça de Portugal frente ao CF "Os Belenenses" mas os cinco mil minutos foram aos 68 minutos do jogo com o CS Marítimo para o campeonato nacional e não frente ao Rio Ave FC como é inventado no jornal A Bola. Que treta esta. Que desprestígio inventar factos. No mínimo devia pedir desculpa ao Luisão. Mas isso era se tivessem vergonha dos erros que cometem e induzem outros a cometê-los!

Minutos
Adversário
Min
Jogo
Cmp
Data
TOT
CN
TP
LE
LC
TL
SCO
1 000
CF "Os Belenenses"
17'
TP
17.Mar.2004
13
8
2
3
-
-
-
5 000
CS Marítimo
68'
CN
03.Abr.2005
57
38
5
12
1
-
1
10 000











20 000











30 000











40 000











NOTA: Por competição (número de jogos acumulados a cada número de minutos "redondos")

Contas Feitas
No final deste texto tenho as digitalizações dos minutos destes 57 jogos. Resumindo: Luisão jogou 52 jogos completos de 90 minutos (4680 minutos), dois jogos completos de 120 minutos (240 minutos) e três jogos incompletos - foi substituído aos 39', 44' e 19' (102 minutos), ou seja, 5022 minutos (4680 + 240 + 102 minutos). Quer dizer que ao minuto 68 do 57.º jogo completou cinco mil minutos! O resto é conversa da treta!

Depois (ainda não sei!) deve haver um "efeito dominó"
E fazer trapalhada com erro atrás de erro falhando os 10 mil, 20 mil, 30 mil e 40 mil. Só com muita sorte o erro não aumentará com o somatório de minutos e por obra do acaso emendar o que já vai mal. Seria sorte desmesurada! Mas hei-de saber os jogos correspondentes a esses minutos "redondos"! E o afastamento de A Bolada!

Depois afectam até a própria história do Clube
Como é evidente há sempre a tentação de arranjar tudo e mais alguma coisa para preencher as horas de notícias e noticiários. E foi o que aconteceu com esta mentira. Até o Benfica (alguns funcionários do Benfica) divulgaram o erro adulterando os valores de um jogador do "Glorioso". E não é um futebolista qualquer. É o capitão! Mas fosse quem fosse. Até um que tivesse jogado um minuto e dissessem que jogou 10 ou que tivesse jogado dez e dissessem que jogou um! Com a história do Benfica não se brinca! Ou não se deve brincar! É até mais que património do Clube. É de todos. É dos Benfiquistas que devem ter orgulho naquilo que conseguem no presente e preservam do passado no qual outros construíram com labor. Por isso deve ser enaltecido com rigor!

Desta vez a expressão "As desculpas evitam-se" não fazem sentido!
Peço desculpa por não apresentar um quadro com dignidade para ilustrar que A Bola errou, mas se já "estou pelos cabelos" em ter gasto tempo a corrigir quem não merece, gastar tempo a fazer um quadro complexo não faz sentido. Por isso em vez de digitar a informação deixo as digitalizações das folhas impressas a partir da Base de Dados com todos os jogos (minutos) de Luisão até aos cinco mil minutos. Quem quiser pode verificar.



Deixem de criar assuntos que não são assuntos! Porque estão aldrabados!

Alberto Miguéns

FORÇA COMPANHEIRO, AQUI ESTAMOS NÓS PARA AJUDAR À FESTA!

segunda-feira, 16 de março de 2015

ONDE ESTÁ ELA???



PERDIDA ENTRE A CONTUMIL E A PEDREIRA, DÃO-SE ALVÍSSARAS EM TRIPLICADO A QUEM A ENCONTRAR !



segunda-feira, 9 de março de 2015

PETIÇÃO LAGARTÓIDE NO FB É FALSA



Afinal a petição lagartóide que circula na rêde social FB, a solicitar que os jogos dos adversários do Benfica terminem sempre com 11 jogadores, não passa de uma falsificação da petição original.

Descobrimos que não passou de uma brincadeira de mau gosto levada a cabo por elementos decidentes do grupo que elaborou a dita. Para que seja reposta a verdade, publicamos o texto original:



Para:
Presidente da República, Presidente da Assembleia da República, Presidente da FPF, Presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, Presidente da APAF

Exmo. Senhor Presidente da República,

Durante um jogo de futebol, existem regras e factos com grande influência directa no seu resultado final e na distribuição dos pontos em disputa, com especial relevância para:

1º. - O S.C.Portugal, ter de jogar contra equipas de superior qualidade como é o caso do Benfica;

2º.  - O S.C.Portugal, ter de jogar contra equipas com orçamentos superiores e salários em dia como é o caso do Benfica;

3º.  – O S.C.Portugal,ter de jogar contra equipas cotadas como  maiores do mundo como é o caso do Benfica.

Sr. Presidente
Como é evidente, a superioridade acima referida, desequilibra o desempenho e ambição do S.C.Portugal que, como clube de elite, mesmo na bancarrota e sobrevivendo graças a favores  de elementos colocados em pontos-chave no que se refere à banca e nos meios políticos, tem direito a ascender a uma maior projecção, através de Vª. Exª., e da influência das forças de que dispõe, se é que dispõe, no intuito de proporcional uma abertura, uma esperança, para que o nosso clube, mesmo levado ao colo, possa ascender aos lugares cimeiros do futebol em Portugal.

Vêm assim os signatários, e atendendo ao atrás exposto, solicitar a Vª Exª que desencadeie os procedimentos necessários a uma garantia de equilíbrio a nosso favor, no Campeonato Nacional de Futebol 2014/2015, nem que para isso tenha o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol de nomear os árbitros mais favoráveis e de tendência sportinguista  para os jogos que  restam no campeonato em curso e assim podermos atingir um lugar que nos habilite, como outrora, a ser considerados como um dos grandes do futebol português.

A bem do futebol e do S.C.Portugal!

sexta-feira, 6 de março de 2015

URGÊNCIAS E TENTATIVAS IMEDIATAS!!!



Leões com núcleo na Assembleia da República
Claro...assim fica oficializada a promiscuidade, o reforço do compadrio e tráfico de influências. 
Outra jogada tentada do mestre Brunalgas!


Real Madrid já terá acordo de 20 milhões por Danilo
Depois desta afirmação de Gangster da Costa:«O FCP não vende caro...vende bem!»
Sem dúvida! De 40 milhões para 20 milhões por um jogador que custou 18 milhões e não vale 5 milhões...foi bem vendido!!!             
Pudera! A urgência obriga a liquidar os salários em atraso!
Prisão preventiva para Paulo Pereira Cristóvão
O "super-agente" não foi preso por subornar o apitadeiro Cardinalli, mas por associação criminosa, roubo e sequestro! Quanto ao suborno, o novo núcleo da AR está lá para "clarear"!!!



Leões exigem 40 milhões de euros à Câmara de Lisboa
Claro...com o processo de transparência financeira suspenso na UEFA, as portas fechadas da banca,os cofres vazios e a conta da luz para pagar, não custa nada mais uma cambalhota e tentar chular a C.M.L.!



QUE MAIS IRÁ ACONTECER À "REALEZA" CHORONA E FALIDA E AOS COMPADRES CORRUPTOS DO NORTE NÃO MENOS FALIDOS?

QUEM RI POR ÚLTIMO...




quarta-feira, 4 de março de 2015

A HISTÓRIA DA CORRUPÇÃO PINTISTA (Conclusão)


Com o propósito de «PARA QUE NUNCA FIQUE NO ESQUECIMENTO...», trabalho elaborado pelo blog Contra a Corrupção, fizemos publicar em uns quantos capítulos, a súmula da "História da Corrupção Mais Nojenta do Futebol Português", (que ainda não terminou) tendo como personagem principal , o mais protegido criminoso do país e do mundo do futebol, GANGSTER DA COSTA, que os portugueses têm esperança de, mais cedo ou mais tarde, vê-lo condenado e atrás das grades, pagando pelos seus crimes.

Para que nunca fique no esquecimento e como sugerimos no primeiro capítulo, que cada um possa criar o seu próprio arquivo e, quem sabe, um dia, poder revelar aos vindouros a mais negra página dos crimes cometidos contra o futebol, pela quadrilha mais inóqua, criada por um monstro, um bandido ediondo, que o desporto português e o mundo jamais esquecerão!

Conclusão:

2013


Janeiro, 5
Novamente muita polémica para o campeonato de voleibol masculino numa partida Sp. Espinho-Benfica, desta feita a contar para a 20.ª jornada. Com o jogo empatado em sets (1-1) e com o Benfica na frente no terceiro (13-15), é ponto do Sp. Espinho (14-15) mas surgem ainda cartões amarelos quer para o treinador adjunto do Espinho, quer para Roberto Reis. Surpresa geral quando em vez de 15-16 passa a verificar-se uma igualdade. A desconcentração dos encarnados seria evidente e acabariam mesmo por perder o jogo (3-2). O secretário técnico dos encarnados, Rui Gomes, em declarações à Benfica TV acaba por dizer «Fomos altamente prejudicados em determinados pontos do jogo. No terceiro ´set`, há uma situação em que estamos a ganhar por 13-15 e, sem saber como, após uma confusão com cartões amarelos, o resultado passa para 16-16. É um erro da mesa e gera-se uma confusão, ficando a valer a posição deles [do Espinho]. Jogámos sob protesto e vamos protestar o jogo».

Polémico clássico de Hóquei em Patins que o FC Porto acaba por vencer na Luz por 6-4 com a arbitragem de Rui Torres (Minho) e Rego Lamela (Minho). O jogo termina com confrontos entre polícia e adeptos benfiquistas, depois de Edo Bosch ter atingido com o “stick” um adepto benfiquista que se encontrava próximo do túnel, algo que motivou os adeptos benfiquistas a tentarem ripostar ainda que impedidos pelas forças da autoridade.

Janeiro, 6
Derrota do Benfica no dérbi de Futsal com muitas críticas dirigidas à dupla de arbitragem composta por Ricardo Eufrásio (Coimbra) e Marco Rodrigues (AF Guarda). | Ver vídeo

Janeiro, 19
Em dérbi que servia para definir a liderança da Zona Sul do Campeonato Nacional de Juniores, Benfica e Sporting empatam a uma bola, com a equipa de arbitragem composta por Nuno Afonso, árbitro principal, e Paulo Vicente e Vítor Veigas, árbitros assistentes, a serem decisivos, em particular o primeiro que assinalou uma grande penalidade a favor do Sporting por alegado derrube a Carlos Mané que só existiu na sua cabeça.

Fevereiro, 10
Depois de nomeações que suscitaram natural apreensão, caso de Pedro Proença no Nacional-Benfica e Cosme Machado no FC Porto-Olhanense, o juiz de Lisboa e os seus assistentes André Campos e Paulo Soares voltam a fazer das suas. Na primeira parte fica uma grande penalidade por marcar, por braço na bola de um insular com o resultado ainda em 1-1, e já na recta final da partida Cardozo e Matic acabam expulsos. Por seu turno no Dragão, Cosme Machado valida um golo discutível dado que Mangala abalroa o guarda-redes Bracalli no lance, e aparte contemporizar com o excesso de agressividade do francês durante toda a partida, assinalaria ainda uma grande penalidade que Jackson Martinez desperdiçaria, por mão na bola de um jogador algarvio. No final, empates em ambas as partidas e o FC Porto a não conseguir descolar na liderança apesar das benesses.

Fevereiro, 13
FC Porto fica na Taça da Liga. A decisão do Conselho de Disciplina da FPF foi conhecida nesta quarta-feira. Depois da utilização irregular de Fabiano, Abdoulaye e Seba frente ao Vitória de Setúbal, menos de 72 horas depois de terem alinhado na equipa B, violando o regulamento, o FC Porto arriscava-se a perder os três pontos conquistados ante o Vitória de Setúbal, o que faria com que os caísse do primeiro para o segundo lugar do Grupo A, por troca com o Vitória de Setúbal, que assim jogaria as meias-finais no seu lugar. No entanto, neste mesmo dia a FPF confirma que o FC Porto continua na Taça da Liga, dado que o Conselho de Disciplina (CD) considerou improcedente a acusação formulada contra o FC Porto, aceitando o argumento portista em torno da «omissão» dos regulamentos, ideia repudiada pela esmagadora maioria de juristas desportivos.

Fevereiro, 20
Arbitragem tendenciosa da dupla minhota composta António Teixeira e Rui Torres no jogo da 19ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins, que opunha Óquei Clube de Barcelos e Benfica. Os pupilos de Luis Sénica conseguem levar de vencido o adversário por 6-2 e assim manterem-se na liderança, mas valeu sobretudo o acerto dos guarda-redes encarnados, capazes de defender 2 LD e 2 penáltis.

Fevereiro, 23
Arbitragem tendenciosa de Ricardo Baixinho no jogo de juniores da 2.ª fase que opunha Benfica e Vitória de Setúbal. Para além dos dois pesos e duas medidas nas faltas, houve excesso de zelo no vermelho directo mostrado a Rudinilson Silva aos 35’. Em vantagem numérica os sadinos chegam ao 0-2, e apenas com muito sacrifício e depois de praticamente 50 minutos em inferioridade o Benfica consegue chegar aos 2-2.

Fevereiro, 24
Mais uma arbitragem tendenciosa na Liga 2012/13 envolvendo Artur Soares Dias e o FC Porto, na recepção dos portistas ao Rio Ave. Os vilacondenses marcam primeiro por Braga, já depois de uma grande penalidade desperdiçada por Jackson Martinez, e rapidamente se assistiu ao nervosismo instalado no Estádio e que se estendeu ao árbitro. Faltas e mais faltas, indevidamente assinaladas ao Rio Ave e perdoadas ao FC Porto, foram paulatinamente empurrando o Rio Ave para trás. O empate chegaria perto do intervalo por nova grande penalidade a favorecer os portistas e a punir bola na mão num cruzamento à queima-roupa, e já depois de aos 58’ ficar uma grande penalidade por marcar a favor do Rio Ave por abalroamento de Otamendi a Ukra na área, o FC Porto acabaria por vencer o jogo na recta final.

Fevereiro, 27
Benfica é eliminado da Taça da Liga em Braga. Má arbitragem de Marco Ferreira em prejuízo para os encarnados. | Ver vídeo

O autocarro do Benfica é mais uma vez apedrejado, desta feita à saída de Braga, depois do jogo no Axa a contar para as meias-finais da Taça da Liga, do qual os encarnados foram eliminados. Vários blocos de cimento foram arremessados na direção do veículo, que seguia numa das variantes que dão acesso à saída da cidade, partindo um vidro partido numa zona lateral a meio do autocarro onde felizmente não seguia ninguém. | Ver vídeo

Março, 2
Mais uma arbitragem deplorável de José Monteiro (Minho) e Joaquim Pinto (Porto), desta feita na difícil deslocação do Benfica ao reduto da Física. O Benfica vence 3-2, conseguindo operar a reviravolta nos últimos 3 minutos, depois de lhe ver assinaladas contra 26 faltas, 4 livres directos, 1 penálti e 2 cartões azuis.

Os juniores do Benfica deslocam-se a Alcohete para 3.ª jornada da fase final. O Benfica ainda chega ao 1-0, perto do intervalo o Sporting empata, e na segunda parte a reviravolta chega pelo apito de Hélder Malheiro, que assinala uma grande penalidade muito discutível a favor dos leões.

Arbitragem deplorável de Cosme Machado no Benfica B-Portimonense. A expulsão de Carole é incompreensível.

Arbitragem tendenciosa de Paulo Baptista no Sporting-FC Porto.

Março, 6
Começa a ser julgado no Tribunal de Gondomar o processo do ex-árbitro de futebol Martins dos Santos, acusado de crime de tráfico de influências. O caso remonta a 2011 quando Martins dos Santos pediu a Vítor Silva, então presidente da Associação Desportiva São Pedro da Cova, cinco mil euros para garantir a manutenção da equipa na primeira divisão distrital da associação de futebol.

Março, 10
Arbitragem lastimável de Jorge Faustino no Benfica 1-0 SC Braga em juniores. Aparte uma dualidade de critérios exasperante, que conduziu à expulsão de Eliseu por acumulação de amarelos e por bem menos do que fizeram os jogadores visitantes, houve ainda um golo mal anulado na primeira parte e a recta final da partida foi particularmente tendenciosa. Ao mesmo tempo, o árbitro Ricardo Moreira permitia que o Sporting chegasse ao 2-2 em Guimarães... 8 minutos para além dos 90.

Março, 13O FC Porto é eliminado nos oitavos-de-final da Champions League pelo Málaga. Os malaguenhos condenam o comportamento dos adeptos portistas e dos Super Dragões, desde o não pagamento de despesas ao vandalismo e furto de bares e restaurantes.

Março, 15O Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol decidiu manter o FC Porto na Taça da Liga.

Paulo Pereira Cristóvão, ex-vice-presidente do Sporting, vê, esta sexta-feira, ser arquivado o processo no qual era acusado de tentar coagir árbitros, na sequência do depósito de dois mil euros na conta de José Cardinal, árbitro auxiliar que estava nomeado para o encontro entre o Sporting e o Marítimo, em dezembro de 2011, mas que acabou por ser substituído. «No que ao ilícito disciplinar de coação diz respeito, a factualidade indiciada não permite concluir que o Sporting tenha, de algum modo, condicionado a liberdade de agentes desportivos através de atos praticados pelo seu dirigente Paulo Pereira Cristóvão», pode-se ler na deliberação da Comissão de Instrução e Inquéritos, que, no entanto, admite que o ex-dirigente tinha «informação reservadas» acerca dos árbitros de primeira categoria. «Aquilo que se mostra é que este organizou listas contendo informações pessoais sobre os árbitros, mas nunca se evidencia, sem margem para dúvida razoável, que tenha dado a tais listas utilização orientada para coação».

Março, 18
Violência no desporto. Arremesso de pedras no SC Braga B-Sporting B; arremesso e rebentamento de petardos no Vitória de Guimarães-Benfica junto da claque dos vimaranenenses a originar interrupções de jogo e alguns feridos - um apanha-bolas e um agente da PSP tiveram mesmo de ser assistidos;  durante a madrugada adeptos portistas foram receber a equipa ao aeroporto Francisco Sá Carneiro depois do empate no reduto do Marítimo, recepção marcada por insultos e arremesso de tochas e petardos; também o Núcleo Sportinguista de Braga foi alvo de vandalismo, apedrejamento e furto, causando dois feridos e com um a ter inclusive de ser suturado com 10 pontos.

Março, 19
Comunicado do Benfica contra as imagens postas a circular pela SIC a respeito do SC Braga-Benfica.

Março, 24Arbitragem polémica e em prejuízo dos encarnados de António Costa no jogo de juniores entre o FC Porto e o Benfica que os portistas acabam por vencer por 2-1.

Vitória do Benfica em Hóquei em Patins no ringue do HC "Os Tigres" por 4-6. Muitas dificuldades e uma arbitragem tendenciosa de José Pinto e Paulo Santos.

No Andebol, um ano volvido sobre o polémico ABC-FC Porto, a mesma dupla de arbitragem composta por Flávio Carvalho e João Malhado em Braga no ABC-Benfica, desta feita bem maiscaseira.

Abril, 1
Um grupo de adeptos do Sporting vandaliza alguns estabelecimentos comerciais no centro histórico de Braga, em dia de SC Braga-Sporting. A chegada da polícia evitou males maiores, mas os prejuízos dos comerciantes locais são elevados e terão, mesmo, ocorrido algumas agressões quando os proprietários tentavam defender os seus bens.

Abril, 2Em contagem decrescente para o final da Liga e em vésperas de Olhanense-Benfica, o período que antecede o jogo de Olhão é marcado por alguma celeuma, quer porque o presidente algarvio Isidoro Sousa acaba por não levar o jogo para o Estádio Algarve e se priva de realizar uma receita três vezes superior, quer porque surge os jogadores algarvios vêm ameaçando com greve. Tudo acaba por ser resolver, seguindo o líder do Olhanense diz, porque um seu amigo deu 288 mil euros para pagar aos jogadores. Isidoro seria visto dois dias mais tarde no Restaurante Antunes no Porto, um espaço associado ao FC Porto e de familiares de Reinaldo Teles. | Ler mais

Abril, 5 O ex-vice-presidente da AG do Sporting, Daniel Sampaio, afirma, em entrevista ao "Diário de Notícias", que Paulo Pereira Cristóvão lhe comunicou que espiava os jogagores. "Estava com os meus netos a pedir autógrafos aos jogadores junto dos carros deles onde estavam as mulheres e namoradas e, de uma forma supreendente para mim veio ter comigo contando-me episódios da vida íntima dos jogadores e mostrando-me mensagens entre um jogador e a sua namorada. Posto isto alertei o presidente", recordou. Godinho Lopes assumiu "que todos os clubes faziam isso" e "achou aquilo perfeitamente natural", segundo as palavras de Daniel Sampaio, que prossegue: "Nessa mesma conversa o vice-presidente disse-me que havia um jogador que tinha uma relação extra-conjugal. A expressão que utilizei foi 'quero é que eles joguem bem, com quem dormem não me interessa'. Respondeu-me que estava a proteger os ativos." | Ler mais I | II

Abril, 13
Mais uma arbitragem deplorável de Duarte Santos e Ricardo Fonseca no Clássico de Andebol na Luz. O Benfica consegue a muito custo vencer o jogo por 30-28, isto porque na segunda parte depois de ter conseguido vantagens consideráveis foi vítima de exclusões que inverteram o rumo dos acontecimentos. Uma recta final em bom nível permitiu aos comandados de Jorge Rito levarem de vencido o FC Porto.

Abril, 20
A equipa de Iniciados A do Benfica perde por 1-0 frente ao Sporting, em Alcochete, em jogo da 2.ª Jornada da 3.ª fase. No último minuto, o golo do empate é anulado pela equipa de arbitragem composta por Pedro Silva, Nuno Vaz e António Oleiro.

Abril, 21
Arbitragem polémica de Cosme Machado no Freamunde 2-2 Santa Clara, complicando as contas da manutenção da equipa da casa. Sobre o árbitro da partida, o técnico do freamunde Jorge Regadas diria «É de lamentar como este indivíduo valida de forma escandalosa aquele golo. É ver quantos jogos o Freamunde ganhou na 2.ª Liga com este árbitro, deve ter alguma coisa contra o Freamunde. Vomita ódio, é um incompetente, só deixa ficar mal a sua classe. Não tem seriedade para andar aqui e devia ser banido do futebol (...) Até os seus colegas veem o mau trabalho que faz pela arbitragem. É uma erva daninha, que precisa de ser afastada deste mundo bonito do futebol (...) Fui expulso só por dizer que era falta e perguntei-lhe depois se tinha alguma coisa contra o Tó Figueira, que já tinha sido expulso num Beira-Mar-Freamunde e é um jogador que vive na mesma cidade que ele.»

Abril, 22
Em entrevista ao Programa do Jô, da TV Globo, Walter Casagrande falou da carreira de futebolista, do consumo de drogas e das substâncias dopantes que foi aconselhado a tomar quanto chegou ao FC Porto, na época 1986/87. «Usei umas quatro vezes. É uma situação que me envergonha, o que menos gosto de lembra. Atrapalha-me muito mais do que pensar em todas as drogas que tomei. Era injetado e dava uma disposição acima do normal. Controlo antidoping? Não havia», disse. | Ver vídeo

Abril, 27
No Andebol, o Benfica perde novamente na 6.ª Jornada, desta vez ante o Águas Santas e por 23-21, e praticamente despede-se do título depois da derrota no dérbi da passada semana. Carlos Carneiro e Jorge Rito criticam a arbitragem de Mário Coutinho e Ramiro Silva, em particular pelas não decisões sobre o pivot José Costa, invariavelmente parado à margem das Leis de Jogo.

Também no Hóquei e em deslocação de alto risco o Benfica é vítima de uma arbitragem deplorável de Paulo Romão de Lisboa e Paulo Almeida de Aveiro. Primeiro Carlos Lopez converte uma grande penalidade mas a dupla de arbitragem manda repetir, decisão que conduz a cartão azul mostrado ao técnico Luis Sénica. Carlos Lopez não enjeitaria para fixar o resultado em 4-4, mas na recta final novo conjunto de aberrações e nos mesmos moldes. O Benfica faz o 4-5 por duas vezes de bola parada, mas o jogo termina mesmo 4-4 e deixa o Benfica mais longe do título nacional.