QUANDO O ESPÍRITO BENFIQUISTA PREVALECE, NÃO HÁ DERROTA, CORRUPTO, MERCENÁRIO OU ARRUACEIRO QUE O CONSIGA APAGAR OU FAZER REGREDIR.
BENFIQUISMO É ESTADO DE ALMA SEM DEFINIÇÃO, PRIVILÉGIO DOS PUROS!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

VIA O INDEFECTÍVEL



Populismo bacoco...

"(...)
A este respeito cumpre informar que foi deferido pela Autoridade Tributária o pedido de isenção do Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) na operação de prorrogação do direito de superfície que incide sobre o Estádio José Alvalade e o edifício Multidesportivo; bem como o pedido de isenção do IMT, Imposto de Selo, emolumentos e outros encargos legais na operação de fusão referida no parágrafo anterior. Deste modo será concretizada, até 31 de Dezembro próximo, a referida operação de fusão da SPM na Sporting SAD, bem como a contratualização final de todo o processo de reestruturação financeira.
(...)"


Apesar das entidades serem diferentes, não posso perguntar onde estavam as Helenas Rosetas desta vida, além dos indignados do Rascord/Cofina... quando a autoridade tributária concedeu estas benesses ao Sporting, meses depois de as ter recuado ao Benfica? Quando da fusão da Benfica SAD com o Benfica Estádio.
Mas já que toda a argumentação legal, contra a atribuição da isenção ao Benfica, se baseia no facto dos protocolos que foram assinados no passado, rectificados em Assembleia Municipal, terem sido celebrados com o Clube e não com a SAD... Isto apesar de toda a gente reconhecer que a SAD é a extensão do Clube, e que a actividade em prol do desporto, que o Benfica Clube promove, essencialmente no concelho de Lisboa, com mais de 5000 atletas a praticar desporto nas suas instalações, sendo a grande maioria jovens... substituindo-se às entidades públicas, que simplesmente demitiram-se das suas obrigações neste campo... Mesmo esquecendo tudo isto, mesmo compreendendo a situação degradante das finanças públicas Portuguesas (creio que o culpado dessa situação não é o Benfica... apesar de alguns Benfiquistas terem contribuído para tal!!!), gostaria saber se os 23 Milhões de Euros que a Câmara Municipal de Lisboa foi obrigada a pagar ao Sporting recentemente, devido a protocolos assinados no passado (coincidência!!!), merecem a indignação dos mesmos?!!!
Isto pouco tempo depois, da CML ter tomado posse de uma terreno que o Benfica tinha recebido como permuta na altura da construção da Avenida Lusíada, mas como a Assembleia Municipal da CML rejeitou os vários projectos de edificação propostos (inclusive numa situação de empate na votação!!!)... E como estava protocolado um prazo limite para a edificação, e como ela não aconteceu, o Benfica perdeu os seus direitos sobre o terreno na 'meia-lua' (como era conhecido).

Não gosto que o meu clube, o Sport Lisboa e Benfica seja privilegiado por entidades públicas, injustamente, principalmente em prejuízo dos contribuintes. Mas nem tanto ao mar, nem tanto à terra... Temos em Portugal, situação autenticamente pornográficas: CM Gaia, CM Porto, CM Braga... Regiões Autónomas... entre outros.
Agora nunca vi, tanto tempo de antena dado nos pasquins, e na televisão, a um suposto beneficio, que já se viu não vai acontecer... Aceitaria a indignação, se ela acontecesse sempre que situações parecidas tenham ocorrido, mas assim já cheira mal...

E gosto ainda menos, quando usando métodos de revisionismo histórico criminoso, se alteram os factos, fazendo dos criminosos (privilegiados), vitimas... e das vitimas, criminosos. Como por exemplo acontece ainda hoje, com alguns ignorantes anti's quando se fala da construção do antigo Estádio da Luz. Construído (com muito suor e lágrimas... exclusivamente pelos benfiquistas, sem ajudas, e que ainda deixou muitos calos nas mãos dos nossos antigos adeptos...), após a expropriação do Campo das Amoreiras, e onde o Benfica nunca foi justamente recompensado, mas para algumas alminhas parvas (uns ignorantes, outros criminosos propagandistas), fomos escandalosamente beneficiados!!!

Tal como a campanha que está a decorrer com as arbitragens, é bom que os Benfiquistas não se deixem levar pela contra-informação, e acreditem mais uma vez  na história da carochina...!!!
Já agora, o futuro pavilhão Lagarto, construído com dinheiro roubado à Doyen (mais uns trocos dos peditórios), vai ser isento?!!! Isto claro, se chegar a ser construído...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

PENSO EU DE QUE...CARAGO!!!



      

P.S. - O MATERIAL DE COMPOSIÇÃO FOI SURRIPIADO SEM FALAR COM OS DONOS!!!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

PENÚLTIMO CAPÍTULO - CORRUPÇÃO 2012


2012

Janeiro, 3
De acordo com o IG, os responsáveis do Santos estão irritados com o atraso no pagamento da primeira parcela da transferência de Alex Sandro por parte do FCPorto e ameaçam não libertar Danilo. «Estamos com problemas em receber a parcela do Alex Sandro. O FC Porto está atrasado, temos uma prerrogativa de ter o Danilo até o meio do ano. Estamos a trabalhar nessa negociação», afirmou o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Janeiro, 7
Em entrevista à RTP Internacional no programa Zona Mista, António Oliveira denuncia situações como a influência do lóbi (Olivedesportos) na escolha dos presidentes para a FPF e LPFP. | Ver vídeo

Janeiro, 30
Decisão de tribunal considera «inexistente» a continuação da reunião do Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol em que foi decidido não dar procedência aos recursos dos presidente do FC Porto e do Boavista, bem como do árbitro Jacinto Paixão no caso «Apito Final». |Ler mais

Janeiro, 31
Alguns jogadores do FCPorto reagiram de forma violenta aos insultos de centenas de adeptos junto ao Estádio Cidade de Barcelos, no domingo à noite, no final do jogo que ditou a derrota com o Gil Vicente por 3-1. | Ler mais | II

Fevereiro, 1
Segundo noticia a agência de notícias financeiras Bloomberg, a UEFA está a apelar às autoridades britânicas que investiguem dois fundos de investimento que ajudaram o FC Porto a contratar o brasileiro Walter da Silva, em 2010, por 6,2 milhões de euros. Na origem do apelo está a suspeita de que esses fundos possam servir para branqueamento de capitais. A UEFA pediu às autoridades britânicas que investigassem as empresas For Gool Co. e Pearl Design Holding Ltd., sediadas no Reino Unido, e que financiaram parte da contratação de Walter pelo Porto, em 2010, por suspeita de branqueamento de capitais. Segundo Sandalio Gomez, professor de Gestão do Desporto na Escola IESE, em Madrid, a deterioriação das condições apresentadas pelos bancos para empréstimos levam os clubes de futebol a procurar alternativas para o financiamento das contratações. A UEFA teme que os dois fundos de investimento utilizados pelo Porto sejam "empresas fachada", já que a única informação que se sabe sobre eles é a sua morada no Reino Unido, desconhecendo-se por completo quais são os seus proprietários.

Fevereiro, 12
No final do jogo entre FC Porto e UD Leiria, que contou com uma arbitragem de Rui Silva em benefício do FCPorto – o mesmo que havia sido suspenso anteriormente durante 20 meses no âmbito do processo Apito Dourado - Rodolfo Vaz, director desportivo do clube da cidade do Lis foi insultado por Antero Henrique, diretor geral da SAD portista, que não apreciou o facto do dirigente leiriense estar a falar com o árbitro da partida no túnel. Depois de algumas ameaças de um responsável de segurança que Rodolfo Vaz terá percebido como reais, o mesmo recusou a deslocar-se ao gabinete dos delegados ao jogo para assinar a ficha. Os delegados da Liga presenciaram tudo o que se passou.

Fevereiro, 14
Antero Henrique, diretor geral da SAD do FC Porto, e Rodolfo Vaz, diretor desportivo do UD Leiria, foram suspensos por um mês das suas funções na sequência dos incidentes registados no final do encontro do passado domingo no Dragão. Em causa o desrespeito através de expressões ou gestos injuriosos, difamatórios ou grosseiros para com membros dos órgãos da Liga e da Federação. No mapa de castigos do Conselho de Disciplina da Federação aparece ainda Rui Cerqueira, responsável pela comunicação do FC Porto igualmente suspenso por um mês pelas mesmas razões. Aos três foi ainda aplicada uma multa de 1.500 euros.

Fevereiro, 16
O departamento de media da FIFA confirmou ao Jornal de Negócios que «vai analisar todas as transferências relacionadas com o agente de jogadores de futebol Juan Figer», depois de terem sido«informados de potenciais irregularidades». Nesse contexto a FIFA vai analisar as «transferências de jogadores brasileiros, como Hulk e Walter, para clubes europeus através de uma equipa uruguaia pela qual muitos não jogaram, depois de ter sido avançada uma investigação da agência Bloomberg».

Segundo a imprensa inglesa dá conta, Mario Balotelli queixou-se a um dos responsáveis do Manchester City presentes no Dragão de que terá ouvido insultos racistas durante o encontro com o FC Porto, na primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa.

Fevereiro, 17
O Manchester City, adversário do FC Porto nos 16 avos de final da Liga Europa, apresentar uma queixa formal à UEFA por cânticos racistas dos adeptos portistas aos jogadores Balotelli e Yaya Toure. | Ver vídeo

Fevereiro, 21
A UEFA abre um inquérito disciplinar contra o FC Porto por conduta imprópria dos adeptos durante o jogo da UEFA Europa League frente ao Manchester City.

Fevereiro, 24
Entrevista de Marinho Neves no blog 'Cabelo do Aimar'. | Ler entrevista

Fevereiro, 25
O Benfica desloca-se a Coimbra com a obrigação de vencer fruto da proximidade do FCPorto e de haver clássico na próxima jornada. O trio de arbitragem liderado por Hugo Miguel da AFLisboa não sanciona duas grandes penalidades e anula mal um lance por suposto fora-de-jogo. | Ler mais

Fevereiro, 26
O FCPorto recebe o Feirense com a possibilidade de alcançar o Benfica no topo da classificação, fruto do empate dos rivais na véspera. A arbitragem de João Ferreira, Luís Ramos e Pais António merece reprovação de Rodrigo Nunes, presidente do Feirense; «Espero que estes senhores também tenham o castigo merecido, pois o Feirense merece outra consideração destes intervenientes no jogo». Já o capitão Luciano assegura que não fez penálti, lamentando que o lance «acabou por ser decisivo para o decorrer da partida (...) Se já é difícil jogar com 11 no Estádio do Dragão, com 10 fica tudo ainda mais complicado», realça o defesa-central.

Março, 2
O Clássico Benfica-FCPorto que termina com a vitória dos portistas por 3-2, fica marcada por mais uma arbitragem de Pedro Proença em prejuízo dos encarnados, permitindo ao FCPorto isolar-se na liderança do Benfica com mais 3 pontos, 4 atendendo ao critério de desempate. | Ver vídeo

Março, 3
Pinto da Costa, Joaquim Oliveira, Miguel Relvas, Fernando Seara e a mulher, Judite de Sousa, jantam juntos.

Março, 12
A Comissão Executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) decidiu suspender, “com efeitos imediatos”, o delegado Manuel Armindo por violação dos deveres da atividade que exerce no futebol, com origem no seu perfil na rede social Facebook. Em nota enviada à Agência Lusa, a LPFP anuncia ainda que irá "comunicar os factos" ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol. A suspensão e a comunicação para efeitos de averiguação disciplinar tiveram origem em publicações pessoais de Manuel Armindo na sua página pessoal, que são, segundo a Liga, “declarações que violam, de forma grosseira, os deveres dos delegados” aos jogos das competições profissionais. A mesma nota refere que a Liga foi informada dos comentários do seu delegado na noite de domingo. | Ver imagem

Março, 14
Arbitragem deplorável no dérbi Benfica-Sporting em Andebol, protagonizada por Eurico Nicolau e Ivan Caçador. O Benfica precisa de vencer para continuar na senda do título mas a dupla internacional acaba por ser decisiva no empate a 22 bolas.

Março, 17
Cristian Rodriguez desentende-se com João Moutinho num dos treinos do fim de semana, sendo que os dois chegaram mesmos a vias de facto.

Março, 23
João Capela é o árbitro nomeado para o importante Olhanense-Benfica que antecede as decisivas jornadas seguintes (Benfica-SCBraga/ Sporting-Benfica/ SCBRaga-FCPorto) na luta pelo título. Os árbitro da partida expulsaria Aimar e os benfiquistas reclamariam ainda de uma grande penalidade por assinalar. O Benfica acabaria por empatar a zero, ser ultrapassado pelo SCBRaga na classificação, e só não viria a ficar irremediavalmente fora da luta pelo título fruto do empate do FCPorto em Paços de Ferreira. Fruto do relatório do árbitro, o argentino do Benfica Aimar viria a ficar suspenso dois jogos pelo CD da FPF de Herculano Lima, numa época em que houve 23 futebolistas dos campeonatos profissionais castigados por jogo violento ao abrigo do artigo 124.1 do regulamento disciplinar da Liga mas apenas dois foram suspensos por dois jogos - Um foi Lourenço (Santa Clara), que era reincidente, o outro foi pois Pablo Aimar pela expulsão em Olhão. Todos os outros ficaram castigados por um jogo.

Março, 24
O ABC perde este fim-de-semana o clássico do campeonato nacional de Andebol ante o FCPorto por 26-27, e considera ter sido prejudicado pela arbitragem composta por Flávio Carvalho e João Malhado. No portal do clube , pode ler-se no título "Roubo de igreja na Catedral...", que sugere críticas à arbitragem. Entre várias críticas, a mais destacada é um dos últimos lances do jogo, em que o árbitro cortou uma jogada de ataque do ABC por considerar jogo passivo. Os bracarenses referem no seu portal que esta foi "uma equipa de arbitragem que, ao longo do jogo, interferiu no resultado, mas foi neste lance final que concluíram uma exibição de escândalo". "Como podia, a 10 segundos do final de jogo, o ABC pretender jogo passivo? Estávamos a perder por um… E o único objetivo da nossa equipa foi procurar o golo! Não o foi para a equipa de arbitragem que assim que o ABC lançou a bola, numa falta, anularam imediatamente o lance". O ABC passa assim a ocupar o sexto lugar da Fase Final do Grupo A do Campeonato Nacional de Andebol, com 30 pontos e, agora, mais distante do Porto, líder com 39 pontos.

Março, 25
O Beira-Mar acusa elementos da estrutura do Nacional da Madeira de terem contactado jogadores do plantel aveirense nos dias que antecederam a realização da partida.

Março, 31
Sérgio Conceição – treinador do Olhanense – lamenta a actuação da sua equipa e da equipa de arbitragem chefiada por Manuel Mota, na derrota da sua equipa no Dragão; «É sempre difícil jogar contra o FC Porto. Fico com a sensação que podíamos todos ter feito mais. Nós, Olhanense, e também a equipa de arbitragem.»

Abril, 2
Segundo o SOL notícia, o conselho de disciplina dos funcionários judiciais abriu um inquérito, a pedido do Conselho Superior da Magistratura, para investigar o que se passou na secretaria do Tribunal da Relação do Porto que fez com que o processo principal do Apito Dourado – em que é arguido Valentim Loureiro, entre outros – ficasse um ano parado, de forma «anómala». A consequência é que os crimes de corrupção desportiva estão a prescrever e os 11 arguidos condenados ficarão impunes. | Ler mais

Abril, 3
A UEFA multa o FC Porto em 20 mil euros devido a comportamento racista dos seus adeptos no jogo frente ao Manchester City no estádio do Dragão. A decisão pertence ao Comité de Controlo e Disciplina da UEFA, depois do Manchester City ter apresentado queixa em relação a cãnticos racistas dirigidos aos jogadores Mario Balotelli e Yaya Touré. O FC Porto justificara a situação por Rui Cerqueira aludindo que os adeptos estavam a entoar cânticos de incentivo a Hulk.

João Gobern foi dispensado da RTP Informação. O jornalista e comentador do programa 'Zona Mista' celebrara o golo da vitória do Benfica sobre o Sporting de Braga e fora apanhado por uma câmara do programa da RTP Informação. De acordo com comunicado enviado pela RTP, o comportamento de João Gobern foi «considerado inadequado pelo Diretor de Informação da RTP»«Hoje mesmo, Nuno Santos comunicou a João Gobern a decisão da RTP de pôr fim à colaboração»«O jornalista colocou o seu lugar à disposição, facto que a RTP entende sublinhar enquanto prova de caráter e boa fé», lê-se ainda na nota enviada às redações.

Abril, 5
A poucos dias do dérbi em Alvalade, as Casas do Benfica de Quarteira, Faro e São Brás de Alportel são alvo de atos de vandalismo na madrugada, em Quarteira, a fachada foi pintada de verde e em São Brás de Alportel foram cortadas as bandeiras do clube. | 1 | 2 | 3 | 4

Abril, 7
Abuso de força policial no AXA no SCBraga-FCPorto. | Ver vídeo

Abril, 9
O Benfica joga em Alvalade e apenas a vitória interessa nas contas pelo título, dado que o FCPorto venceu o SCBraga na véspera. O jogo fica marcado por uma arbitragem tendenciosa de Artur Soares Dias que afasta irremediavelmente os encarnados da luta, dado que o FCPorto passa a somar 4(5) pontos de diferença a poucas jornadas do fim. Entre os erros de Artur Soares Dias, soma-se um penálti claro por assinalar a favor do Benfica decorridos que eram 40 segundos de jogo e que castigaria uma falta de Polga sobre Gaitán, mas também a dualidade de critérios durante toda a partida foi evidente, Schaars e João Pereira poderiam ter sido expulsos, e o penálti de Luisão sobre Wolfswinkel foram algumas das reclamações dos benfiquistas.

Abril, 10

«PJ investiga corrupção num jogo do Sporting. Taça de Portugal. Depósito de dois mil euros na conta do árbitro assistente José Cardinal a poucos dias do Sporting-Marítimo está na origem da investigação da Unidade Nacional contra a Corrupção.» De acordo com o Diário de Notícias, terá sido o Sporting, que ao tomar conhecimento desta situação, comunicou ao presidente da Federação Portuguesa de futebol, Fernando Gomes o sucedido, que, por sua vez, passou remeteu o assunto para a Polícia Judiciaria, conduzindo a que o árbitro fosse retirado desse jogo. | Ver capa do DN

Abril, 11
A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) instaura processo de inquérito aos incidentes ocorridos durante o jogo Sporting de Braga-FC Porto, realizado no passado dia 7 de abril no Estádio AXA-Municipal de Braga.

Abril, 12
Caso José Cardinal - «Polícia judiciária suspeita de armadilha ao árbitro». A SIC Notícias revela que a Polícia Judiciária está a fazer buscas à casa e empresa do vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, por suspeitas de armadilha ao árbitro José Cardinal. A unidade nacional de corrupção também terá feito buscas na sede do Sporting. Esta iniciativa surgiu após ter sido revelado que foi depositado dois mil euros na conta do árbitro José Cardinal antes da partida entre o Sporting e o Marítimo, para a Taça de Portugal.

Caso José Cardinal: «Paulo Pereira Cristóvão constituído arguido». O vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, foi constituído arguido no caso em torno do árbitro José Cardinal. A unidade nacional de corrupção esteve a investigar a casa, empresa e a sede do Sporting, tendo depois decidido constituir Paulo Pereira Cristóvão como arguido ao caso.

Paulo Pereira Cristóvão suspende o mandato de vice-presidente do Sporting em nome «dos superiores interesses do clube». A decisão, realça em comunicado reproduzido pela Antena 1«não encerra qualquer assunção de culpa». Comunicado integral: «Face ao ocorrido entendi que, estando a minha honestidade pessoal e enquanto dirigente em causa, deveria apresentar ao presidente do Conselho Diretivo, com efeitos imediatos, o meu pedido de suspensão do mandato como vice-presidente do Conselho Diretivo do Sporting Clube de Portugal. Tal decisão não encerra qualquer assunção de culpa, antes pelo contrário, e deve-se única e exclusivamente àquilo que entendo serem os superiores interesses do Sporting Clube de Portugal. No dia de hoje, foram efetuadas buscas à minha residência, à minha empresa e às instalações do Estádio José Alvalade, e no decurso das quais fui constituído arguido num processo de denúncia caluniosa. Sobre este assunto, nesta fase, nada mais entendo que deva declarar.»

Em comunicado no site, o Sporting informa que o vice-presidente Paulo Pereira Cristóvão solicitou ao presidente do Conselho Directivo a suspensão do seu mandato, «a qual foi aceite com efeitos imediatos».

Abril, 13
'Caso José Cardinal' - Capa Jornal A Bola | Capa Jornal Record

'Caso José Cardinal' - Segundo a edição do Correio da Manhã, Paulo Pereira Cristóvão teria rede de espionagem a árbitros. | Ler mais

Abril, 15Paulo Pereira Cristovão arrepende-se ou é aconselhado pelo seu advogado Rogério Alves e pretende reassumir funções.

Abril, 16
‘Caso Cardinal’ - O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) abre um processo de, segundo assegurou à agência Lusa uma fonte ligada ao processo.

Abril, 17

Depois de uma reunião de dez horas do Conselho Directivo Leonino com vista a avaliar a readmissão de Paulo Pereira Cristovão, o vice-presidente reassume o cargo de VP do Sporting.

Abril, 18
‘Caso Cardinal’ - O presidente do Marítimo Carlos Pereira diz se «Se houvesse justiça desportiva, o Sporting já não estaria na Taça de Portugal. Não sei se é 'caso Cardinal' ou 'caso Paulo Pereira Cristóvão', mas a direção do Marítimo já deu instruções ao seu departamento jurídico para atuar quando for permitido (...) Era da mais elementar justiça que o Conselho de Disciplina da Federação tivesse aberto um inquérito para apurar responsabilidades e saber quem colocou à disposição o número da conta do árbitro para fazer o depósito. A seu tempo, o Marítimo agirá em conformidade. (...) Lamentável que estes avanços e recuos [readmissão de PPC] aconteçam numa instituição credível e que se façam estes cenários.»

‘Caso Cardinal’ - O presidente do Nacional da Madeira Rui Alves diz que o Sporting  «não tem legitimidade» para disputar a final da Taça de Portugal com a Académica, a 20 de maio, no Jamor. Em entrevista à Rádio Renascença, o presidente do Nacional afirma pretender avançar ainda esta semana com uma «participação disciplinar para o Conselho de Disciplina da FPF» contra o Sporting, por envolvimento na alegada tentativa de suborno ao árbitro assistente José Cardinal. «(...) Caso não exista uma decisão em tempo útil, vamos ponderar avançar com uma providência cautelar para impedir a realização da final da Taça», revela Rui Alves, que confessou ainda que o árbitro que dirigiu a meia-final da prova entre o Nacional e o clube de Alvalade (os leões venceram por 3-1) - Pedro Proença, viajou para a Madeira ao lado do dirigente leonino Paulo Pereira Cristovão.

Abril, 19
‘Caso Cardinal’ - Segundo o DN notícia, uma funcionária do Sporting confessou à Polícia Judiciária (PJ) que a compra dos bilhetes para a viagem de Rui Martins (funcionário da empresa privada de Paulo Pereira Cristóvão) à Madeira para, supostamente, depositar dois mil euros na compra do árbitro assistente José Cardinal (declarou ter doado o dinheiro a uma instituição de solidariedade) foi feita nas instalações do clube leonino.

Abril, 23
‘Caso Túnel da Luz’ - Decisão sobre o processo adiada para 2 de Maio. A juíza Cláudia Pina, encarregue do processo, adiou para 2 de Maio uma decisão sobre levar os jogadores a julgamento. A leitura da decisão instrutória estava marcada para esta terça-feira, mas fica agora adiada para 2 de maio, a partir das 14 horas, no 5.º Juízo do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa (TIC), no Campus da Justiça, em Lisboa. Hulk, Helton, Sapunaru, Christian Rodriguez e Fucile, os visados no processo, são acusados de agressões a dois stewards.

Abril, 24
O Benfica recebe o Candelária em partida a contar para os 16 avos da Taça de Portugal de Hóquei em Patins. Os árbitros Rui Torres (Minho) e Rego Lamela (Minho) têm uma actuação para esquecer, na qual se contabilizaram cartões azuis para Carlos Lopez e Diogo Rafael e consequentes livres directos no mínimo discutíveis, valendo ao Benfica numa noite em que foi sempre superior ao seu adversário, o desacerto do Candelária nas bolas paradas.

Abril, 28
O FCPorto desloca-se à Madeira para defrontar o Marítimo, sendo que em caso de vitória fica com o título à vista. Depois da vitória portista, Pedro Martins – treinador dos insultares - atira-se às «artimanhas» de Paulo Baptista, tecendo duras críticas à atuação do árbitro e acusando-o de prejudicar o Marítimo «com uma dualidade de critérios gritante». «Não costumo falar sobre as arbitragens, mas tenho que me insurgir contra este tipo de atuações. Houve uma dualidade de critérios gritante. Há erros normais e que eu compreendo, mas dualidade foi constante e penalizadora para a nossa equipa (...) Quando os jogos são equilibrados, este tipo de artimanhas tornam o adversário mais forte». Já Briguel, defesa do Marítimo, considera que a arbitragem de Paulo Baptista impediu a reação dos insulareso; «O FC Porto entrou forte nos primeiros minutos mas conseguimos responder e equilibrámos o jogo. Mas há situações que não conseguimos controlar - fomos prejudicados e houve dualidade de critérios. Marcaram tudo contra nós, enquanto na outra área isso não acontecia e ainda recebíamos cartão amarelo», disse Briguel no final da partida.

O vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, é agora associado a cinco crimes, segundo o diário Correio da Manhã, os indícios recolhidos pela Polícia Judiciária e pelo Ministério Púbico apontam para a prática de cinco crimes no Caso Cardinal. Paulo Pereira Cristóvão pode vir a ser acusado da prática de crimes de peculato, participação económica em negócio, abuso de confiança e fraude fiscal, para lá da denúncia caluniosa qualificada.

Abril, 29
Declarações surpreendentes do presidente demissionário da SAD leiriense, João Bartolomeu, enquadradas no cenário de crise da UDLeiria que retrata 5 meses de salários em atraso, consequente rescisão colectiva do plantel por justa causa, e uma hipotética falta de comparência na partida ante o Feirense e automática despromoção do clube; «O União de Leiria está a ser usado numa guerra entre a Federação e a Liga». Por duas razões: «Por um lado, a Federação quer acabar com a Liga para ter o domínio do futebol profissional; por outro, há gente que não aceitou bem que tivesse ganho para a Liga um candidato que não António Laranjo (...)» Este desabafo de João Bartolomeu surge na sequência das declarações da véspera, onde insinuava que haveria mão externa a influenciar o desfecho das rescisões, processo que classificou como «caso de polícia».

Mais uma exibição desastrada de Cosme Machado, desta feita no Beira-Mar-P. Ferreira, com 4 expulsões e um largo rol de cartões amarelos para ambos os lados, algo que mereceu o repúdio de ambos os técnicos.

Má arbitragem de Olegário Benquerença no Rio Ave-Benfica, partida que terminaria com 2-2 e permitia assim ao FCPorto sagrar-se campeão nacional pela 26ª vez. O árbitro leiriense e os seus assistentes assinalariam mal um fora-de-jogo a Oscar Cardozo que o deixaria isolado, e não sancionariam pelo menos duas grandes penalidades cometida sobre Saviola e Cardozo, ambos carregados pelas costas por adversários. | Ver vídeo

Rui Santos apelida de «farsa» a Liga Zon Sagres 2011/12. | Ouvir declarações | II

Maio, 1
2.º jogo de playoff do voleibol. Fruto da vantagem conquistada no jogo da Luz, em caso de vitória o Benfica sagra-se campeão. Algumas decisões polémicas de Vaz de Castro e Marcelino Tavares. O treinador encarnado debruçar-se-ia sobre a derrota (3-1) da sua equipa e também sobre a exibição da equipa de arbitragem; «Houve um apagão, mas viu-se depois o Benfica a voltar ao jogo e não entendi as faltas. Numa bola importante, a 23 pontos, foi marcada falta na rede e há um ponto nulo atribuído ao Benfica (...)». O 3.º “set” fica manchado por esse erro grosseiro da equipa de arbitragem. No momento em que o jogo estava 23-22, o Benfica ganha o ponto, empata a partida a 23 pontos. Um jogador do Sp. Espinho lesiona-se sozinho e depois do ponto atribuído, a equipa de arbitragem resolve voltar atrás na decisão e considera ponto nulo. | Ver vídeo

Análise ao estado do Futebol português no programa 'Em linha' na BTV. | Ver vídeo

Maio, 2
A culminar mais uma época aquém das expectativas da secção de Andebol do Benfica, também marcada por derrotas por diferença mínima em que não raras vezes influíram más decisões das equipas de arbitragem além dos erros próprios, o Benfica acaba por perder o dérbi que poderia decidir o 2.º lugar por 33-32, com mais algumas discussões polémicas da dupla de arbitragem composta por Mário Coutinho e Ramiro Silva. | Ver vídeo

Maio, 3
O Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol anula o castigo ao diretor-geral da SAD do FC Porto, Antero Henrique, na sequência de incidentes protagonizados no jogo com o UD Leiria, disputado a 12 de Fevereiro. Antero Henrique tinha sido suspenso pelo Conselho de Disciplina por um mês, assim como o diretor desportivo do UD Leiria, Rodolfo Vaz, mas o dirigente do FC Porto vê agora o Conselho de Justiça atender positivamente ao seu recurso.

Maio, 5
Os juniores do Benfica deslocam-se a Braga com a obrigação de vencer na penúltima jornada do campeonato, dado que a vantagem sobre o Sporting é de apenas 1 ponto. Os responsáveis do Benfica acabam por apontar erros ao trabalho do árbitro José Rodrigues, do Porto, por uma alegada grande penalidade e por condicionar os jogadores «encarnados». Num campo pequeno - dado que o SCBraga opta desta feita por jogar na Ponte, o ambiente fora do terreno do jogo é insustentável, as ofensas aos profissionais encarnados e adeptos uma constante, Varela é ainda alvo de insultis racistas. Lá dentro os jogadores da equipa da casa provocam e agridem os jogadores encarnados, com a cumplicidade do árbitro, mas acabam por não responder às provocações. Na 1ª parte um penalty é transformado em amarelo para Cafú e um golo é anulado a Diego por pretenso fora de jogo. Na 2ª parte e com o resultado ainda assim em 2-0 para o Benfica, acaba mesmo por valer tudo... Faltas grosseiras sobre jogadores do Benfica que o árbitro finge não ver. Já a 15 minutos do final, os ânimos incendeiam-se entre os bancos, e os jogadores acabam por claudicar no rectângulo de jogo, acabando por perder o jogo por 3-2, fruto de lances de bola parada, sendo que o 2-2 é sancionado pelo fiscal-de-linha sem que a bola tenha entrado. Com o resultado ainda em 2-2, o central encarnado acaba por ser expulso por uma simulação do adversário. | Ver vídeo

No Hóquei em Patins, o FCPorto vence a Juventude de Viana em casa destes por 6-7. Ao intervalo o resultado era de 6-1 para os anfitriões, contudo uma arbitragem tendenciosa acaba por facilitar a recuperação dos visitantes, vítimas de uma aberrante dualidade de critérios da equipa de arbitragem composta por Florindo Cardoso, João Rodrigues e António Teixeira.

Maio, 12
Com o FCPorto já campeão nacional de andebol, o clássico na Luz tem como pano de fundo o 2.º lugar, lugar que permite ao Benfica assegurar um lugar na Liga Europa. Só a vitória interessa ao Benfica mas os encarnados acabam por perder o jogo por 27/28 com a dupla de arbitragem composta por Duarte Santos e Ricardo Fonseca a terem uma decisão incompreensível e decisiva fora de horas, ao não sancionarem um golo aos encarnados convertendo-o em livre de 7 metros - que Tavares desperdiça, quando minutos antes havia seguido critério oposto com os visitantes.

Maio, 13
A contar para a Liga de Basquetebol, o FCPorto de véspera ganhara o 1.º jogo da final do Playoffante o Benfica e colocara o resultado em 1-0. No segundo jogo disputado no Dragão Caixa, o Benfica de Carlos Lisboa encontra-se a vencer por 71-79 a 1:24 do final da partida, contudo uma decisão incompreensível da arbitragem que assinala uma falta a Betinho e ainda dá posse de bola ao FCPorto, acaba por intranquilizar a equipa e permitir a recuperação portista, com vários triplos a caírem no último minuto e o jogo a chegar empatado a poucos segundos do fim 80-80. O Benfica viria ainda assim a vencer com um cesto de Diogo Carreira nos últimos segundos, empatando a final a 1-1. (Árbitro Principal: Luís Filipe Tibúcio Monteiro da Silva Lopes; Árbitro Auxiliar 1: Carlos Miguel Lourenço da Silva Andrade Santos; Árbitro Auxiliar 2: Pedro Miguel Ramos Rodrigues).

Maio, 16
Em partida a contar para o campeonato de Hóquei em Patins que os encarnados lideram, o Benfica desloca-se ao ringue do Paço de Arcos e é vítima de uma arbitragem deplorável de Joaquim Carpelho e Jorge Carmona. Depois de sair para o intervalo a vencer por 0-3, o Benfica vê o Paço de Arcos aumentar a sua produção na 2.ª parte e também os árbitros assinalarem 8 faltas ao Benfica contra 0 dos anfitriões, algo que viria a reflecti uma igualdade a 3 e depois a 4. O Benfica de Luis Senica venceria a partida mas no final contabilizam-se 13 faltas para o Benfica contra 4 do Paço de Arcos (0-8 na 2.ª parte), e ainda um LD que o árbitro não deixaria o atleta do Benfica marcar, por suposta perda de tempo na marcação.

Maio, 20
Final do campeonato de basquetebol, 4º Jogo, em caso de vitória o Benfica sagra-se campeão nacional. Os encarnados acabam por perder a partida por 65-74 e a decisão fica assim adiada para o Dragão Caixa. Além da exibição menos conseguida dos benfiquistas, a arbitragem favorece mais uma vez os portistas. No 2.º período por exemplo, pontos portistas acabam por ser validados apesar de passos e violações dos tempos de ataque, as faltas atacantes nos ressaltos ofensivos do Benfica foram frequentes, as anti-desportivas apenas visaram atletas encarnados, e ficaram ainda por sancionar bloqueios em andamento aos portistas. (Árbitro Principal: Fernando Jorge dos Santos Sá Rocha; Árbitro Auxiliar 1: Sérgio Ricardo Correia da Silva; Árbitro Auxiliar 2: Fernando Henriques Rezende)

Maio, 23
Negra no Dragão Caixa, final do campeonato de basquetebol. Algumas decisões incompreensíveis da equipa de arbitragem (Árbitro Principal: Fernando Jorge dos Santos Sá Rocha; Árbitro Auxiliar 1: Luís Filipe Tibúcio Monteiro da Silva Lopes; Árbitro Auxiliar 2: Sérgio Ricardo Correia da Silva) como um desarme limpo de Betinho a Zé Costa que o árbitro entendeu que não, não invalidam ainda assim que o Benfica se sagre campeão nacional.

Depois de se sagrar campeão nacional de basquetebol no Dragão Caixa, a equipa tem de recolher aos balneários e é aí que recebe a taça, já depois de alguns atletas serem agredidos. A polícia de choque foi inclusive chamada a intervir no pavilhão. | Ver imagem | Ver vídeo

Junho, 2
2.º jogo das meias-finais do playoff de Futsal. Em virtude da derrota uma semana antes, o Benfica está obrigado a ganhar esta partida, e forçar o 3.º jogo. Mas o jogo não começa da melhor forma, com os Leões de Porto Salvo a chegarem ao 2-0 e a equipa de arbitragem - da qual fez parte Pedro Peixoto - a fazer das suas. Num ápice o Benfica chegou às 5 faltas, Ricardinho acaba expulso por algum excesso de zelo, Nelito é também expulso alegadamente por palavras, e assiste-se ainda a uma gritante dualidade de critérios. O Benfica consegue no entanto vencer a partida por 5-2, e no final da partida Joel e Paulo Fernandes falariam sobre a arbitragem, sendo que o técnico encarnado pressupôs inclusive premeditação; «Tudo aquilo que possam querer fazer (...) Hoje o Benfica foi enorme.» | Ver vídeo 1 | Vídeo 2

Junho, 9
1.º jogo da final de Futsal, o Benfica vence o Sporting por 5-1 mas o árbitro da partida Nuno Bogalho prejudica e muito os encarnados, quer adoptando uma dualidade de critérios incompreensível que originou a que o Benfica viesse a ter muitas mais faltas assinaladas do que o Sporting, quer não marcando uma grande penalidade nítida a favor do Benfica, algo que o árbitro de Coimbra interpretou como sendo fora da área. Neste jogo o Benfica não pôde ainda contar com Ricardinho, suspenso por dois jogos fruto da expulsão ante os Leões de Porto Salvo.

Junho,14
‘Caso Cardinal’ - Paulo Pereira Cristóvão é indiciado por cinco crimes após ter sido ouvido no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa; Denúncia caluniosa, devassa da vida privada através de informática, burla qualificada, peculato e branqueamento de capitais. O juiz encarregue do processo impôs ainda medidas ao antigo vice-presidente leonino: proibição de exercer qualquer cargo no Sporting, proibição de entrada em qualquer instalação do clube e ainda proibição de contactar qualquer elemento do clube.

Junho, 15
O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decide punir com apenas um jogo de suspensão o jogador do Sporting Alex Martins em virtude da entrada sobre César Paulo quando este seguia isolado. Em circunstâncias semelhantes - que nem sequer envolveu jogo perigoso - Ricardinho havia sido punido com dois. O Benfica reage em comunicado.

Junho, 23
O Benfica sagra-se campeão nacional de Futsal, batendo o Sporting no Pavilhão Império Bonança por 5-4, num encontro emocionante com incerteza até ao apito final. O Sporting acaba por contestar a arbitragem, em particular o lance do 5-3 em que a bola embate na mão de Joel antes do remate decisivo do atleta encarnado, isto embora até tenham ficado sucessivas faltas por assinalar contra o Sporting e inclusive uma grande penalidade clara sobre Joel no início da 2.ª parte, quando o Benfica já estava na frente (2-1). Ricardo Tomás, vogal do Conselho Diretivo do Sporting responsável pelas modalidades, acaba por proferir declarações polémicas ao site do Sporting e não reconhecer o mérito do rival; «Se jogar contra uma equipa já não é fácil, contra duas, na nova modalidade, com dois guarda-redes, mais difícil se torna. Os meus parabéns à Federação Portuguesa de Futebol pelo seu primeiro título de futsal(...) Temos muito que refletir sobre o que se passou nesta fase final. Não é normal assistir ao que assistimos, ver em campo quem na semana passada agrediu companheiros de profissão e adeptos... Tudo com o silêncio cúmplice da FPF».

Agosto, 2
Apenas o Benfica respondeu ao pedido da Inspeção Geral das Finanças, em matéria de revisão das Fundações. A Fundação Porto Gaia, presidida por Pinto da Costa não forneceu a informação solicitada e o mesmo aconteceu com a Fundação do Sporting e de Luís Figo, que diz ter motivos para isso. | Ler mais

Artigo sobre a Fundação Porto Gaia publicada no Jornal de Negócios. | Ler mais | Ficha de Avaliação

Agosto, 14
O ministro Miguel Relvas participa num jantar no Golfinho, na praia da Falésia, com Joaquim Oliveira, Pinto da Costa e António Salvador.

Agosto, 22
O Portimonense-FCPorto B acaba envolto em polémica. Com 1-0 no marcador à entrada para os 90', Rui Costa dá 7 minutos de compensação e acaba ainda por validar um golo inexistente ao FCPorto, depois de um remate de Vítor que Márcio Ramos defende em cima da linha. Os algarvios reclamariam ainda uma grande penalidade por assinalar a seu favor, e no final da partida o treinador Lázaro Oliveira bem como o preparador físico José Augusto acabariam expulsos.

Agosto, 23
Romário volta a tecer duras críticas ao seleccionador Mano Menezes por este ter convocado Hulk para os Jogos Olímpicos de Londres. A antiga estrela brasileira acusa o timoneiro do Brasil de chamar o avançado do FC Porto Hulk por conveniência, em detrimento dos interesses da seleção; «Treinador da seleção tem que convocar os melhores jogadores e você tem os seus próprios interesses na seleção. E no mundo do futebol todos sabem disso, que o seu interesse pessoal está acima de qualquer resultado positivo da seleção. Você convocou mal, por interesses dúbios, levando Hulk em cima da hora e deixando David Luiz. Escalou mal os 18 jogadores que tinha na mão. Lucas é disparado o melhor da seleção, depois do Neymar. Você é imbecil, idiota e não tem capacidade de dirigir a seleção», escreveu o antigo internacional brasileiro, nas redes sociais.

Setembro, 1
Olhanense e FCPorto concordam em disputar o jogo no Estádio de Algarve em detrimento do Estádio José Arcanjo com capacidade para 11.622 espectadores. Marcaram presença 9.498 espectadores.

Alguns adeptos do FCPorto aproximaram-se no fim do jogo da mascote do Olhanense, a cegonha Moss, e furtaram a cabeça do animal bem como a carteira e telemóveis do homem que dava corpo ao símbolo algarvio. A polícia foi obrigada a intervir, acabando por parar os autocarros que transportavam os dragões à entrada para a Via do Infante e recuperaram a cabeça da Moss.

Setembro, 2
Arbitragem tendenciosa de Daniel Martins e Roberto Martins na final da Supertaça de Andebol entre Benfica e Sporting. Os encarnados acabam por vencer por 29-26 mas são obrigados a fazer frente a uma dualidade de critérios incompreensível, designadamente em termos de exclusões; 10 minutos do lado do Benfica contra apenas 2 do lado do Sporting.

Setembro, 4
A transferência de Hulk para o Zenit fica envolta em polémica. O FCPorto comunica à CMVM 40 milhões de encaixe em virtude da alienação de 85% dos direitos do atleta, enquanto que os responsáveis do Zenit defendem que valores totais da transferência não ultrapassaram 40 milhões.

Setembro, 10
José Veiga é condenado a quatro anos e meio de prisão, com pena suspensa, pela prática dos crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal no processo de contratação de João Vieira Pinto pelo Sporting, no Verão de 2000. O coletivo de juízes da 6.ª vara do Tribunal Criminal de Lisboa condenou ainda, por fraude fiscal, João Vieira Pinto (ano e meio, com pena suspensa); Luís Duque e Rui Meireles, enquanto dirigentes da SAD do Sporting (2 anos com pena suspensa). Em termos pecuniários, cada um dos réus terá de pagar uma multa de 169622 euros. Por último, João Vieira Pinto terá de pagar ao Fisco os 508 mil euros que o Tribunal considerou não terem sido entregues na altura. José Veiga, João Pinto, Luís Duque e Rui Meireles anunciaram recurso.

Setembro, 11
O CM noticia que Joaquim Oliveira viajou com o ministro Miguel Relvas, que se deslocou ao Brasil para uma visita oficial.

Setembro, 14
Segundo o CM, Antero Henrique esteve em Lisboa e reuniu-se secretamente com o presidente do Conselho de Arbitragem (CA) da FPF, Vítor Pereira, o ‘vice’ Antonino Silva e o vogal Lucílio Baptista. Em discussão teve o veto a Bruno Paixão e Duarte Gomes. | Ler mais | Ver vídeo

Setembro, 16
Arbitragem deplorável de João Capela no Arouca 1 - Sporting B 2. Depois de perdoar algumas grandes penalidades aos leões no decurso da 1.ª parte, por mãos na bola dos jogadores do Sporting dentro da grande área, já na 2.ª parte o juiz de Lisboa acabou por assinalar duas grandes penalidades inexistentes a favor dos visitantes; na 1.ª a carga sucede fora da área; na 2.ª o jogador sportinguista mergulha sem que tenha havido qualquer intensidade no contacto do adversário. O dirigente do Arouca acabaria expulso e o jogo acabaria em polvorosa, com o presidente do clube visivelmente irritado e ainda alguns espectadores que invadiram o relvado. Já na ressaca da partida e mais a frio, o Arouca admite exposição para abandonar futebol profissional.

Setembro, 18
O Arouca reitera neste dia, através de comunicado, a ameaça de «abandonar as competições profissionais» se o árbitro João Capela não for responsabilizado por «desvirtuar a verdade desportiva» do encontro do passado domingo com o Sporting B, da sexta jornada da 2.ª Liga. A Direção do clube que tem audiência marcada com o presidente da Liga Mário Figueiredo, da qual espera sair com a garantia de que o juiz da Associação de Futebol de Lisboa será responsabilizado pelos «prejuízos»causados, que, no entendimento dos dirigentes do Arouca, «poderão ser irreparáveis». O Arouca denuncia ainda o «tratamento de grande intimidade» entre Manuel Fernandes e João Capela, reproduzindo as palavras alegadamente ditas pelo dirigente do Sporting ao árbitro da partida. «Ó João, não te deixes ir em fitas por esta gentinha que está nos lugares cimeiros à custa de penalties, eles não prestam para nada, são uns serranitos», terá afirmado o delegado ao jogo da equipa B dos leões. | Ler comunicado

Setembro, 20
O Correio da Manhã noticia que FC Porto, Juventus e Roma pagaram em conjunto 11,1 milhões ao Deportivo Maldonado para contratar jogadores que nunca alinharam na equipa do Uruguai. Com base na notícia de véspera da agência financeira norte-americana Bloomberg, o objectivo foi fugir aos impostos, já que no Uruguai, as taxas das transferências podem ser de apenas 5%, em comparação com 20% de outros países sul-americanos. Uma situação considerada irregular pelas autoridades argentinas e que já foi criticada pelo ministro do Desporto brasileiro, Aldo Rebelo, que solicitou a intervenção da FIFA. | Ler mais

Setembro, 23
Arbitragem deplorável de Carlos Xistra - assistido por Luís Marcelino e Jorge Cruz - no Académica 2 - Benfica 2, resultado que permite o FCPorto aceder à liderança. Logo no 1.º minuto Cardozo é agarrado sem que nada seja assinalado, ainda antes do golo da Académica um fora-de-jogo de um metro fica por assinalar e do lance resulta imenso perigo para a baliza encarnada, e por fim o tento inaugural surge fruto de uma grande penalidade inexistente, em que Maxi comete falta fora da grande área. Já na 2.ª parte e depois de um atraso intencional por assinalar, o 2-1 para os conimbricenses surge novamente na sequência de outro penálti mal assinalado, em que Garay toca na bola e vê o adversário forçar o contacto. O jogo não acabaria sem mais uma possível carga sobre Nolito na grande área, passível de grande penalidade. Jorge Jesus e Garay classificariam o jogo como uma«vergonha». | Ver capa jornal Record | Ver capa jornal A Bola

Setembro, 26
Em jogo a contar para a 3.ª jornada do campeonato nacional de Andebol, o Benfica recebe o FCPorto e vence por 28-27. Numa excelente partida em que o equilíbrio foi a nota dominante, a dupla de arbitragem composta por Mário Coutinho e Ramiro Silva quis no entanto dar o seu cunho perto do final, sancionando inexplicavelmente um livre de 7 metros inexistente, isto depois de já ter mostrado um cartão vermelho injusto a Dário. Valeu o desacerto do jogador do FCPorto Ricardo Moreira que enviou a bola à trave na marcação do livre e deste modo o resultado não sofreu alteração. Na reacção à partida José Costa acaba por apontar culpas à equipa de arbitragem; «Ganhou a equipa que mais lutou e a que não teve ajudas.», tanto como o site do clube, que na análise à partida além de se referir ao cartão vermelho a Dário e ao livre de 7 metros perto do final, também reagiria aludindo ainda ao facto de «a meio da primeira parte, a equipa de arbitragem ter decidido atribuir uma exclusão de dois minutos a Álvaro Rodrigues.»

Setembro, 28
O FCPorto celebra os seus "119 anos de existência" - Ver vídeo

Setembro, 29
Arbitragem tendenciosa de Mário Coutinho e Ramiro Silva no Belenenses-Benfica em Andebol, da qual resulta uma desvantagem de menos dois jogadores, e que obriga a equipa de Jorge Rito a esforços redobrados nos instantes finais de uma partida que viriam a vencer.

Outubro, 2
É revelada a nota dada a Carlos Xistra pelo observador Brites Lopes e, de acordo com a Renascença, o Benfica apresentou uma reclamação na secção de classificações do Conselho de Arbitragem, pedindo que «os erros identificados sejam reconhecidos» e «penalizem o árbitro». O albicastrense foi avaliado com 3,9 (considerado 'Bom' - numa escala de 0 a 5), não obstante ter adulterado o resultado do Académica-Benfica.

Outubro, 4
Um dia volvido depois da derrota do Sporting contra o Videoton por 3-0 e no dia em que Sá Pinto abandona o cargo de treinador, adeptos sportinguistas atacam o carro de Jeffren. Segundo o diário, o espanhol de 24 anos não quis falar aos adeptos que se encontravam no local e em consequência o seu carro foi pontapeado. Trinta elementos da Juventude Leonina presentes na estrada de acesso à porta da Academia travaram a marcha e conseguiram falar com a maioria dos futebolistas. | Ver capa jornal Record

Outubro, 7
O Benfica B empata em Portimão 3-3, vítima de uma grande penalidade aberrantemente assinalada para além da hora por Rui Silva, num lance em que Cancelo tão pouco toca seu adversário.

Outubro, 20
O Benfica empata 5-5 em Valongo num ambiente adverso em jogo a contar para a 3.ª jornada de Hóquei em Patins. Aparte a ineficácia dos benfiquistas nos lances de bola parada, os árbitros Paulo Santos (Porto) e António Teixeira (Minho) desde cedo contribuiram para o nivelamento da partida. Com o jogo 4-4, a dupla transforma um penalty e cartão azul claro em falta contra o Benfica; depois disso o Benfica marca o 4-5 e ainda desperdiça um LD, contudo perto do final é assinalada uma 15ª falta inexistente e do LD para o Valongo resulta o tento da igualdade final.

Outubro, 28
O Benfica B perde com o Penafiel, por 1-2, em jogo da 11.ª jornada da 2.ª Liga. Mais uma arbitragem deplorável  de Cosme Machado, invariavelmente em prejuízo do Benfica, em particular quando assinala uma grande penalidade por pretensa mão na bola de Luciano Teixeira - que viu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Na sequência de defesa de Mika que cede pontapé de canto... novo penalty para o Penafiel, e outra vez por suposta mão na bola. Pese embora ambas as grandes penalidades falhadas, o Penafiel chegaria à vitória já nos descontos.

Novembro, 3
Insatisfação de José Trindade relativa à arbitragem de Paulo Rainha e Rego Lamela no Gulpilhares-Benfica. | Ver vídeo

Novembro, 7
O jornalista Nuno Ferreira, detido pela PSP por alegadamente ter tentado agredir o ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, negou qualquer tentativa de agressão. Nuno Ferreira disse que não tentou entrar no quarto do ministro, nem tentou agredir ninguém. Apenas relatou que viu o ministro no restaurante (num hotel na Horta, nos Açores) e o abordou: «Num impulso, levantei-me e dirigi-me à mesa e disse-lhe: “O que anda aqui a fazer? Não tem vergonha?” (...) Depois vieram os seguranças e eu percebi que me tinha metido com um peixe graúdo (...) Quando cheguei ao corredor tinha homens à minha espera e fui interpelado pelo que já tinha falado comigo no restaurante».

O presidente do Marítimo Carlos Pereira confirma que o clube recorreu para o Conselho de Justiça da Federação do arquivamento do denominado caso Cardinal por parte do Conselho de Disciplina;«Fiquei triste com a decisão destas comissões que considero, em muitos dos casos, comissões de influência. Só podia ter ficado triste em nome do futebol português. Seria mais um caso com um fim triste, que era o arquivamento sem o apuramento da verdade». Também o Nacional fez denúncia do caso, mas só o Marítimo apresentou reclamação no Plenário do Conselho de Disciplina da Federação contra o arquivamento do processo que envolve o ex-vice-presidente do Sporting Paulo Pereira Cristóvão e o árbitro assistente José Cardinal.

Novembro, 21
Arbitragem deplorável de Roberto Martins e Daniel Martins no confronto de Andebol entre o ABC e o Benfica. Na 2.ª parte estiveram particularmente tendenciosos e permitiram ao ABC manter-se na discussão pelo resultado. Nos dois últimos minutos e com o Benfica ainda em vantagem assinalaram 2 livres de 7 metros contra o Benfica, mostraram 2 cartões vermelhos, ao que juntaram ainda uma exclusão e uma vez jogo passivo.  A cereja no topo do bolo estava guardada para os segundos finais; livre de 7 metros inexistente que permitiu ao ABC empatar a partida in extremis, num lance em que i) Dario não estava dentro da área; ii) o jogador do ABC foi quem procurou a posição do benfiquista.

Mesquita Alves, dirigente da Porto Comercial, empresa do universo do FC Porto, é encontrado morto no estádio do Dragão.

Novembro, 25
Arbitragem polémica de Carlos Xistra na vitória do FCPorto em Braga. Aparte algumas decisões incompreensíveis no capítulo disciplinar, fica ainda por assinalar um penálti claro a castigar mão na bola de Alex Sandro na área portista. No final da partida Peseiro diria que «Houve um penalty a favor do SC Braga que toda a gente viu». O FCPorto acabaria por vencer a partida e reassumir a liderança partilhada com o Benfica.

Novembro, 30
João Silva Ribeiro, adepto do Sp. Braga, morre antes do jogo SC Braga-FC Porto a contar para a Taça de Portugal, vítima de atropelamento. Alguns orgãos de comunicação difundiram que se deveu a estar a fugir do arremessamento de pedras da parte de adeptos portistas e ser colhido por uma viatura. Depois do final partida que ditou o afastamento do FC Porto da Taça de Portugal, registaram-se confrontos entre adeptos dos dois clubes na Alameda do Estádio AXA, tendo sido registados cinco feridos.

Dezembro, 8
O Benfica perde o clássico de Andebol no Dragão Caixa por 28-27 e vê o FCPorto ascender à liderança. O Benfica lamenta no site oficial a arbitragem de Duarte Santos e Ricardo Fonseca, em particular pela dualidade de critétios e pela invulgar 2.º exclusão de José Costa em cima do intervalo por uma falta cometida sobre ele. Na 2.ª parte o pivot benfiquista acaba mesmo por chegar à 3.º exclusão o que deixa subentendida premeditação.

No campeonato de hóquei em patins, o Benfica recebe o Paço de Arcos e acaba por empatar (1-1). O Benfica volta a reagir no site oficial quanto à arbitragem de Paulo Santos e José Pinto, designadamente quanto à expulsão de Carlos López que entrara para marcar o livre directo a menos de dois minutos do final e apenas estava a serenar os ânimos.

Dezembro, 9
Cosme Machado volta a dirigir o Benfica B, depois da arbitragem deplorável em Penafiel dois meses antes. E volta a fazer das suas. Desde logo o primeiro golo do Arouca - claramente em fora-de-jogo -, e depois perto do intervalo, assinalando grande penalidade inexistente a favor da equipa da casa, num lance trivial na área entre o central benfiquista Cardoso e o seu adversário. Com 2-0 ao intervalo e o resultado praticamente feito, o Benfica B acaba por perder por 1-3.

Dezembro, 10
Em vésperas de dérbi Sporting-Benfica, a Casa do Benfica da Charneca de Caparica é vandalizada por supostos adeptos sportinguistas.

Dezembro, 18O ex-vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, é acusado de sete crimes no caso José Cardinal. A investigação, a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária, conseguiu deste modo reunir elementos suficientes para acusar o antigo dirigente do Sporting de um crime de burla qualificada, um crime de branqueamento de capitais (ambos em coautoria), um crime de devassa por meio de informática, dois crimes de peculato, um crime acesso ilegítimo qualificado e um crime de denúncia caluniosa qualificada, punindo o ex-dirigente, segundo anuncia nesta terça-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGD).

sábado, 21 de fevereiro de 2015

A CORRUPÇÃO EM 2011 (CONTINUAÇÃO...)



2011


Janeiro, 4
Em entrevista à Benfica TV, Jacinto Paixão sem querer falar sobre detalhes processuais, negou ter recebido prendas dos clubes («Ofereceram-me apenas camisolas»). «Se tivesse recebido algumas coisas, um Dragão de Ouro, não estaria na situação que estou», revelou, admitindo ter ouvido histórias de colegas árbitros que não terão tido o mesmo comportamento. «Ouvi falar em viagens e em outras coisas. Se é verdade ou não, não sei». O antigo juiz eborense também recordou detalhes do famoso jantar num restaurante de Matosinhos, no final de um FC Porto-E. Amadora. «Segui o Reinaldo Teles até a marisqueira e fiquei surpreso quando ele sentou-se na mesa. Fiquei constrangido, mas fiquei mais tranquilo ao ver que lá estavam o António Garrido e outro árbitro. Depois apareceram o Pinto da Costa e a sua companheira [Carolina Salgado], que ficaram numa mesa ao lado. No final quis pagar a contar, mas disseram-me que já estava paga. Talvez tenha sido o Reinaldo Teles ou o Pinto da Costa. Não sei». Sobre a importância e o papel de António Garrido na relação do FC Porto com os árbitros, Jacinto Paixão disse não ter dados concretos. «Não sei qual é o peso dele. Comigo ele nunca falou nada, mas sei que acompanhava os jogos do FC Porto. Não sei qual é o clube dele e não estou preocupado com isto. Uma coisa eu sei: ele é sogro do Olegário Benquerença».

Janeiro, 20 O Tribunal da Relação de Lisboa confirma a decisão da primeira instância que decidira absolver os 16 arguidos do processo das viciações das classificações dos árbitros, decorrente do Apito Dourado. A decisão foi proferida esta quinta-feira e tem como relator o Juiz Desembargador Carlos Benido.

Janeiro, 24
O presidente da comissão administrativa do Beira-Mar, António Regala considera que não existiu penalti sobre Hulk e que o árbitro só marcou falta devido à pressão que foi exercida sobre ele antes do jogo, nomeadamente pelo técnico portista André Villas-Boas. Os aveirenses contestam assim o árbitro João Ferreira no lance que deu a vitória ao FC Porto.

Fevereiro, 2Em vésperas de Clássico FC Porto - Benfica, a contar para as meias finais da Taça de Portugal, a Casa do Benfica em Gaia foi mais uma vez vandalizada, desta feita às 4 da manhã do dia do jogo.

Depois do Clássico FC Porto - Benfica, jogo que o Benfica venceria por 2-0, a viatura encarnada é apedrejada já na A1, antes das portagens do Grijó, no regresso a Lisboa. Um vidro partido, entre outros danos.

Fevereiro, 4
O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, denuncia a existência de «ameaças» do FC Porto no caso Kléber. O dirigente diz «Não aceitámos a primeira proposta vinda do Atlético Mineiro, porque era inferior ao que estava contratualmente estabelecido. O Atlético e o FC Porto não quiseram aceder às pretensões do Marítimo, por isso, as posições extremaram-se. O Marítimo não quer ter más relações, mas não cedemos de forma alguma.» O presidente do clube insular deu ainda conta de um«contacto com o FC Porto», do qual, frisou, apenas resultaram «ameaças»«Mas não nos intimidamos com as ameaças, porque achamos que a justiça irá resolver esta situação», vincou.

Fevereiro, 8
O árbitro Fernando Dias, da AF Viseu, Rodrigo Guedes e Jerónimo Medeiros, ambos dirigentes do Sporting de Lamego, bem como o próprio clube, começaram a ser julgados no Tribunal de Viseu por crimes de corrupção e tráfico de influências. Segundo a acusação, os dirigentes desportivos e o árbitro foram apanhados pela PSP, em Novembro de 2007, a transaccionar dinheiro numa das entradas de Castro Daire. Os arguidos optaram por não prestar depoimento. A primeira testemunha ouvida foi João Caiado, presidente do Conselho de Arbitragem, João Caiado, que contou ter sido recebido uma denuncia por parte de Mário Lima, dirigente do Campia, e que recebeu um telefonema do árbitro Carlos Pires a contar que outro árbitro lhe estava a oferecer dinheiro para influenciar o resultado do jogo que ia arbitrar no dia seguinte, nomeadamente o Cinfães-Sampedrense. O árbitro José Cunha foi detido pela PSP na saída da A24 para Castro Daire, juntamente com Rodrigo Guedes e Jerónimo Medeiros, em Novembro de 2007, mas foi absolvido entretanto num processo que correu em separado do Tribunal de Tondela.

Fevereiro, 12
Carlos Pereira - Presidente do Marítimo, cede uma entrevista ao jornal A Bola na qual acede se pronunciar sobre o caso-Kléber. Aparte criticar o carácter dos elementos da SAD do FC Porto dizendo que o «FC Porto usa as pessoas como se fossem guardanapos, limpa e deita fora!», refere-se também quanto às ofertas que estiveram em cima da mesa, aludindo «Valor oferecido pelo FC Porto por Kléber é superior ao do Sporting? Onde pára o dinheiro da diferença? No saco azul? No meu bolso não está...». Igualmente digno de registo pela gravidade da questão, Carlos Pereira diz que já tentou ajudar o Ministério Público a descobrir o que se passa em algumas transferências do futebol português, mas contudo garante que os arquivamentos se sucederam.

Fevereiro, 16
«Vou confessar... eu tenho dois contratos com o Leiria! Tenho um, em Portugal, registado na Liga, onde ganho 5 mil euros, e outro na Sérvia com os restantes 10 mil euros de ordenado. É esse outro contrato, puramente ilegal, que me deixaram de pagar há sete meses, totalizando os 70 mil euros» -Djuricic - Guarda-Redes do União de Leiria, em A Bola.

Fevereiro, 17
O diário desportivo A Bola afirma ter obtido confirmação de quem tem estado por dentro de todo o processo, a recusa da minoria de bloqueio à adequação dos estatutos à lei tem a ver com o facto de, com os novos estatutos, virem a perder a possibilidade de nomeação do Presidente do Conselho de Arbitragem para o qual têm desde já indigitado o antigo árbitro Paulo Costa da AF do Porto.

Fevereiro, 19
O autocarro do Benfica é mais uma vez, desta feita no regresso a Lisboa da equipa de voleibol, depois do triunfo sobre o Vitória de Guimarães, por 1-3, a contar para a primeira jornada da Fase Final do Campeonato Nacional. O treinador do Benfica, José Jardim, explica que «O autocarro foi apedrejado, tem um vidro partido, mas felizmente, não houve consequências graves com ninguém, o que é o mais importante.»

Fevereiro, 25
A SIC e o jornalista José Manuel Mestre exigem ao Estado 52 mil euros de indemnização, na sequência da sua condenação por difamação ao presidente do FC Porto, Pinto da Costa, numa sentença entretanto rejeitada pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. Em recurso extraordinário de revisão de pena, que deu entrada nos Juízos Criminais do Porto e que a Agência Lusa consultou hoje, o jornalista pede 4.099,91 euros de indemnização por danos patrimoniais e 15 mil euros por danos não patrimoniais, uma vez que a condenação lhe “obstaculizou, de forma relevante,” o exercício da profissão na área da sua especialidade, o desporto. 

A SIC pede, por sua vez, 33.099,47 euros, por danos patrimoniais. Aos valores pedidos deverão juntar-se juros e deduzir-se o que o Estado português foi condenado a pagar pelo tribunal europeu: 12.104,72 euros ao jornalista e 10.687,37 euros à estação de televisão. Em causa está uma entrevista em 1996 ao então secretário-geral da UEFA, em que José Manuel Mestre questionou Gerhard Aigner sobre como era possível que o presidente da Liga de clubes, que, ao mesmo tempo era presidente de um clube, se sentasse no banco de suplentes, à frente do árbitro, de quem era, “por inerência”, patrão. Pinto da Costa sentiu-se difamado com a pergunta e conseguiu que os Juízos Criminais do Porto condenassem o jornalista e a SIC ao pagamento de uma multa de 3.990 euros, numa decisão confirmada pelo tribunal de apelação em 2002. Já em 2007, o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos considerou que a decisão da justiça portuguesa foi “ilegítima, injusta e infundada”.

O tribunal de Estrasburgo questionou que se sancionasse um jornalista “por ter formulado as suas perguntas de certa maneira” e considerou que com aquela sentença, a Justiça portuguesa “violou um direito fundamental do cidadão”, o da liberdade de imprensa.

Março, 5
O Benfica foi jogar o jogo do título de Hóquei em Patins ao Dragão Caixa no Porto tendo sido derrotado por 7-5 num jogo com alguns casos de arbitragem, como uma agressão, a 10ª falta cometida pelo Benfica e uma bola que parece ter entrado na baliza do Porto mas que porém não foi validada pela equipa de arbitragem. | Ver vídeo

Março, 6
O Benfica despede-se do título de futebol em Braga, após uma derrota por 2-1, num jogo em que a equipa de arbitragem composta por Carlos Xistra, José Cardinal e Luís Marcelino foram alvos de muitas críticas. | Ler artigo 1 | 2 | Ver vídeo

Março, 7
O Correio da Manhã notícia que «Os jogadores das modalidades do FC Porto ainda não receberam um euro desde o início do ano de 2011. Segundo apurou o CM, o incumprimento salarial está a gerar indignação nos balneários de hóquei em patins, andebol e basquetebol e há até relatos de casos mais dramáticos, em que atletas tiveram de recorrer a empréstimos de colegas de plantel para cumprirem as obrigações mensais.» | Ler mais

Março, 8
O jornal Record noticia o que Correio da Manhã anunciara no dia 7 de Março de 2011, referente ao não pagamento de salários dos atletas das modalidades do FC Porto. | Ler mais

Março, 11
Rui Gomes da Silva é alvo de emboscada. O vice-presidente do Benfica para a área institucional e administrador da SAD encarnada é agredido à saída de um restaurante na Foz, no Porto. André Villas-Boas, a jantar no mesmo espaço, cumprimenta o VP do Benfica quando se encontra a sair, algum tempo depois, quando o grupo que jantara com com Rui Gomes da Silva se apronta também para sair do restaurante, dois indivíduos encapuçados agridem-no ao mesmo tempo que dizem «isto é para não dizeres mal do FC Porto». | Ler mais | Ver vídeo

Março, 13
Pinto da Costa desvaloriza a agressão a Rui Gomes da Silva, inclusivé alegando que foi uma«simulação de agressão a um palhaço». O presidente portista insurge-se ainda contra o Jornal A Bola. | Ver vídeo

Março, 21
No regresso da deslocação à Mata Real, o carro onde Luís Filipe Vieira seguia foi atingido por um saco de pedras, ferindo o presidente encarnado e o motorista, na face e mão esquerda. O veículo seguia pela autoestrada que une Paços de Ferreira ao Porto quando foi atingido. | Ver vídeo | Capa Record | Capa A Bola

Abril, 2
A Casa do Benfica em Ermesinde é alvo de actos de vandalismo na madrugada. Pedras e garrafas foram arremessadas contra os vidros do edifício. O presidente da Casa do Benfica em Ermesinde, Adérito Silva, estima em mais de 300 euros os estragos provocados pelo apedrejamento durante a madrugada. «Estou um pouco nervoso e revoltado. É a sexta ou a sétima vez que isto acontece e a casa ainda está pintada de azul. Da última vez gastámos mais de cinco mil euros, agora temos de substituir o vidro e os alumínios».

O encontro FCPorto-V.Guimarães em juniores fica marcado pela confusão ao intervalo, no túnel de acesso aos balneários, algo que foi percetível do exterior. O treinador vimaranense, Armando Evangelista, surgiu muito agastado no fim do encontro e garantiu que foi insultado e os seus jogadores agredidos, por jogadores e staff do FCPorto.

Abril, 3
A Casa do Benfica de Évora é vandalizada de madrugada. Várias coisas foram escritas e para além das asneiras pôde ler-se ´reserbado´ e ´FC Porto Campeão´. «Foram partidas também duas janelas», afirmou José António, presidente da Direcção da Casa do Benfica de Évora.

A Casa do Benfica de Gondomar é vandalizada, os benfiquistas foram barricados.

A Casa do Benfica de Ermesinde foi novamente vandalizada. Adérito Silva, Presidente da Casa, em conversa com a BTV refere que apareceram 100 indivíduos que tentaram por todas as vias entrar na Casa, na qual os benfiquistas e os 2 policias presentes se barricaram. O presidente da Casa referiu ainda conversas entre os policias e os prevaricadores, sem que ninguém tenha sido preso. Adérito Silva referiu-se ainda episódios no passado, como os sucedidos para a Taça da Liga no passado, em que garrafas e pedras arremessados chegaram atingir uma senhora e outros benfiquistas presentes nas costas e na cabeça.

Violência e carga policial antes do Benfica - FC Porto | Ver vídeo

Um adepto do Benfica (Vasco Cabral, 28 anos) fica gravemente ferido antes do Benfica - FC Porto, fruto da intervenção da PSP que disparou balas de borracha para dispersar a multidão mas que acaba por atingir esse mesmo adepto no olho esquerdo, cegando-o. A PSP de Lisboa manteve-se a par e passo da evolução clínica do adepto, acabando por libertá-lo uma vez constatado que o adepto não voltaria a ver daquela vista. | Ver vídeo

Vítor Hugo Ribeiro da Costa, de 20 anos, é detido antes do início do encontro entre Benfica e FC Porto, por ter na sua posse um engenho pirotécnico aquando da revista antes da entrada no recinto. Mais tarde o jovem viria a alegar que o engenho se encontrava no chão, a um metro de si, negando também pertencer à claque organizada do FC Porto, os SuperDragões.

Os jogadores portistas insultam o Sport Lisboa e Benfica durante os festejos. Ver vídeo

Abril, 9
A Praia da Rocha, em Portimão, foi literalmente tomada de assalto de manhã por um grupo de adeptos portistas, protagonistas de assaltos vários, nomeadamente na Avenida Tomás Cabreira. Comerciantes da localidade algarvia falaram de um autêntico arrastão nos expositores de lojas de roupa e ‘souvenirs’, denunciando furtos de camisolas, t-shirts, bolas de futebol, óculos de sol e outros artigos. Funcionária de uma das lojas de roupa assaltadas, Madalena explicou que num dos casos um grupo de cerca de 15 adeptos portistas entrou naquele estabelecimento e começou a recolher tudo que era bolas, blusas e t-shirts azuis, escondendo-as por debaixo das próprias camisolas e saindo sem pagar; «Já tinham feito o mesmo na nossa outra loja, 100 metros atrás, e outros comerciantes queixaram-se do mesmo», disse, sublinhando que, pilhadas a partir das 09:00, a grande maioria das lojas encerrou às 10:00 no dia em que o FC Porto joga em Portimão para a Liga. Estacionada diante do hotel Algarve, nem a carrinha de distribuição de bolos escapou, sendo também ela atacada por elementos afectos ao clube do Dragão, confidenciou outro comerciante. Perante as queixas que foi recebendo, a PSP enviou uma brigada de choque para o local e identificou alguns dos assaltantes, conseguindo recuperar parte dos artigos. Ao Destak, fonte do comando distrital da PSP em Faro negou, contudo, que tenha havido qualquer tipo de arrastão; «A única participação que temos é a de uma bola roubada. Mas o indivíduo em causa foi identificado e pagou o artigo», frisou a Comissária responsável.

Abril, 17
O Benfica queixou-se da arbitragem no jogo, domingo, com o Beira-Mar, da 27.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, em que o árbitro Elmano Santos anulou um golo aos "encarnados". O treinador-adjunto do Benfica, Raul José, disse que a equipa foi "penalizada outra vez", depois do árbitro, por indicação do assistente, ter invalidado o golo no final da primeira parte, na sequência de um livre indirecto apontado pelo argentino Aimar, tendo a bola sido desviada por Djamal. "Tiraram-nos um golo", afirmou o elemento da equipa técnica liderada por Jorge Jesus, que se encontra a cumprir castigo imposto pela Comissão Disciplinar da Liga. Raul José acrescentou que "a interpretação do árbitro foi a de transformação de um livre indirecto em directo" e regozijou-se pela "equipa do Benfica", que, frisou, "foi competente".

Abril, 20
O FCPorto desloca-se à Luz com a obrigatoriedade de recuperar de uma desvantagem de 2-0 consentida na 1.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal no Dragão, isto caso queira marcar presença na final no Jamor. O assistente de Carlos Xistra acaba por validar o 2-0 ao FCPorto em que Hulk se encontra claramente em offside. O jogo acaba por terminar 1-3 e o Benfica fica arredado da final.

Em dia de Clássico que o FC Porto vence por 3-1 e se classifica para a final da Taça de Portugal, Sapunaru e Fernando agridem assistentes do recinto desportivo, episódios lamentáveis que não viriam a merecer qualquer inquérito ou sequer destaques de maior por parte da comunicação social. |Ver vídeo

Maio, 4
Martins dos Santos é constituído arguido pelo Tribunal de Gondomar, suspeito de um crime de tráfico de influências. O ex-árbitro fora detido um dia antes pela Polícia Judiciária, depois de ter recebido pouco mais de mil euros do São Pedro da Cova para alegadamente evitar a descida do clube dos distritais do Porto. Martins dos Santos terá pedido cinco mil euros, os responsáveis do clube pagaram, informando a PJ, pouco mais de mil, em notas marcadas, com as quais o ex-árbitro seria apanhado. Presente durante a tarde a um juiz no Tribunal de Gondomar, Martins dos Santos foi constituído arguido, estando sujeito a Termo de Identidade e Residência. O presidente do São Pedro da Cova, Vítor Silva, não quis comentar o caso. | Ler mais I II

O diário desportivo «Marca» avança na edição de 4 de Maio de 2011 que dirigentes do FC Porto, incluindo o presidente Pinto da Costa, terão jantado com o árbitro holandês Bjorn Kuipers após a vitória do FC Porto sobre o Villarreal, por 5-1, na quinta-feira passada. O jornal garante que Kuipers jantou com Reinaldo Teles, homem de confiança de Pinto da Costa, e António Garrido, antigo árbitro e colaborador do FC Porto, em Matosinhos. Pinto da Costa ter-se-á juntado mais tarde. O referido jornal recorda que a UEFA proíbe qualquer acompanhamento dos clubes aos árbitros durante as estadas destes para apitar jogos, dando conta de que o juiz holandês assinalou um penálti contra o Villarreal (quando o jogo estava 1-1) e que o 4-1 foi conseguido através de um fora-de-jogo. Pinto da Costa refutaria as acusações, não deixando de transparecer a existência de uma resposta preparada ao qual não faltou sequer um nítido entendimento do itinerário dos árbitros; «Os árbitros andaram sempre com os delegados e nenhum director esteve com eles», assegurou aos jornalistas. | Ler mais I | II | III | IV

Maio, 6
«Martins do Santos pode ir para a prisão». | Ler mais

Maio, 11
O Jornal de Notícias noticia que Hulk e Walter foram identificados pela polícia por abandonarem o local de um acidente. De acordo com o Jornal de Notícias, os atletas do FC Porto estiveram envolvidos num acidente de carro em Matosinhos e saíram do local antes de chegar a PSP. Segundo o diário os dois atletas alegaram que abandonaram o local com a necessidade de transportar de emergência a mulher de Walter, que se encontra grávida, ao hospital. As circunstâncias do acidente ainda estão por apurar.

Uma alegada confissão de Jacinto Paixão, ex-árbitro, é publicada no Youtube. Contactado pelos orgãos de comunicação acaba por não prestar qualquer tipo de comentários; «Sobre isso não faço comentários». «O meu nome é Jacinto Paixão, conhecido ex-árbitro. O que vou dizer a seguir destina-se a ficar gravado para a posteridade, caso me aconteça alguma coisa a mim ou à minha família. Benfica-Moreirense, empate a uma bola, no dia 29 de Fevereiro de 2004: o Porto entrou em contacto comigo para influenciar o resultado do jogo. O Porto-Estrela da Amadora, na época de 2003/04: é verdade que o Porto nos ofereceu raparigas, como era habitual fazer, tal como aconteceu no jogo Porto-Académica, de 2002/03. Naquela noite após o jogo Porto: Estrela da Amadora, juntámo-nos, eu e os meus assistentes, com Reinaldo Teles, António Garrido e o árbitro Paulo Silva e os seus assistentes. Eu fui o único prejudicado porque todos mamavam, mas eu é que fiquei prejudicado para sempre. É verdade que o Porto me pagou uma viagem através da agência Cosmos, em 1998, para eu ir a Marrocos com os meus dois assistentes e o árbitro João Rosa Penicho.» Ver vídeo

Maio, 14
A confissão de Jacinto Paixão, arguido no processo Apito Dourado, posta a circular na Internet há dias no YouTube, surge desta feita modificado, mostrando a imagem do registo de voz publicado há alguns dias. Agora, em vídeo, vê-se e ouve-se o antigo árbitro confessar que o FC Porto contactou-o para influenciar o Benfica-Moreirense (1-1) de 2003/04 e que os dragões «ofereceu raparigas, como era hábito fazer» no jogo com o Estrela da Amadora, na mesma época. Por último, afirma ter ido a Marrocos, numa viagem paga pela Agência Cosmos, através do FC Porto. Quando o registo de voz foi publicado, esta semana, Jacinto Paixão recusou-se a comentar e não confirmou, nem desmentiu ter efectuado a confissão. | Ver vídeo

Maio, 23
A Procuradoria-Geral da República (PGR) recebe uma queixa contra o presidente do FC Porto por causa de um jantar com o árbitro do FC Porto-Villarreal, respeitante à primeira mão das meias-finais da Liga Europa.  No jantar estiveram Pinto da Costa, Reinaldo Teles, administrador da SAD do clube, e o ex-árbitro António Garrido com o holandês Bjorn Kuipers, designado para arbitrar o FC Porto-Villarreal de 28 de Abril, constara na notícia publicada pelo jornal espanhol Marca em 4 de Maio.

«Este fim de semana fui vitíma de tentativa de homicídio: Desapafusaram-me uma jante do meu Jep. Como estou sempre atento ao que pode acontecer aos meus carros, detectei o crime e apresentei queixa na polícia. Foi feita uma peritagem à jante e aguardo resultados. Deixo aqui esta informação porque vos quero como testemunhas se me acontecer algum "acidente". OBG.», escreveu Marinho Neves na sua página do Facebook.

Maio, 24
O Correio da Manhã publica uma notícia alegando que a «PJ investiga luvas de Pinto da Costa»Pode ler-se que «São várias cartas rogatórias e foram enviadas para diversos locais da Europa. Há suspeitas de que elevadas quantias provenientes de luvas pelas transferências de jogadores tenham sido transferidas para paraísos fiscais, voltando Pinto da Costa, presidente do FC Porto, a estar no centro da investigação. Anos depois de o inquérito ter sido iniciado, por branqueamento de capitais e fraude fiscal, na sequência da extracção de uma certidão do «Apito Dourado», a PJ tenta agora dar-lhe um novo fôlego Já foram detectados vários casos de fuga ao pagamento de impostos – usando a imobiliária de Cedofeita – e a informação aguardada dos bancos é determinante para a conclusão da investigação de branqueamento.»

Junho, 11
Lista dos nomes aprovados pela UEFA para as competições de 2011/13: Delegado do jogo (competições masculinas): José Guilherme Aguiar e Álvaro Albino. Delegado do jogo (competições femininas): Teresa Romão. Delegado do jogo (futsal): Pedro Dias e João Rocha. Observadores de árbitros: António Manuel Almeida Costa (António Costa), Nuno Castro, Carlos Manuel Ferreira Matos e Vítor Melo Pereira. Outros comissários de jogo e instrutores: Carlos Lucas (diretor de estádio) e Onofre Costa (responsável pelos medias). Candidaturas aceites: António Rosa (controlo antidoping) e João Morais (delegado do jogo).

Agosto, 10
Cosme Machado perdoa um penálti à Académica por falta de Sougou sobre Javí Garcia. O Benfica perde a partida por 2-1.

Agosto, 14
O FC Porto vence 1-0 o Vitória de Guimarães. Olegário Benquerença assinalou grande penalidade discutível por uma suposta carga de Leonel Olímpio sobre Sapunaru na área, já ao cair do pano perdoa um penálti ao FC Porto por mão na bola de Rolando. Os vimaranenses mostram-se indignados com a arbitragem. | Ver vídeo

Agosto, 19
Rui Silva, árbitro que havia sido suspenso por 20 meses no âmbito do processo Apito Dourado, regressa directamente para arbitrar um jogo da 1ª categoria, mais especificamente o FC Porto - Gil Vicente. Logo ao minuto dois Otamendi trava Hugo Vieira, que seguia completamente isolado para a baliza. O central viu amarelo, mas teria obviamente de ser vermelho. Poucos minutos depois Rui Silva viu um ligeiríssimo encosto de João Vilela a Hulk na área, apontando para a marca da grande penalidade. O treinador de Barcelos Paulo Alves lamenta-se da arbitragem. | Ver vídeo

Agosto, 27
Entrevista do jornal O Jogo a Michel Platini Ler mais

Setembro, 29
O Standard de Liége reclama incumprimento no pagamento dos atletas Defour e Mangala, contratados pelo FC Porto aos belgas. No site do clube belga pode ler-se «Não obstante o facto das transferências dos nossos jogadores e Steven Defour e Eliaquim Mangala datarem de meados de Agosto, e apesar de várias advertências, o clube campeão em título da Liga Europa e actual campeão de Portugal ainda não cumpriu as suas obrigações financeiras com o Standard Liege. A direcção do nosso clube lamenta que o FC Porto depois de ter beneficiado da compreensão do Standard de Liége para a transferência de dois dos seus jogadores, não retribua a cortesia e coloque ponto de honra na resolução da dívida.»Outubro, 31
Os belgas do Standard de Liège ultimam o FC Porto dando-lhes até 2 de novembro para pagar a primeira prestação do central Mangala. O clube belga desmente ainda as informações de que já teria recebido dinheiro de Mangala, confirmando apenas a entrada da primeira prestação de Defour, e afirmam também que o processo que entretanto deu entrada na Uefa é para continuar até a situação estar regularizada, ameaçando por último avançar para a solicitação da retirada da licença do jogador. O administrador da SAD do FC Porto, Angelino Ferreira, afirmara na passado dia 27 de outubro que a situação estava a ser regularizada mas que era «uma história mais complexa do que a que saiu nos jornais (...) houve coisas estranhas que afetam os mercados».

Novembro, 8
Mossoró e Berni foram os embaixadores do SC Braga na visita à escola EB2-3 de Celeirós, que fica marcada por um episódio insólito. Um estudante com a camisola do Benfica foi aconselhado a não assistir à sessão de autógrafos, não fosse a sua presença ser confundida como uma... provocação. |Ver imagem

Novembro, 19
Arbitragem tendenciosa e em claro prejuízo da equipa de Andebol do Benfica protagonizada por Daniel Martins e Roberto Martins, no FC Porto-Benfica (23-22) a contar para o campeonato nacional.

Novembro, 27
O presidente do FC Porto Pinto da Costa insulta um jornalista da TVI no final do jogo entre o FC Porto e o Sp. Braga, no Dragão. Tudo sucedeu numa zona do Estádio do Dragão vedada ao público. De acordo com testemunhas, o jornalista Valdemar Duarte, que narrou a partida em directo, foi confrontado por Pinto da Costa depois de descer da tribuna de imprensa. Nessa altura, o presidente portista, rodeado por elementos do clube, insultou o jornalista. Um pouco depois, uma das pessoas que acompanhavam Pinto da Costa agrediu Valdemar Duarte. Mais à frente, junto à entrada da sala de imprensa do Estádio do Dragão, seguranças ameaçaram fisicamente o jornalista, pressionando-o para que abandonasse de imediato as instalações. As ocorrências foram comunicadas a elementos da Polícia de Segurança Pública em serviço no Estádio. A situação foi revelada no programa «Maisfutebol Jornada», da TVI. Maisfutebol tentou contactar, ao longo da noite, dois elementos da estrutura portista. Nenhum atendeu o telefone ou respondeu a mensagens, pelo que não é possível apresentar qualquer comentário do clube azul-e-branco.

Dezembro, 1
«Salários em atraso no Dragão Caixa. As modalidades do FC Porto estão com quase três meses de salários em atraso, segundo o nosso jornal conseguiu apurar: Na semana passada os capitães das equipas de andebol, basquetebol e hóquei em patins reuniram-se com elementos da direção das modalidades no sentido de tentar resolver a questão e na ocasião foi-lhes prometido que os vencimentos seriam pagos dentro em breve. Fonte do FC Porto contactada por Record confirmou a existência de atrasos, mas apenas no mês de outubro, garantindo, por outro lado, que tudo será resolvido no decorrer da próxima semana.»

CONTINUA...