QUANDO O ESPÍRITO BENFIQUISTA PREVALECE, NÃO HÁ DERROTA, CORRUPTO, MERCENÁRIO OU ARRUACEIRO QUE O CONSIGA APAGAR OU FAZER REGREDIR.
BENFIQUISMO É ESTADO DE ALMA SEM DEFINIÇÃO, PRIVILÉGIO DOS PUROS!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

LADRÃO QUE ROUBA A LADRÃO...














PORKISTA ROUBA TAÇAS NO DRAGÃO

Adepto fervoroso do FC Porto, um homem de 35 anos, natural de Santo Tirso, decidiu cumprir o seu maior sonho: andar livremente pelo Estádio do Dragão.

Conseguiu-o há duas semanas e, além de ter fintado toda a segurança, ainda roubou a Taça Cândido de Oliveira (Supertaça) e a Taça do Campeonato 2010/2011, que estavam no gabinete da presidência. Com os troféus erguidos, deu seis voltas ao campo e fingiu ser Villas--Boas, dando ordens a jogadores imaginários. Depois voltou ao gabinete de Pinto da Costa, onde dormiu 10 horas. Foi apanhado após ter ligado do telefone fixo e ter dito à mãe "que estava no céu". A segurança percebeu que alguém estava no local e surpreendeu-o.
A PSP foi chamada ao local, tendo o homem apenas sido identificado. As autoridades não conseguiram chegar ao contacto com a SAD do Porto, pelo que o valor das taças não está quantificado e, como tal, o adepto não pode ser detido.
O incidente ocorreu a 10 de Julho. O adepto entrou durante a noite no estádio e conseguiu chegar ao gabinete de Pinto da Costa, onde se encontravam as taças, devido ao facto de naquele dia ter ocorrido uma cerimónia no Dragão. Ao ver os troféus, o homem não hesitou e pegou neles. Correu para o campo, fingiu que tinha acabado de se sagrar campeão e sentou-se na tribuna presidencial.
SEGURANÇA EM CAUSA
O facto de o adepto ter conseguido entrar no Estádio do Dragão sem que ninguém o tivesse detectado pôs em causa toda a segurança do local. O mal-estar instalou-se de imediato, e todas as medidas de segurança foram revistas ao pormenor. Por norma, as duas taças costumam estar guardadas numa sala, ao lado dos restantes troféus ganhos ao longo pelos dragões. No entanto, como tinha decorrido uma cerimónia no estádio, as duas taças tinham sido colocadas no gabinete.
Caso o adepto não tivesse ligado do telefone fixo à mãe, poderia mesmo ter saído do local com as taças. Ao efectuar o telefonema, os seguranças aperceberam-se, através de um sistema, que o telefone do gabinete tinha sido accionado.
 in (C)orreio (M)anhoso

P.S - Foi pena não ter lembrado o "carnaval" e colocado uma "bombinha" daquelas...

3 comentários:

GuachosVermelhos disse...

Um ladrão a roubar trofeus:
coisa do dia a dia naquela pocilga!
por mim está perdoado;
Ladrão que rouba ladrão, tem 100 anos de perdão!

Manuel disse...

Perdemos uma excelente oportunidade para aproveitar para colocar microfones dentro do escritório do Peidoso. As notícias e as maroscas que nós não saberíamos e descobríríamos...

A aí é que o fod**amos.

Pedro A.B. disse...

Caro Benfiquista adicionei o seu blogue ao Aliança Benfiquista que uso como agregador de blogues Benfiquistas e notícias sobre o Benfica.

Abraços,
Pedro A.B.

http://aliancabenfiquista.blogspot.com/