QUANDO O ESPÍRITO BENFIQUISTA PREVALECE, NÃO HÁ DERROTA, CORRUPTO, MERCENÁRIO OU ARRUACEIRO QUE O CONSIGA APAGAR OU FAZER REGREDIR.
BENFIQUISMO É ESTADO DE ALMA SEM DEFINIÇÃO, PRIVILÉGIO DOS PUROS!

sábado, 20 de outubro de 2012

A MÁFIA DA MALEDICÊNCIA (1)


Para aqueles que duvidam ou não acreditam que não existe uma campanha orquestrada por alguns blogues e por algumas pessoas bem identificadas contra o Benfica, vamos publicar uma série de posts sobre aquilo que tem sido escrito na blosgosfera benfiquista sobre alguns dos responsáveis do Benfica.

Campanha Contra LFV

Ricardette do “Ontem vi-te”

Em 4/09/2012
O Presidente cai no ridículo sistematicamente e leva atrás os seus fiéis seguidores que, apesar de assistirem às suas mentiras há anos a fio, ainda conseguem acreditar na história da carochinha vezes sem conta. De facto, mesmo reconhecendo a alguns uma incapacidade mental para mais, espanta ainda assim ler certas coisas de gente que podia e devia pensar o Benfica de uma forma que atrasados mentais como os Lemos, Manueis, Guerras, Pintos e outra escumalha lambe-cus nunca conseguirá fazer.
Há benfiquistas que vêem o clube afundar-se mas persistem na defesa de uma ideia na qual eles próprios já não acreditam - demoraram muito tempo a perceber, mas já começam a lá chegar. Uns por evidente comprometimento - há quem tenha família, amigos, primos a trabalhar no clube -, outros porque recebem algo em troca - os camarotes dão muito jeito - e outros ainda por não quererem aceitar e admitir que têm apoiado uma equipa de gente que prejudica gravemente o Benfica. E é o Benfica que sai lesado de tudo isto

Em 3/9/2102
Tudo o que dizes no post faria sentido se tivéssemos uma Direcção séria, responsável e capaz de organizar um projecto sustentado.

Não a tendo, isso que dizes é pura ilusão. O Benfica não vai ficar mais forte para o ano nem vai melhorar do ponto de vista financeiro. O Benfica continuará desgovernado, financeira e desportivamente, até que estas aventesmas de lá saiam. 


Aliás, observar o que esta gente tem feito e dito (mentiras atrás de mentiras) e achar que de repente irão mudar de rumo é acreditar no Pai Natal. Ainda bem que tens esperança mas não exageres na crença desenfreada e baseada em... nada.

Pedro S.  (3/9/2012)
Compra de Olá John e Salvio foram erros independentemente da sua qualidade, e uma coisa curiosa, o Benfica nunca bateu as cláusulas das compras. O Salvio tinha clausula de 8 milhoes SLB dá 11! Lima tinha de 4 MILHOES, slb DÁ 4,5 MAIS MICHEL!! Foda-se acham isto normal? O Zenit chega bate a clausula e nem sequer existe negociação de nada??

(Exemplo típico de adepto benfiquista sem inteligência, imbecil e ignorante  que mente com quantos dentes tem na boca).

 Ricardette critica o projecto Olimpico do Benfica

 … que resultados tem o Benfica Olímpico ?

 Dizendo com todas as letras, o Benfica Olímpico é em termos gerais mais um projecto à Vieira e não à Benfica. Aliás, mais do que à Vieira, é um projecto à Sporting.

(Mas é o Sporting que está a copiar o Benfica!)

- a secção de Futsal nasceu comprando o lugar de uma equipa da 1.ª divisão, bem como jogadores de outras equipas. Como na primeira época não ganhámos, continuámos a adquirir jogadores até termos uma grande equipa e ganharmos o campeonato. É certo que posteriormente evoluímos para a formação, mas o nascimento foi pela aquisição e não pela formação.

(Comprar bons atletas para ganhar é mau? Foi um andrade que escreveu isto?)

- o Benfica entrou no ciclismo profissional, na vertente de estrada, através da aquisição de vários ciclistas nacionais e espanhóis. Qual foguete, arrebatando a população que voltou à estrada mostrando um renovado interesse na modalidade e atraiu patrocinadores e se observou a expansão do número de equipas profissionais, conquistando troféus e elevando a generalidade dos salários na modalidade, assim também desapareceu deixando na sua ressaca a crise mais profunda no ciclismo profissional português,
Basicamente o Benfica pagou, criou a equipa, ganhou, entreteve os adeptos e distraiu-os das derrotas no futebol e desapareceu.

(Achas que o ciclismo que até está no nosso símbolo foi mau para o Benfica, FDGP?)

- os resultados espantosos de Vanessa Fernandes levaram-na a assinar contrato com o Benfica e à semelhança de outras secções, foi criada a secção de triatlo apenas com uma atleta. Posteriormente, contratou-se o campeão nacional Bruno Pais, entretanto ultrapassado em resultados pelo João Silva, e contratou-se a Anaíz Moniz a segunda triatleta portuguesa atrás da Vanessa que entretanto parou por "motivos pessoais".

- o destaque de Telma Monteiro levou o Benfica a criar uma secção de Judo. Para tal contratou a equipa de Judo da Universidade Autónoma. Depois de algum tempo, a secção de Judo no Benfica resume-se hoje à Telma Monteiro.

(Poucos mas bons!)

na canoagem, o destaque de Joana Vasconcelos primeiro e Teresa Portela depois, levou-as a assinar um contrato com o Benfica, dando assim corpo à secção de Canoagem.

(E isto é mau?)

Se pensam que esta colecção de exemplos são as excepções (e já são tantas), basta olharem para as modalidades colectivas e perceber que o Benfica considera que só se pode chegar ao topo contratando os melhores a valores que mais nenhum clube pode chegar.

(Então o Benfica devia dedicar-se à pesca e apenas apostar apenas em atletas criados no clube? Mas achas que o Benfica é um clube da tua rua?)

É assim no Andebol, sem resultados após a saída do Donner, e convém referir que nesse tempo o Benfica formou uma base com a equipa que veio da formação e contratou jovens valores e não consagrados a preços proibitivos como tem acontecido ano após ano e insucesso após insucesso.

(Um andrade não diria melhor!)

É assim no Voleibol, onde o Benfica conseguiu chegar ao título, depois foi ultrapassado por Espinho e Guimarães que pensaram seguir a estratégia do Benfica para reconquistarem o título, só que após 1 ou 2 anos de investimento viram-se obrigados a abandonar tais intentos. Na esperança de reconquistar o título entretanto perdido, o Benfica fez regressar a Portugal vários titulares da selecção nacional que actuavam em equipas profissionais alemãs e italianas, juntando-lhe brasileiros e cubanos.Infelizmente, por mais que gastemos, quando chega o momento da verdade, quando o campeonato se decide, perdemos, apenas nos limitamos a ganhar Taças de Portugal.

(Criticando uma das modalidades que mais vitórias nos tem dado!)

No Hóquei em Patins, após anos sem saber o que fazer, optou-se por contratar um técnico competente que para quebrar a hegemonia portista contratou vários jogadores com muita experiência mas aproveitou a base de trabalho que já existia no clube e alguns jogadores da formação. No entanto para sermos campeões, foi decisiva a contratação de Sérgio Silva, que com a sua alma, dedicação, profissionalismo e competência mostrou do alto dos seus 37 anos que foi o melhor jogador a patinar em Portugal na época transacta e um dos principais responsáveis pelo título. Esperemos que a sua saída por "motivos pessoais", não nos devolva aos 2.ºs lugares.

(“No entanto” o quê? Foi só o Sérgio Silva que ganhou? Então os outros jogadores e treinadores não tiveram mérito também?)

O Basquetebol é um caso à parte, pois é uma modalidade profissional onde os jogadores que saem da formação têm muitas dificuldades em afirmar-se como titulares em posições que não sejam as de fora. Podem falar do João Santos, do Elvis Évora ou do mais polémico Carlos Andrade, mas o peso, a força e a qualidade dos postes e extremos-poste estrangeiros continua a ser decisiva. Às vezes até um bom base estrangeiro desequilibra. E no basquetebol, houve até ao passado ano, outra equipa que competia com o Benfica em salários, o Porto, mas que os seus dirigentes com a derrota mostraram ser como os miúdos mimados que quando perdiam levavam a bola para casa.

(No Basket ganhámos tudo!)

- Os projectos à Vieira traduzem-se essencialmente pela contratação de atletas consagrados com salários elevados.

- Se o título não aparecer, contratam-se mais e mais, de forma a que nenhuma outra equipa consiga competir em termos de orçamento com o Benfica, isto se estivermos a falar de desportos colectivos.
- Se falarmos de desportos individuais, os projectos caracterizam-se pela contratação avulsa de atletas sem preocupação pelo desenvolvimento da modalidade.

Não me admiraria que os atletas que se destacaram nestes jogos que ainda não pertencem a um clube de nomeada ou estejam no estrangeiro possam vir a assinar em breve pelo Benfica, na esperança de obter alguma medalha no Rio de Janeiro.

Se entrarmos numa modalidade com os valores que se praticam, então será a competência a decidir, mas quando estamos presentes em modalidades gastando 2 ou mesmo 3 vezes mais que qualquer outra equipa apenas estamos a mostrar que o dinheiro é que faz a diferença. Pior é quando isso acontece e mesmo assim não ganhamos.

É certo que é mais agradável entrar contratando os melhores, mas se a ideia é apenas  ser campeão através do orçamento mais elevado, então iremos pôr em risco a sustentabilidade e o futuro do Sport Lisboa e Benfica.

Manuel

1 comentário:

gervasiocutileiro disse...

Já meu avô dizia: Os males do mundo são os FRUSTRADOS,as PUTAS e os PANELEIROS.

Abençoada internet que nos ajuda a conhecê-los para melhor nos defendermos e ao mesmo tempo denunciar essa escória da sociedade.