QUANDO O ESPÍRITO BENFIQUISTA PREVALECE, NÃO HÁ DERROTA, CORRUPTO, MERCENÁRIO OU ARRUACEIRO QUE O CONSIGA APAGAR OU FAZER REGREDIR.
BENFIQUISMO É ESTADO DE ALMA SEM DEFINIÇÃO, PRIVILÉGIO DOS PUROS!

domingo, 17 de fevereiro de 2013

BOIS MANSOS NO REDONDEL ESPERANDO A PEGA

É como tenho vindo a dizer. Sem tirar nem por.

Com a rapaziada a dar o litro em campo, os bois ficam mais mansos.
É verdade que quiseram marrar  no empate da Madeira mas logo baixaram a cornadura com o brilharete na Alemanha. Mesmo assim, não se inibem de ruminar o próprio pestilento vomitado, mas aquilo é próprio da natureza cornudo-quadrúpede; ruminam engolem e voltam a ruminar a mestela  depois da arrotadela viciosa.

Também como disse, as bestas dispersas juntam-se num ou outro curral para garantir a "união". 
Uns vêm com o "nick" original e outros com novos e ridículos nomes estrangeiramente deturpados para depois defenderem "o que é português".
Não sei se me faço entender.

Nunca se viram tantas entradas e saídas no círculo "blogueiro" da geração bastarda, não obstante alguns ainda permanecerem nominalmente mas com nula actividade. É só conseguir um pouco de tempo e pachorra para dar uma voltinha ao "bilhar grande" e verificar o "bailado".

Vamos então à ruminação das bestas.

Continuam com o argumento da formação. E tão "forte" é o argumento que em pouco tempo estarão em posição "exigir" a total transacção da equipa B para a equipa principal mas...há sempre um mas...só os portugueses. Áh... e a reposição dos transacionados tem de ser feita através dos escalões jovens. Só os portugueses...claro!!!

É o que faz engolir e voltar a vomitar para ruminação posterior.

Outra ruminadela é o facto de darem já como adquiridas as novas "contratações" badaladas nos pasquins habituais, mesmo sem qualquer rumor de confirmação oficial. São assim os ruminantes, têm sempre a boca cheia mesmo sem comer.

Não só pelo asco que me causam, queria evitar falar nos nomes dos bichos mas não há forma. Esses animais acobardados são de uma ignorância tal que não conseguem detectar, duas linhas depois, a tremenda contradição da própria bacorada.

Shadows, esse mesmo, o novo patrão da pocilga do Arturinho, (depois de empurrar pela borda fora do chiqueiro o "incómodo" General Lateiro) é tão imbecil, tão ignorante que ao querer dar uma no cravo e outra na ferradura, (nem para isso lhe é reconhecida capacidade) escreve que JVA foi um vigarista e portanto roubou o Benfica, para logo a seguir afirmar que o desgraçado está nas mãos da Justiça por causa de uma cilada encomendada. Isto para além de afirmar que o vígaro antes de entrar para o Benfica já tinha contas a ajustar com a mesma Justiça.

É o que dá querer agradar a salafrários como o  Beleza, Conde Rafeiro e outros lambe-cú do presidiário que pupulam na pocilga e sargetas afins.

Mais, se não se puser a pau, um tal "novo" burro desencabrestado que dá pelo nome de Zhora, vai aplicar-lhe a mesma receita que ele aplicou ao General, tal o "protagonismo" que vai "grangeando" com as postadelas acrobáticas, por sinal, quase na totalidade contestadas pelos Benfiquistas e seguidamente "cumentadas".

Querem ver que é mais um que se despediu do emprego "voluntáriamente"?
O Arturinho é um mãos largas, para se ver livre de chatices (e que chatices) alberga toda a escória com "bacharelato" em bota-a-baixo.É que o patrão está de ôlho.

Não quero terminar (por hoje) sem dar um lamiré sobre o anafado aspirante a "jornalista", Vitto Vendetta e a entrevista a João Coutinho.

Bem que tentou pôr o insigne Benfiquista a malhar em LFV, na gestão, nas modalidades com resultados menos conseguidos e até em Rui Costa e a sua prestação como dirigente da SAD e do Benfica, pensando que João Coutinho seria um outro frustrado Fernando Tavares.

Escolheu muito mal a personagem.

Mas que grande banho lhe deu Coutinho.
Que falta de tacto.
Que "ingenuidade" bacoca.

O Vittozinho, depois da entrevista, deve ter destilado uns bons dois litros de gordura por não ter levado a água ao seu moinho ou mordido a língua várias vezes de tanta raiva.

O mais impressionante foram alguns comentários de Benfiquistas felicitando-o pela "grande entrevista"  e não descortinaram à partida a intenção do infeliz, que não foi a primeira nem será a última.

 Entrevistas daquele cariz é prática costumeira nos currais da bicharada. Copiam as intenções e, se possível, convidam os "saídos", principalmente, se fizeram tirocinado na gerência de LFV. Não enganam ninguém.

E quer este Vendetta ser jornalista.Se ao menos fizesse por conhecer o Código Deontológico dos Jornalistas...o Sindicato distribui grátis.

No meu tempo, gente de mau carácter e isenta de princípios deontológicos jamais teria acesso ao mágico e honroso cartão de identificação de membro do CNID. 
Hoje, não querendo duvidar do rigor e idoneidade do organismo mas conhecendo-se a podridão e o arreigado caciquismo corrupto que mina a CS portuguesa, e não só, sinceramente, NÃO SEI!

O importante é a nossa rapaziada continuar a tourear a boiada dentro do campo e, no fim, fazer-lhes uma valente e monumental pega de caras.

Olé!



4 comentários:

Bicadas de Aguia disse...

Há certos blogs onde a entrada deve ser acompanhada de um saco para vomito, de cada vez que entro no Ontem vi-te... o ódio cego à direcção é tanto que enfim...
E o mais giro é que agora dizem que se o Benfica tem ganhado e o JJ se porta bem mais razão se deve dar ao dono do blog... Surreal!!!

Manuel disse...

Essa da entrevista do Vitto não conhecia. Mas no fim de contas fazem o mesmo que fazem os jornalecos da nossa famigerada CS que de dois jogadores que saíram do Benfica e do Porto, Nolito para o Málaga e Rolando para Itália, apenas entrevistam o Nolito. Porquê?

À espera de quê? Pois à espera que este se descaia, que critique o Benfica, que critique o seu treinador por o não o ter posto a jogar mais, que critique a política desportiva do Benfica, o que quer que seja.

Parece que não há telefones em Itália ou que o Rolando desligou o telemóvel. São tudo animais do mesmo curral. A ideia é sempre a mesma: malhar no vermelho do Benfica.


Magnusson disse...

Ele é tão bom Jornalista que acabou a padeiro...não é que tenha nada contra os padeiros...antes pelo contrário...mas tirar uma licenciatura em Comunicação Social para ir para padeiro...não havia necessidade....

Manuel disse...

Na minha terra um padeiro não é apenas um que faz pão! lol!

Sendo assim, poderá ter havido necessidade!