QUANDO O ESPÍRITO BENFIQUISTA PREVALECE, NÃO HÁ DERROTA, CORRUPTO, MERCENÁRIO OU ARRUACEIRO QUE O CONSIGA APAGAR OU FAZER REGREDIR.
BENFIQUISMO É ESTADO DE ALMA SEM DEFINIÇÃO, PRIVILÉGIO DOS PUROS!

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

ELES ESTÃO COM SAUDADES! (LEIAM COM ATENÇÃO)



Super Dragões apelam à contenção e apoio
22:10 - 04-01-2016


A principal claque de apoio ao FC Porto emitiu um comunicado a apelar à contenção de todos os adeptos, salientando que «os níveis de contestação atuais estão a ter um efeito negativo em todo o grupo de trabalho».

Eis o comunicado:

«Quando num clube com mais de 120 anos de história, com páginas douradas de conquistas através da corrupção, com glórias europeias através de subornos, a fazer de corar de vergonha os seus adversários, que sempre conquistaram honestamente troféus além fronteira, com um domínio interno jamais visto em Portugal, graças ao bem estruturado exército de drogados, chulos, pistoleiros assaltantes, etc. que compõem os Super Dragões, neste momento as vitórias são menos frequentes do que o habitual, porque a justiça aperta o cerco e actua diferentemente ao tempo do Apito Dourado, é normal que a frustração e a contestação suba de tom.

Quem como nós percorre todo o país e a Europa a apoiar o mágico Porto, assaltando bombas de gasolina, supermercados, aeroportos, deixando a família e amigos em segundo plano, faz "meias" refeições porque os restaurantes fecham à nossa passagem e dorme poucas horas porque não somos recebidos nos hotéis onde sempre deixamos calotes e roubamos as roupas de cama, toalhas e todo o resto que esteja à mão de semear, tudo para nunca faltar apoio à nossa equipa, sente ainda mais essa frustração, desencanto e tristeza.

As manifestações espontâneas de desagrado que têm ocorrido recentemente, são portanto naturais neste contexto, porque o clube está falido, deixou de subsidiar as nossas acções de apoio, tudo isto motivado pelas aberturas de contas na Suiça, nas Bahamas e outros paraísos, onde vão parar os depósitos dos nossos directores, esquecendo-se de quem tanto lhes tem guardado as costas,temos que estar preparados para lidar com a crise que nos afecta mas nunca deixando de apoiar. Aqui vence-se desde 1893,(a gente sabe que é mentira) pelo que a exigência é uma constante, e não queremos que a mesma jamais desapareça do nosso quotidiano diário, nem que tenhamos de esmurrar os focinhos do velho caduco e do nosso capatáz Henrique.

Os Super Dragões estão e estarão sempre na primeira linha dessa exigência! Queremos sempre mais e melhor para melhorar as nossas acções terroristas. Queremos um clube mais vitorioso, mais dominador, sempre e para sempre superior aos nossos rivais, quando temos a arbitragem, o CJ e o CD, do nosso lado.

A época em curso tem trazido alguns resultados frustrantes para todos os portistas...e como temos sofrido com isso! Já não temos a liberdade de antigamente quando até os jogadores temiam uma boa surra ou uns tirinhos nos joelhos.

Temos menos vontade de agir, menos vontade de trabalhar, menos alegria de sair à rua todos os dias para caçar e malhar em todo aquele que não disser: BIBA O PUORTO, CARAGO!

Nunca esperem de nós que ignoremos um resultado menos positivo ou uma competição perdida, independentemente da importância da mesma, porque todos comem pela medida grossa.

Queremos sempre ganhar, mesmo roubado à má fila, quer se trate de um amigável ou de uma final europeia.

Mas se a nossa maior preocupação é ver o Puorto a vencer, está na hora de todos e de cada um engolir o seu orgulho próprio, as suas convicções sobre este ou aquele, as suas preferências ou gostos pessoais. O Futebol Clube do Porto tem que ser sempre maior que tudo isso, tem que ser superior a todo o resto, voltando aos tempos do Apito Dourado.

Apoiar todos aqueles que envergam as nossas cores, independentemente da função que exercem, é a nossa maior responsabilidade. Não o fazer é ir contra as nossas convicções, contra aquilo que o coração nos dita, mas o tempo tem que voltar atrás. Que saudades dos tempos do Guarda Abel.

Com esta postura não queremos "tapar o sol com a peneira" ou "meter a cabeça na areia". Estamos atentos, estamos exigentes, estamos sedentos de vitórias, a qualquer custo, de qualquer maneira, com ou sem APAFS, conforme tivemos oportunidade de expressar presencialmente a quem nos lidera na passada madrugada de sábado.

No entanto, os níveis de contestação actuais estão a ter um efeito negativo em todo o grupo de trabalho, e vamos continuar com isso é essa a nossa vontade. Estamos aqui para ajudar, para apoiar, para empurrar a equipa para a frente, rumo às vitórias que todos ansiamos, mas carago, temos de voltar a ter as mordomias anteriores tais como, instalações mais adequadas para planear as acções de intimidação, bilhetes para os jogos em casa e fora de casa, autocarros, gasolina e combóios pagos como antes.

A época vai a meio e tudo está em aberto. Não queremos saber onde vão buscar as verbas para o nosso apoio, depositem menos na Suiça, comprem menos carros de luxo, casas para as amantes, etc.

Avizinham-se jogos fundamentais, onde toda a concentração é pouca, onde toda a ambição é pouca, onde todo o apoio é necessário. E estamos a contar com isso, dê por onde der.

Queremos juntos festejar títulos e glórias, não queremos em grupo dividir mágoas ou insucessos e ter advogados decentes que nos tirem da cadeia sempre que tivermos o azar de ir presos. Antes era assim e porque não é agora?

Apelamos por isso a todos os Super Dragões e Portistas em geral que nem por um só minuto deixem de apoiar a equipa mas não esquecendo a pressão necessária para que os nossos dirigentes abram os cordões à bolsa para reporem as nossas regalias de outrora. Fazer o contrário será fazer precisamente o que os nossos adversários querem, ou seja, ganharem decentemente dentro do campo e manifestarem-se à vontade nas nossas barbas sem que possamos molhar a sopa. Não podemos falhar na nossa função, quando o que desejamos é a união entre todos para acabar com as derrotas.

Não pedimos a ninguém para aplaudir quando não querem ou elogiar quem não gostam. Mas pedimos que quando forem assobiar se contenham. Pedimos que nesta fase, sempre que vos apeteça contestar, reflictam sobre o melhor para o clube. Pedimos que percebam que temos de voltar a ser temíveis e com isso contribuir para as tão desejadas vitórias.

A nossa história diz-nos que apenas juntos e muito unidos somos mais fortes, mas isso só acontece quando temos as costas quentes, que é o que está a faltar.
A situação corrente mostra-nos que as coisas não correm bem e têm de mudar ou mudamos os manda-chuva.

Só com todos a remar para o mesmo lado poderemos alcançar os nossos objectivos, poderemos estar em Maio na sala de visitas da nossa tão amada cidade a festejar mais um título à nossa maneira.

Juntos somos temidos e indesejados...divididos somos um alvo fácil!
O futuro é já 4.ª feira frente ao Rio Ave, seguido de viagens ao Bessa e a Guimarães.
Só aceitamos vitórias, nem que seja a tiro.
Que todos sem excepção ajudem nessas vitórias, forçadas ou não.
SOFREMOS POR TE AMAR...CONOSCO NUNCA ESTARÁS SÓ! MAS PARA ISSO TEMOS DE VOLTAR AOS TEMPOS DO APITO.

3 comentários:

machadom disse...

Querem voltar aos tempos do apito.

Já faltou mais, FDPs.

Manuel disse...

Ahahahahahahhahaaha!
O post do ano!!!

Abraço

Aquila Imperiale disse...

AHAHAHAHAH!!!!! Genial!